Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

A FARMÁCIA

Sou um cara super discreto, moreno,32 anos, bonito, algum tempo comecei a fantasiar como seria transar com outro cara, cheguei até a ir uma vez a um cine pornô, lá acabou rolando pegação, um carinha me chupou, mas so ficou nisso, então fiquei com esse desejo reprimido até depois do carnaval, pois ao voltar precisei fazer um tratamento dentário, estava com um canal por fazer e ficava com a boca um pouco inchada, o dentista passou uma sessão de injeção muito forte que deveria ser aplicada na bunda.

Acabei achando uma farmácia práximo a minha casa, logo que pedi a injeção, veio um coroa bonito (Marcus),1,80m, cabelos grisalhos, com uma cara de safado, dizendo que iria aplicar, me chamando ao ambulatário, nesse dia sentir muita dor, como era uma sessão de 04 dias consecutivos, voltei lá todas as noites até que no 3ª dia, comecei a sentir que ele já puxava assunto sobre, “Ta doendo? Vou enfiar mais devagar”, e sentir que ele pegava na minha bunda com mais carinho, nisso ele ofereceu passar um creme analgésico e pediu que esperasse, fiquei ali, com as calças baixadas um pouco, ele voltou e disse pra baixar toda a calça, estranhei, ele então começou a passar a tal pomada, sentir um calafrio, pois notei que ele acariciava minha bunda e passou o dedo de leve no meio, me deixando muito excitado, ele notou e disse que havia terminado e me aguardava amanhã, mas pediu que viesse mais tarde um pouco.

Sai daquela farmácia direto pro banheiro bater um punheta, fiquei lembrando daquela carícia na minha bunda, na noite seguinte fui até a farmácia tomar minha ultima injeção até que fiquei triste ao ver que estava fechada, foi quando vi o Marcus me chamando, ele estava no supermercado em frente, havia fechado e estava apenas me aguardando, nisso me chamou e fomos ate a farmácia, ele me perguntou se podia deixar a porta fechada, já que iríamos ao ambulatário e não havia mais ninguém, fiquei surpreso e alegre, sabia que ia rolar algo, entramos no ambulatário ele logo pediu que tirasse a bermuda e dessa vez baixasse ate o fim e me apoiasse na maca que havia, “Vou passar uma pomada antes,pra vc não sentir tanta dor quando enfiar e baixando tudo melhora a pressão,alivia”, obedeci, me senti envergonhado, estava um pouco inclinado na maca quando ele começou a limpar o local da injeção, ia limpando e sentia suas mão deslizando na minha bunda, logo ele aplicou a injeção, doeu como sempre, mas dessa vez ele pegou outra pomada e começou a massagear, nesse momento ele passou de leve o dedo no meu rego, tremi, ele foi sacana e fez de novo, dessa vez ficou espalhando a pomada e deixou um dedo no meio da minha bunda, tocando de leve meu rego, não aguentei e soltei um suspiro, então ele falou:” Relaxa que agora a dor vai passar, vc vai ver,ou melhor sentir”, foi quando senti algo molhado passeando na minha bunda até chegar ao meu cuzinho, não acreditei quando vi, ele tava lambendo meu rabo, no instinto comecei a rebolar de leve, ele levantou me pressionando contra a maca, sentir pela 1ª vez o volume do cacete me roçando: ”Agora vou te aplicar uma injeção bem gostosa, essa bundinha merece uma injeção de cacete bem gostoso, meu putinho, vc vai rebolar”, e foi enfiando um dedo no meu cu, estava de pé rebolando no dedo quando ele pegou minha mão e colocou no pau dele, me virei e vi um lindo cacete, devia ter uns 18cm, grossura mediana, nem pensei direito, ele puxou minha cabeça e acabei baixando pra lamber e chupar, fiquei um tempão sentindo aquela pica na minha boca, passei uns 19 min, chupando, tava louco de tesão, até que me levantei e fui empurrado pra maca, ficando apoiado e com o rabo empinado, ele encostou “ Agora vou enfiar uma pica bem gostosa, meter meu cacete todinho nesse cuzinho gostoso e vc vai rebolar na minha vara, agora vc e meu putinho”, segurei aquela pica e coloquei na entrada e forcei pra trás dizendo: “Mete devagar meu macho,cuidado, com carinho”,depois não resisti e falei: ” Enfia esse cacete todinho no meu rabo, come bem gostoso o cú da tua putinha” .

Ele foi enfiando bem devagar ajudado pela pomada, fui sentindo cada cm daquela rola entrando, preenchendo meu cuzinho, até sentir seus ovos na minha bunda, senti um pouco de dor mas com o tempo já estava uma verdadeira cadela, rebolava e gritava “Vem meu macho, fode vai, enfiar pica no cu da tua putinha, fode meu rabo bem gostoso”.Realmente estava um delicia sentir um cacete enchendo meu rabo, me inclinei pra trás e senti sua boca no meu pescoço, na minha nuca, estava totalmente dominado, ele começou a estocar bem forte e fundo, depois tirou e me virou de frente, me levantando, fiquei sentado na maca, ele novamente pegou minha mão, agarrei seu cacete e coloquei no meu cu, fiquei de frango assado, com as pernas em seu ombro e ele em pé me fudendo novamente, bombava muito forte me xingando “Toma pica nesse cuzinho, minha putinha, toma, vc não queria meu cacete, então toma que ele é todo seu, minha putinha, minha vadia, que delicia, que rabo gostoso” e continuou metendo rola, estava quase gozando quando ele falava”Que delicia de rabo, caralho, quero comer sempre, vc vai vir aqui sempre pra levar meu cacete, vou enfiar minha pica sempre nesse cuzinho, vc agora e minha putinha”, não aguentei e comecei a gozar sem nem tocar no meu pau, que delicia gozar pelo cú,muito bom mesmo, ele também gozou e ficou um tempinho ainda dentro de mim, seu pau acabou saindo naturalmente, ele tirou a camisinha e mostrou o tanto de leite que havia gozado, foi incrível, nos vestimos e ele abriu a porta e fui embora alegre,feliz e um pouco receoso confesso.

Uma semana depois voltei a farmácia e encontrei meu coroa gostoso sorridente quando me viu, perguntou se tinha ficado bom, disse que sim, mas agora tava fazendo tratamento pra uma mancha de pele que tinha aparecido na perna, ele logo me indicou uma pomada e disse que voltasse a noite para aplicação necessária, dando um sorriso sacana .

Voltei no horário combinado, ele fechou a farmácia, fomos ao ambulatário com ele já me agarrando por trás e beijando meu pescoço, dizendo: “Tava com saudades desse cuzinho gostoso, pq minha putinha demorou hein, hj vou descontar, serviço completo, agora mais do que nunca vc será minha”, já estava estourando de tesão quando ao entrar no ambulatário vi uma sacola em cima da maca, ele falou: “Isso é pra vc, tava aguardando vc voltar pra usar, vou ali pegar seu creme enquanto minha putinha se ajeita” e saiu, tive um baita susto ao abrir, tinha uma calcinha vermelha com preta de rendas bem cavada e uma sandália preta de salto alto com tirinhas e um batom bem vermelho, fiquei apavorado de vergonha e tesão ao mesmo tempo, mas quem entra na chuva é pra se molhar e resolvi liberar meus desejos com aquele coroa que sabia exatamente o que queria, quase gozei ao vestir a calcinha que ficou todinha enfiada no meu rabo, quando calcei a sandália então, fui a loucura, por fim passei o batom e sai da sala rebolando, me sentindo realmente uma puta, ele quase teve um treco quando me viu:” Nossa, acertei em tudo, vc esta uma delicia mesmo, que putinha gostosa vc ficou, vem rebolando aqui pro teu macho vem”, fui em sua direção, ele sentou num banco, me virei e comecei a esfregar minha bunda nele, me virei comecei a acariciar seu pau, abaixei e tirei aquela rola deliciosa e coloquei na boca, chupei como uma putinha mesmo, lambia, beijava, mordia, engolia,babava, ele tava louco dizendo: “Que delicia, essa boquinha é de veludo, hj minha putinha vai tomar muito leite”, estranhei o muito, até a porta do banheiro se abrir e sair dali um outro coroa, Anderson o gerente de 1,90m forte, tomei um baita susto e quis correr, o Marcus me segurou e falou pra ficar tranquilo que a gente poderia fazer uma brincadeira mais gostosa, e afinal uma putinha se gosta de 01 cacete,gosta de 02 também, e puxou minha cabeça novamente de encontro a sua pica, não resisti, o Anderson veio ao meu lado e tirou uma rola enorme, uns 24 cm, linda, mas muito grande, não resisti e cai de boca, que delicia,mal cabia na minha boca, lambia,chupava a cabeça, enquanto ele dizia: “Nossa Marcus vc tinha razão, que boca gostosa dessa putinha, vai ganhar muito leite hj, engole safada, engole pica agora que depois tu vai engolir leite”, fiquei alternando as chupadas,ora no Marcus,ora no Anderson, quando este me levantou e foi começou a roçar aquele monumento de pica na minha bunda, puxou a calcinha de lado, me inclinou pra frente e caiu de língua no meu cu, delirei,suspirei de tanto tesão,uma língua no cu e um pau na boca, o Anderson sentou numa poltrona que havia e me puxou, segurando minha calcinha de lado, mas não consegui sentar naquela rola, era muito grande, me levantei e pedi que o Marcus me comesse 1ª, nem deu tempo terminar de falar, o Marcus já foi me virando e enfiando aquele pau gostoso no meu rabo enquanto Anderson puxava minha cabeça pra continuar a mamada, fiquei uns 20 min. Naquele posição, em pé,de sandália,com a bunda empinada e levando pica do Marcus e inclinado chupando aquele pauzão do Anderson, até que este novamente me puxou e tentei de novo sentar naquela picona, estava começando a entrar quando ele me puxa de vez, tentei gritar de dor mas fui sufocado pelo cacete do Marcus entrando na minha boca.

Acabei me acostumando, aquela pica parecia que ia me rasgar, com um tempo comecei a cavalgar e rebolar enquanto chupava o Marcus, o Anderson me levantava no seu colo, me fodia muito, ele me empurrou pra frente e novamente fiquei em pe,com o rabo empinado levando aquela delicia de rola do Anderson e com a boca cheia da pica do Marcus, estava me sentindo arrombado,preenchido de pica, o Anderson fodia muito,com força dizendo: “Caralho, que cuzinho gostoso, vamos levar essa puta pra casa e passar a noite fudendo esse rabinho, toma pica sua putinha, toma rola nesse rabo”, eu rebolava muito naquela pica,até o Marcus anunciar o gozo, começou a jorrar leite na minha cara, no meu rosto, tava com receio mas cedi e abrir a boca pra receber leite daquele macho, estava me lambuzando,nisso o Anderson tira aquela rola enorme,deixando um vazio e puxa minha cabeça, ele também tava gozando, abaixei e recebi muito leite na cara,”Engole todinho meu leite, sua putinha, toma tua vitamina, engole tudo” e enfiou de vez sua rola na minha boca,cheguei a engasgar um pouco,mas lambi todinho e fiquei sugando aquela pica, deixei os 2 cacetes bem limpinhos enquanto eles riam e falavam que finalmente tinham uma putinha somente deles, me levantei e fui andando e rebolando ainda com as pernas meio bambas ao banheiro, passando a língua entre os lábio, lambendo o resto de leite que tinha no rosto, vi minha cara no espelho toda melada ainda com pouco batom, a calcinha que tinha sido puxada somente de lado tava todinha enfiada no meu rabo, sorri, alegre e contente por ter sido realizado sexualmente, ao sair do banheiro o Anderson e o Marcus estavam conversando e disseram ter adorado e queiram repetir outras vezes, o Anderson tava mais tarado e disse que poderia repetir agora, recusei pois estava cansado e combinamos de marcar outra vez.

Tudo isso são fantasias, mas gostaria de ser uma putinha de algum coroa, caso alguém tenha interesse, sou super discreto e quero sigilo, mas entre 4 paredes quero ser uma putinha de um macho. [email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


eu com minha pica machucada e ainda comi minha namorada contos eróticosdei para o papai contoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentemeu filho xerou meu cutaras de ficar olhando outroa fudercontos anal tio totado tirou avircontos eróticos apanhado chorei muito e fiqueicom a buceta toda vermelhacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentemulher no carnaval gozando muito no camarote ela ea amigacontos filha se fode pra aguentar a geba do pai no cucasada se vendendo pro caminhoneiro-contoscontos abusadascontos erotico eu meu filho no sofa e ele comeu minha bundaconto comeram minha mulher bebadaconto erotico convite para sair com uma travesti da academiacontos eróticos me estruparao por ser orientalcolo do velho. contoele me seduzio e quebrou meu cabaço historeas reaisconto minha sogra nuative dar para um dotadocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos farmaceutico taradofotos de priguitinhas lindascontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentemenina você já passou o dedo no cu e cheirouFui bolinada por debaixo da mesa na presença do meu marido. conto eróticocontos eroticos de negros na praia de nudismocontos de putas estradagay e o cachorro contoscontos chupei minha namorada a forçaConto so caminhoneiro dei carona uma freira loiraConto erótico pausudo capixabacomtus eroticu troca de esposa comvidamos um casal de amigu pra jantarmulheres que estejam dispostas a fazer zoofilia que mora no Rio Grande do Sulorando outros peitões da bundona gostosacontos fingi que dormia e comi minha filhacontos eroticos a.xasada dot trabalhominha esposa deixa a buceta cabeluda e da pra o meu melhor amigo em relatoscontos eróticos bebadacontos dando minha bucetinhachantagem zofilia e insesto conto eroticonifetas brasileiras dando cuzinho virgem pro irmao chorando de dorsexo gay de branquis magros lindos demais23cm e um czino virgemconto erotico de o amigo de meu namorado me comeu na casa dele e ele nao viucontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteo garotinho da vizinha. conto gaycontoerotico virgem pai 2filhasporno.ele namorou a cunhada ate que ele comeu o cu delacontos eroticos cunhada e sogrAcontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos gay garotinhoNamorando a vizinha mais velha contoscontos eróticos gays metroConto cm foto d esposa putinhavelha peituda cheia de celulites contocomtos filha espiando pai no banhomarido todo produzido eróticosConto safada novinha anosconto erotico muito sexo com agalera esposa puta com10 negros marido cornocontos virei a cachorrinha do meu amigoContos eroticos seios mautradosbucetas carnudas grandes beicos casadas cornosposso dilatar a porta do meu anus todo dia?Eu sou o irmão mais velho do meu irmao travesti ele mora sozinho na sua casa eu fui sozinho na casa do meu irmao travesti ele ja tava com silicone nos seus peitos ele tava com um bundao eu disse pra ele voce ta um lindo travesti eu e ele fomos pro seu quarto eu beijei sua boca eu chupei seu peito ele começou a chupar meu pau ele disse seu pau e gostoso de chupar ele ficou de quatro eu comecei a fuder seu cu conto eroticocontos eroticos cuidando da minhas sobrinhas e suas amiguinhascavalo dado duas trepada na égua de uma vezokinawa.ufa.ru conto orgíasmulher passa muita margarina no proprio cuconto erotico viado afeminado escravizado por macho dominadorcontos filha praia esposaconto gay virei viadinhocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteler contos eroticos de casais fudendo dentro de cinemas com outros homenscontos eroticos arrombando a gordaporno não queria mais o meu filho fodeo e gosa dento da cona conaconto erotico abusarao mim metrocontos eroticos sou casada mas adoro pica de cavalosContos eroticos de comi a bunda do professorcontos eroticos gay recem casadoTio come sobrinha a força contos eroyicosContos eroticos da esposa safada com o marido deficienteloira cris casada fode com negao contos eroticoscontos eroticos fui me ensinua para o papai e acabeiMeu pai tava em casa comigo e com a minha esposa eu e meu pai fundemos juntos minha esposa conto eroticoContos de sexo a amiga da minha mãecontos eróticos com senhor de idade com rapazcontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos meu.padrasto me.comeuContos reais de esposas fodendo com marido eo sobrinho delecontos eróticos rasgando a calcinha