Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

LOUCURAS NUMA CADEIRA DE RODAS

Olá, meu nome é Rodrigo, tenho 30 anos, sou magro, pele cor branca e olhos verdes. Namoro com a Paula há 3 anos. Ela tem 27 anos, é magra, uma morena linda de cabelos Lisos e seis nem grandes e nem pequenos, do tamanho que eu gosto...

Apesar de eu ser deficiente físico e ser cadeirante, tenho uma vida sexual ativa e estou sempre disposto... a pedido da Paula, deixo sempre a minha barba mal feita, ela gosta e fica arrepiada quando passo minha barba em sua pele...

Nos damos muito bem entre quatro paredes, fazemos muitas loucuras e estamos sempre experimentando coisas novas... Na rua somos bastantes discretos, gostamos de ficar de mãos dadas ou abraçados nos lugares, mas não ficamos nos beijando e fazendo ceninha para os outros... A Paula é uma mulher chique, gosta sempre de andar bem vestida e não tira um salto alto do pé... é uma dama, muito discreta e acima de qualquer suspeita... entre quatro paredes é a minha vadia, ela se solta e apimenta nosso sexo... minha cadeira de rodas que o diga...

Certa vez fomos a uma boate aqui da cidade...gostamos sempre de ir nesse lugar por ter acessibilidade, fácil acesso e um banheiro individual para deficientes... Ela colocou um vestidinho preto, bem discreto, estava linda, passou um batom provocante e um salto alto, provocante como sempre, veio até mim, sentou no meu colo, encostou o pescoço no rosto e disse com uma voz bem macia de vadia, quase sussurando: -Sente, estou cheirosa?... Tava uma delícia, não aguentei e começei a dar uns beijinhos no pescoço, passando a mão na perna por baixo do vestido... ela fechou os olhos, começou passar a mão na minha barriga, meu pinto já tava duro e ela agarrou bem forte por cima da calça... como nosso sexo é imprevisível, queria transar com ela naquele momento, antes de ir pra boate... ela começou a beijar meu pescoço e disse no meu ouvido: - quero te chupar... fechei os olhos e ela mais que rapidamente desceu, abriu o zíper da minha calça e agarrou meu pinto, olhei pra ela, que olhou pra mim e passou a língua nos lábios..ela chupa muito gostoso, sua boca é quente e molhada, dá muito tesão...nesse momento ela fechou os olhos e passou a pontinha da lingua na cabeça... E SÓ!... Se levantou e disse, chega vamos pra boate se não vamos chegar tarde... Nossa, fiquei maluco, ela me provocou de novo, se eu pudesse levantaria da cadeira e a comeria a força...ela virou as costas abriu a porta e falou vamos, e novamente lambeu os lábios me deixando mais maluco... insisti para continuar mas ela não quis... Já na boate, bebemos dois Martini cada um, nao aguentamos beber muito e ela se soltou nesse momento...fomos pra pista de dança, ela tava muito provocante, dançava olhando pra mim e passando a língua nos lábios.. sua beleza chamava atenção, todos os rapazes olhavam e queriam se aproximar, mas me respeitavam por que eu tava dançando junto... ela se inclinou pra me dar um beijo, me provocando de novo...falei ao seu ouvido: "minha putinha, quero te comer"...ela riu e sussurrando no meu ouvido respondeu: to babadinha...e riu, começou a dançar bem insinuante, me provocava, virava de costas.. eu falava ao seu ouvido... vamos pra casa, quero te comer agora... ela ria e me provocava mais dizendo ao meu ouvido..."meu cachorrão, quero ser sua cadelinha"..."quero dar pra vc"..."quero sentir sua pica dentro de mim"...todos olhavam, eu queria passar a mão, arrancar seu vestido... fui ao banheiro reservado para deficientes, quando fechei a porta, ela bateu. "Quem é?"..."Sou eu amor, abre aí, quero fazer xixi e o banheiro das mulheres tá um nojo"...abri e a deixei entrar... que delícia, ela não queria usar no banheiro...

Sentou no meu colo..."vagabunda, pq me provoca desse jeito?"..."amor, que tesão, minha buceta tá babadinha"... eu tava adorando, ela nunca faria uma loucura dessas em lugar público...apertei sua cintura e suguei seu pescoço, ela soltou um suspiro, tava doidinha pra me dar e ia ser no banheiro da boate... as pessoas faziam barulho lá fora, ninguém podia perceber o que estávamos fazendo, o segurança podia nos expulsar...passei as mãos nas suas pernas...ela tava quente, me deu um beijo molhado...lambeu minha orelha e disse..."me come amor, me come, rápido"... abaixei a alça do seu vestido e chupei gostoso seus seios, mamei com uma criança, passava minha língua quente, sua respiração ficava ofegante...enfiei minha mão por baixo do vestido e por cima da calcinha senti sua buceta babadinha, ela quase saltou da cadeira quando coloquei a mão, puxei a calcinha de lado, passei meus dedos na sua buceta depiladinha, toda lisinha...."nossa, que gostosa que vc tá toda babadinha"...agora vai ter que chupar minha pica com vontade, ninguém mandou me provocar..."amor, não dá tempo, temos que sair"....não quis saber, ela teve que se abaixar, abriu meu zíper e olhou pra mim passando a língua nos lábios com olhar de putinha... tirou meu pinto pra fora e abocanhou gostoso... soltei um gemido baixo..."aaaahhh, gostosa... isso, chupa"...peguei nos seus cabelos, ela sugava igual uma menina que achou um doce, chupava gostoso...sentia sua lingua quente...depois veio novamente no meu colo, levantou um pouco o vestido, puxei sua calcinha de lado e encostei a cabeça da minha pica na sua bucetinha toda babada...ela apoiou os braços no meu ombro e começou a descer bem devagar...ele entrou fácil, tava toda babadinha, molhadinha e quente..."hmmm...que gostoso amor, que pinto gostoso"...e me beijava gostoso enquanto descia...começou a fazer movimentos de sobe e desce, bem gostoso, ela sabia me deixar maluco, soltava uns urros de vadia...gemia baixinho...eu mordia seus lábios, meu pinto tava todo dentro, ela cavalgava gostoso...

Eu apertava sua bunda, apertava com vontade enquanto ela subia e descia..."gostosa"..."isso, quero gozar dentro de vc"... nesse momento ela começou a cavalgar bem rápido, descia e subia, e gemia gostoso..."hmmm...que gostoso...hmmmm...que tesão...amooooor, goza pra mim, amor, goza dentro de mim, goza, explode tudo dentro de mim"...nesse momento fiquei maluco, não podia aguentar, fechei os olhos, e...."uuuuhhhh...amooorrr.....que delíciaaaaaaa...."...e gozei gostoso, tudo dentro da minha moreninha, que aguentou minha pica todinha dentro dela, e ainda cavalgava mais com a bucetinha toda melecada...

Nos repomos, limpamos, ela arrumou seu vestido, me arrumei na cadeira de rodas, fechei o zíper e saímos, ela com seu rostinho meigo, uma dama, de salto alto, saiu me empurrando como se tivesse apenas me ajudado a ir ao banheiro...e voltamos pra pista...

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


O pai da minha amiga me enganou contos eroticoscontos a novinha comadre carentecontos erodicos cunhadinha chupadeira de porrameu marido bebeu e convidou meu cunhado pr durmi em casa e mi comeGozou dentro contos eroticosfilmei minha irmã depois chantagiei contosponen titando cabaso de mulheresmeu cao taradojato forte coroa vomitaconto commeusirmãosver contos de lesbicasconto erotico fui no pagode e comi um travestiMinha namorada deu a bucetaconto ertico lambendo buceta ela gem mtocontos porno ajudou marido comer sogracontos eróticos dando a buceta a outro na frente do maridomarido falou p esposa nahora da transa q dar o cu era bomContos eroticos tira a camisinhacomo faxersexooralcontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteContos eróticos d velhos tarados no cemitério Bianca trabalho conto eroticocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteContos eroticos empregada humilha a patroaconto eróticos de troca de filhavideo de travesti tirando a virgindade e fazendo elas gozorela me endinou a roçar grelo com gtelo/contoputinha desde novinha sacaneadaConto mete ai ai uiui no cuMinha esposa saiu de shortinho socado no rabo contosChuva dourada entre pai e filha contos eróticosmenininha e novinha sendo e******** contos eróticosContoseroticoscavalocontos eróticos di mulher tou com fome.di picacontos zoo mastiff taradominha filha mamando no meu pau contos eróticosvemo espoza chupamo autro mo carmaval xxvidiocontos eróticos grelao 4cmcontos eróticos a enteada bem novinhabosque conto heteroSempre passo o dedo no grelinho da minha netacontos eroticos um menino ou um homemconto erotico minha namorada trouxe amiga pra fuder com a gentecontos fui fodida pelo meu pai betinhacabelos lisos ate na bunda de dar invejamulher tem fetiche tama pirocada de travesticonto bulinada pir debaixo da mesacontos travesti no acampamentoContos eroticos meu papai safado me comeu no meu quartomelhores contos gays descobri a putinha que havia em mimcontos eróticos esposa de bebado não tem donocontos gay padrasto cuidou de mimquando eu estava com o meu namorado e ele estava chupando o mwu peito ele me chamou de safada o que sera que ele quis dizer com issoIncesto com meu irmao casado eu confessoPorno conto a sindica olhando minha picawww.conto gay meu primo jailsonconto erótico de homens que tiveram experiência com alguns homenscontos eróticos mulatapornodoido transando na frente dos outros discretamenteconto erotico teen gay iniciaçãominha irma uma pretinh que adora trepa comigo pornocontos eroticos meu priminho gordinhoconto erotico maeincesto com a titia praser abesoluto contos contos como dopar maridoestuprada por quatro cachorros conto eroticoContos eroticos cofrinho esconde escondecontos minha prima defisiete me viu batedo umaContos eroticos de mulheres sendo abolinadas no onibus lotadosContos eroticos de filhas adolecentes e papai com rola grossacontos cachorro lambendo penis de homemorando outros peitões da bundona gostosacristine putinha desde novinha contos eroticoscontos eroticos gay meu pai me comeuMinha filha se ensinuava pra mim gostosaa pra mim comtoscontos picantes de lambida na chanacontos de mototaxista e gaycache:FPfKk_mm7mAJ:okinawa-ufa.ru/conto-categoria-mais-lidos_9_9_zoofilia.html Conto comi minha mae no celeirocarla dando a buceta ora o seu filho de 18conto erotico quando era pequenacontos eroticos chantagiei minha tia e comi elamae mijando tesao contosa menina e o cachorro de rua contos de zoofilia