Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

A CHANTAGEM DA MÃE

Como contei no conto anterior, a mãe de Paula nos pegou no maior fudelança, o pai de Paula era militar, muito severo, a mãe bem mas nova que ele 19 anos de diferença, e a mãe dela ficou babando com o que viu e viu outras vezes tb, certo dia ao chegar na casa de Paula ela não estava, so estava dona Debora(ficticio), ela me mandou entrar, e foi logo abrindo o jogo comigo, falou que ja tinha nos visto transar la fora, so não contou nada para o marido pois queria sentir um pouco de prazer tb, eu tentei sair fora, masela falou que seeu não atendece o pedido dela ela contaria para o marido. Aceitei pois Debora tinha um corpão, ali mesmo ela me deu um beijo na boca, que fogo ela tinha, meu pau levantou na hora, ela ja pegou e começou a alizalo por cima da bermuda, ai falou no meu ouvido, vou fazer um negocio que minha filha nunca fez, botou o menino para fora e pagou o maior boquete, gozei dentro daquela boca carnuda ela bebeu tudo não caiu nenhuma gota, e deixou ele limpinho, se levantou e falou no meu ouvido eu sou melhor que minha filha. Me reconpus e esperei Paula chegar como senão tivesse acontecido nada, neste dia ficamos na sala, falei que tava com dor de cabeça, na hora de sempre fui embora com aquilo na cabeça. Depois de 2 dias Debora me falou vem cedo para ca, pois o seu marido estaria de serviço no quartel, pediu para chegar 2 horas antes. Cheguei na hora marcada, ela abriu a porta e inventou uma historia pois tinha uma vizinha na rua que ficou olhando quando eu entrei, ao passarmos pela porta ela ja me agarrou e começou a me beijar e eu comecei a acariciar aquele corpão, mamei aqueles peitos que apesar da idade estavam durinhos (40 anos), ficamos pelados, ela começou a pagar aquele boquete gostoso, ai eu retribui, rodei meu corpo e comecei a chupar a xana dela, tava raspadinha, depois de muita chupação, meti fundo naquela xana, ela foi a loucura mandava enfiar mas, flava come a sogrinha meu genro querido, gozamos feito loucos. Descançamos e fomos tomar um banho, ficamos deitados abraçados igual namorados, depois de alguns minutos ela voltou a pagar um boquete, e deixou ele duro denovo, não pude resistir, fiquei por cima so chupando a xana dela e todo aquele mel eu cuspia no cúzinho dela, depois dela ter gozado umas duas vezes no sexo oral, mandei ela deitar de costas e fui colocando, era mas apertada que a filha, devagarinho e ela tava adorando, e falava mete que aquele milico nunca quis meter ai, fui colocando com cuidado até que passou a cabeça, deixei repousar para acostumar, pois sabia que estava doendo nela, pela pressão que estava fazendo no meupau, comecei a bombar e gozei enchendo o cúzinho dela de leite, foi demais, uma vez por semana nos transavamos, até que seu marido foi tranferido, mas foram dias inesqueciveis.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


fotos da buceta da mae contosSou casada fui pra um acampamento com os colegas a amigas so rou surubaviadinho e o andarilho velho negro contos eroticosconto erotico fraldario do mercadocontos eroticos surubascontos eroticos arrombando a gordaOlha so pai como ta minha bucetinhabranca gordinha casada estrupada por maniaco no cuapanhando e gozando contosminha mulher se exibiu pra váriosconto erotico barzinho depois servicohomens com pau instiganteCrossdresser de salto contos eroticosconto de dei meu cu e não aguentei a pica grande delecontos eróticos de mulher encarando um pau gigante e não aguentaFilha babando pau do pai contoseroticosConto erotico botei minha pica nao aguentouprimos e primas transando enquanto os pais saíram totalmente Pelotascontos de coroa com novinhoMinha sobrinha ligia conto eroticocontos eroticos arrombando a gordacontos eroticos comendo cu da cunhada com o irmaoconto erótico dei pro Negrão pauggcontos eróticos esposas traduzidas na minha frentevendo a cunhada depilando a buceta contosNo cuzinho desde pequenacontos eroticos arrombando a gordaxporno ddespistandoContos eroticoa transei cm um aduto na infanciaeu quero a mulher da b******* grande de fio dental na regata do c* da bundonacontos eroticos arrombando a gordaeu entrei no banheiro e não sabia que a minha madrastra estava la e come. a xota delacache:A_ULZ8FKkSgJ:okinawa-ufa.ru/home.php Contos.eroticos traindo marido na.sala ao ladocontos eróticos de negros em carnavalNetinhas mamando pica contoseroticoscomendo a bundinha da menina contos eroticostia d********* na frente do maridoas novinha gostosinha dando a b******** sendo engravidado tomando vinhocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecomprei a Cristina da mãe bêbada contos eróticoscontos eróticos mulher casada que mora com seus pais chegar mais a capoeiracomendo a veia crente contoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentevoyeur de esposa conto eroticoa minha primeira vez com sexo canino contosContos eróticos cumendo minha tia e lambendo seu cuzinho escurinhoe foi assim que comeram minha esposacontos eroticos minha mulher e o velhogay e o cachorro contosfui iniciado conto realcontos mulher casada da o cu pro cãocheiro de pica contos gayContos vi meu padrasto nucontos abusado pelo tiocomo supa a boceta ligada tonadopau duro micaelaContos zoofilia d mulheres q ficaram grudadas com cachorros do nó grandeminha filha me seduziucontos eroticos fudendo meninas de dez anosconto gay metemos.o dia todocontos ninha cachorra chupou minha bucetaContos eroticos de mamae qestrepi com baxinha bucetao.comcalcinha pendurada no banheiro contos eróticoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos incesto ensinei minha filha fudercontos eróticos com enteadaconto eu e minha meia irmãcontos eroticos meu tio meu amante casa de vovoGabi comendo a égua no ciocomtos filha espiando pai no banhoconto erotico.mulher feiaContos erotico amigas devendoelas chuparam meu pau.contos de incestocontos anal no acampamentocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteconto chupei a bucetinha da minha sobrinha de sete anos que ficava na minha casameladas e nuas todas meladas de margarinas