Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MEU FILHO... MEU MACHO...

Eu, com 39 anos, já tinha um filho de 19 anos que era minha maior preocupação. Wesley era muito bonito e vivia cercado de meninas que o convidavam constantemente pra festinhas, bailinhos e cineminhas... Passei a ficar sem dormir várias vezes esperando ele chegar de madrugada. Wesley passou a trazer em casa uma menina (Mirna), lindíssima de 19 anos pra ficarem no computador em seu quarto dizendo que estavam fazendo trabalho pro colégio como se ela fosse apenas uma colega. Mas quando eles passaram a ficar trancados no quarto, comecei a ficar com a pulga atrás da orelha... Coisa de mãe. Mas pra não parecer uma mãe quadrada e fora da época, fingia que estava tudo bem. Acabei que, percebendo que poderia espiar dentro do quarto pelo vidro que tinha acima da janela que dava pros fundos do quintal, passei a deixar uma pequena escada de abrir que usava pra acessar os lugares mais alto do meu armário, escondida no quintal. Ele e a colega chegaram e minutos depois estavam trancados no quarto... Fui pro quintal e armando a escada fui subindo com todo o cuidado. Apesar do computador estar ligado, os dois estavam sentados na cama se beijando e passando a mão um no outro... Ele nos peitinhos por cima da roupa da menina e ela passando a mão na virilha de Wesley também por cima de sua bermuda. Wesley levantou a blusa da menina e caiu de boca em seus pequenos peitinhos... Eu nem piscava. Quando vi Wesley levantando a saia da menina e tirando sua calcinha me deu uma vontade de bater na janela pra impedir o que pensava que pudesse acontecer... Mas Wesley enfiou a cara no meio das pernas da menina que já estava deitada e começou a lamber sua periquita... A menina parecia gostar que se contorcia sobre a cama enquanto ele ficava segurando suas pernas e lambendo. Assustada, vi quando a menina parecia estar tendo um orgasmo. O pior foi quando o vi abaixando a bermuda e botando seu pênis pra fora... Novamente me deu vontade de impedir que eles prosseguissem, quando a menina botou a boca e começou a chupar seu pênis. Já estava quase caindo da escada quando o vi gozando na boca da pirralha e ela engolindo tudo... Sá me dei conta que meu filho tinha um pênis de tamanho já bem avantajado quando ela tirou a boca. Desci até meio atordoada e fui pra sala... Eles saíram do quarto como duas inocentes crianças e quando a menina foi embora: - Filho! Você está namorando a Mirna?... : - Claro que não mãe! Ela é sá minha amiga!... : - Não estou gostando nada de vocês ficarem trancados dentro do quarto!... : - Qualé mãe? Vai dar uma de careta é?... Segurei pra não denunciar o que tinha acabado de assistir. Dois dias depois lá vem a Mirna com uma saia curtinha e toda rebolativa... Wesley, muito caro de pau, a recebeu sério: - É Mirna, será que vai dar tempo de terminar o trabalho ainda hoje?... Ela toda sorriso: - Se não ter hoje, a gente termina amanhã!... Assim que percebi o quarto sendo trancado, fui pro quintal armando a escada e subindo com uma verdadeira espiã. Eles já estavam nas preliminares entre beijos e abraços... Quando Wesley tirou a calcinha de Mirna, achei que ele ia começar a chupar sua perereca, e ouvi: - Fica de quatro que hoje eu vou te comer!... Segurei a respiração vendo meu filho sacar seu pinto já duro e ela ficando de joelhos sobre a cama toda empinada. Achei que tinha que tomar uma atitude rapidamente antes que o ato fosse consumado... Desci desesperada da escada e chegando na porta comecei a bater: - Abre Wesley! Abre que preciso falar com você!... Dois minutos e ele abriu a porta: - O que foi mãe? Não tá vendo que está nos atrapalhando?... Entrei e Mirna estava sentada no computador. Procurando achar as palavras certas pra dizer; quando Wesley foi pra perto do computador, vi ao lado da cama a calcinha caída... Despistadamente peguei a calcinha e: - Quero saber se vocês ainda vão demorar, pois preciso te perguntar uma coisa filho!... Fiz com que ele saísse do quarto e olhando bem: - Primeiro; você têm que fechar direito sua calça!... Ele olhou e puxou o fecho da bermuda e entregando em sua mão: - Segundo; você manda a Mirna vestir a calcinha e ir pra casa dela que vamos ter uma conversa bem séria!... Wesley sorriu meio sem graça: - Ih caralho, tô ferrado!... Logo que ela saiu, entrei no seu quarto: - Vocês dois andam fazendo besteira, né?... Estranhei que ele me encarou: - E daí mãe? Não tem nada de absurdo nisso!... : - Mas você pode engravidar a menina seu imbecil!... Ele sério: - Nunca vi ninguém engravidar dando a bundinha!... : - O que você falou? Não entendi!... : - É isso mesmo mãe! Eu sá transo com a Mirna pela bundinha!... Dei-lhe um tapa na cabeça: - Seu safado! Ainda tem coragem de falar? Não quero mais você trazendo essa menina aqui pra dentro de casa!... Ele deu de ombro: - Tudo bem, mas acho pior se a gente continuar fazendo isso na rua!... Dei-lhe mais alguns cascudos e puxões de orelhas, mas acabei concordando de que seria melhor dentro de casa do que nos escurinhos de esquinas e até atrás do muro da igreja: - Tudo bem! Mas não quero que você tranque a porta do quarto; e espero que continue sá na bundinha, ela ainda é muito nova!... : - E se você entrar no quarto quando a gente tiver fazendo alguma coisa?... : - Ué! É o risco que vocês vão ter que correr!... Novamente ele deu de ombro: - Por mim tudo bem!... Dias depois Mirna voltou à nossa casa com uma carinha de safadinha e já foi dando um beijo na boca de Wesley na minha frente... Eles não tinham mais que me esconder que estavam namorando. Foram pro quarto e quinze minutos depois me aproximei apurando o ouvido, ouvindo risinhos... Segurei a maçaneta e procurando não fazer barulho fui abrindo lentamente. Wesley já estava travado atrás da bundinha de Mirna que rebolava toda satisfeita enquanto ele socava... Ia fechar a porta: - Oi mãe! Se quiser pode entrar!... A safadinha também me olhou sorrindo, e acho que pra me provocar começou a gemer mais alto: - Vai Wesley! Mete mais! É muito bom!... Saí encostando a porta com minhas pernas tremendo; achei que era por ter visto tamanha cara de pau, mas quando sentei na sala senti minha vagina molhada. Depois que ela foi embora, dei uns tapas em Wesley: - Você dois são muito sem vergonhas, nem se importaram com a minha presença!... Wesley riu: - Foi você quem mandou deixar a porta aberta; quem não quer ver estrela, não olha pro céu! Hehehehehe!... : - Safado!... Ainda rindo: - Sabe que até gostei mãe? A Mirna também gostou, você pode espiar sempre que quiser!... : - Seu filho da puta, daqui a pouco vai querer que eu participe das safadezas de vocês!... Ele me encarou: - Você tem vontade?... Tive foi vontade de voar em seu pescoço: - Você é um depravado!... O olhar dele fixo em meu corpo me deixou encabulada: - Mãe! Você é uma mulher muito bonita e eu sei que você e meu pai andam meio separados; dormem até em quartos separados!... Ele entrou no seu quarto e fiquei parada sem ação; Wesley tinha sido bem objetivo, realmente eu andava carente. Estava na minha suíte tomando banho quando Wesley bateu na porta do banheiro: - Mãe! Eu vou sair!... Demorei a responder: - Tá bom! Mas não chegue muito tarde!... : - Mãe! Você deve estar muito chateada comigo, não é?... Não respondi e ele: - Eu te amo! Você é a melhor mãe do mundo!... Abri a porta sá cobrindo a parte da frente do meu corpo com a toalha: - Mas anda muito abusado; você e sua namoradinha andam me deixando de cabelos em pé!... Parecia que ele queria enxergar através da toalha: - Pode deixar mãe! Vou maneirar aqui dentro de casa; posso dar um beijo na mãe mais bonita que existe?... Abaixei e ele me beijou: - Quero também um abraço mãe!... Fiquei séria olhando aquela cara de tarado: - Não tá vendo que estou pelada?... : - Estou e não estou né mãe! A toalha está atrapalhando eu ver!... : - Ah, então você está querendo me ver pelada?... : - Sá um pouquinho mãe!... Deixei meus peitos aparecerem: - Tá bom assim?... O taradinho ficou com os olhos arregalados nos meus melões: - Nossa mãe! Como são lindos!... Tornei a cobri-los: - Você não ia sair?... : - Não estou com pressa, se você deixar eu posso ficar olhando pra você mais um pouco!... Eu não conseguiria explicar o que estava se passando comigo; sá cobrindo a parte da frente do meu corpo fui caminhando em direção a minha cama deixando meu filho ver todo meu traseiro: - Preciso me vestir filho!... Ele continuou parado no meio do quarto. Tomei coragem, tirei a toalha e pegando a calcinha sobre a cama pra vestir: - Ainda não mãe! Deixa olhar mais um pouco!... Fiquei parada segurando a calcinha: - Olhar mais o quê?... Ele se aproximou: - Você tem um corpo maravilhoso mãe!... : - Você acha?... Ele sentou na cama olhando a poucos metros pra minha xoxota bem depilada: - Acho mãe! Suas pernas grossas são lindas!... Cheguei mais perto: - Você tá olhando pras minhas pernas ou pra minha perereca?... : - Hehehehehe, para sua perereca mãe!... Chequei com meus pentelhos quase na sua cara: - Então olha filho! Olha mais de perto!... : - Posso botar a mão?... Estava excitadíssima: - Pode filho!... Senti um choque quando ele colocou a mão e passou o dedo no meio da minha racha: - Pode passar mais filho! Quer dar um beijinho nela?... O safadinho dei um beijinho: - Beija mais embaixo filho!... Pra facilitar coloquei uma perna sobre a cama e ele deu mais um beijinho. Abri minha buceta com as duas mãos: - Mais filho! Beija mais!... Senti seus lábios tocarem na portinha: - Tá gostando da perereca da mamãe?... : - Muito mãe! Ela tá bastante molhadinha!... : - Quer passar a língua?... Eu sabia que ele chupava a xoxotinha de Mirna. Wesley me deu uma linguada que segurei sua cabeça: - Chupa filho! Chupa a mamãe! Chupa! Chupa! Issssooooo! Que delícia!... Deitei na cama e arreganhei as pernas: - Vem filho! Assim é bem melhor pra você chupar!... O danadinho me deu uma chupada tão maravilhosa que fiquei apertando sua cabeça com minhas coxas sentindo um orgasmo diferente de todos que tive na minha vida. Estava me levantando quando ele arriou as calças me mostrando seu lindo pinto: - Deixa comer sua buceta mãe?... : - Não filho! Isso eu não posso deixar!... : Ah, deixa mãe! Olha sá como ele tá duro!... Segurei aquele tronco duro: - Mamãe faz outra coisa que você vai gostar muito!... : - Mas eu queria comer sua buceta!... Fui abaixando o corpo: - Isso vai ser um segredinho sá nosso; você não pode contar nem pra sua namoradinha, tá bom?... Ele já percebendo o que eu ia fazer: - Pode deixar mãe! Ninguém nunca vai saber disso!... Engoli todo seu pau e passei a chupar com um prazer tão grande que cheguei a conclusão que Wesley tinha puxado toda aquela sua safadeza de mim... Estava me comportando como uma putinha com meu filho: - Oh, mãe! Que boca gostosa! Hummmm! Hummmm! Vou gozar mãe! Vou gozar!... Estava com seu pinto praticamente encostado na minha garganta quando senti o primeiro jato de esperma... Continuei chupando e bebendo todo leitinho que ele soltava: - Caralho mãe! Isso foi sensacional!... Dei um beijinho em sua boca lambuzada ainda com meu líquido e a minha com sua porra: - Você também foi sensacional filho! Mamãe adorou o que você fez!... O safadinho passou a apertar meus peitos: - Da práxima vez você deixa na buceta?... : - Vou pensar filho! Vou pensar! Agora vai que seu pai pode chegar a qualquer momento!... No outro dia assim que ele chegou do colégio, perguntei: - A Mirna vai vir aqui hoje?... : - Hoje não mãe! Hoje eu quero ficar com você!... Já senti certa malicia nele: - Ficar comigo pra quê?... E o tarado não pensou duas vezes pra falar: - Quero comer sua buceta mãe!... Senti minha xoxota se contraindo: - Você tá maluco? Acha que eu vou deixar?... E meu filho era mesmo doidinho: - Mãe!!!! A quanto tempo que você não transa com meu pai?... Acho que fiquei vermelha, mas não podia responder que fazia mais de quatro meses: - Isso não te interessa!... Um sorriso malicioso: - Você deve estar sentindo falta, não é? Vou lá pro meu quarto, tá bom?... Era claro que estava me convidando pra ir ao seu quarto. Não devia, mas aquele pinto gostoso do meu filho não saia da minha cabeça; tomei coragem e abri a porta do quarto vendo o taradinho pelado sobre a cama alisando seu pinto já duro: - Vem cá mãe! Vem!... Ele me tratava como se eu fosse uma menina de sua idade; como a Mirna, que ele fazia o que queria... Aproximei da cama: - Você tá é precisando de uns tapas na cara pra poder me respeitar!... : - Então vem me bater mãe! Mas antes tira sua roupa e sobe aqui na cama!... Ele era tão audacioso que não pude deixar de admirar sua atitude. Fui tirando minha roupa: - É isso que você quer é? Vou te mostrar que você não passa de um piralho metido a homem!... Eu já peladinha: - Tenho muita sorte de ter uma mãe gostosa como você!... Sabia que ele estava doido pra comer minha xoxota: - Vamos fazer igual ontem; nada de querer transar comigo, combinado?... : - Ah mãe! Eu com um mulherão pelada na minha frente e não poder dar uma trepadinha?... : - Nada de trepadinha!... : - Nem na bundinha mãe?... Nunca na minha vida tinha transado por trás: - Sá se você chupar a mamãe de novo!... E levei outra chupada na buceta que quase me derreti de tanto gozar. Quando estava me posicionando de quatro; pensei até em desistir, mas não podia decepcionar meu filho: - Vai filho! Mas cuidado que mamãe nunca fez isso antes!... Ele segurando minha cintura pra poder encostar seu pinto no meu traseiro: - Nunca mãe? Nunca deu a bundinha?... : - Nunca filho! Você vai ser o primeiro!... : - Caralho mãe! Quer dizer que eu vou tirar sua virgindade da bunda?... : - Vai filho! Mas vai devagaaaaaaaar! Aaaaiiii, seu bruto; isso dái!... : - Desculpa mãe! Vou enfiar mais devagar!... Foi delicioso sentir o pinto do meu filho abrindo meu ânus e depois ficar indo e vindo dentro do meu buraco: - Oh filho! Como é gostoso! Pode fazer mais rápido!... Ele começou a socar com mais força que sentia seu saco bater na minha xoxota a cada estocada: - Isso filho! Tá gostando?... : - Muito mãe! Seu cú é muito gostoso e apertadinho!... Estava quase sentindo um orgasmo quando senti meu filho espirrando todo seu esperma dentro da minha bunda. Fui no banheiro de seu práprio quarto pra lavar meu rabo e ele todo feliz entrou pra lavar seu pintinho já mole: - Nossa! Você deixou a mamãe toda ardida!... : - Gostei muito mãe! Mas o meu sonho é poder comer a sua buceta!... Ele era muito insistente e sentia minha xoxota pedindo pelo amor de Deus pra ceder: - Vamos ficar deitados um pouco na sua cama?... Deitei e puxei meu filho: - Mama os peitos da mamãe!... Ele mamava, mamava e eu alisava seu pinto mole: - Mamãe também está doidinha pra dar a buceta pra você!... Ele parou de mamar: - É verdade mãe! Você vai deixar!... Já senti seu pinto endurecendo na minha mão: - Vou filho! Mamãe esta molhadinha esperando você!... Ele mais que depressa foi entrando no meio de minhas pernas e meio apavorado sem encontrar o buraco pra enfiar: - Puta que pariu mãe! Vai ser a primeira buceta que eu vou comer!... Levei a mão pra ajudá-lo a encontrar a entrada e ele enfiou tudo numa sá estocada: - Calma filho! Não precisa ficar apavorado, você tem que ser mais delicado com a mamãe! Isssssooooo! Assimmmmmm! Agora faz de conta que vai tirar e torna a enfiar como você faz na bundinha!... Wesley logo pegou o jeito e ficou socando na minha buceta como um verdadeiro macho. Ele demorou muito pra gozar novamente o que me fez ter um prazer indescritível: - Ohhhhh, ohhhh filho! Vai! Vai! Mais rápido que a mamãe está quase gozando!... Ele gemendo: - Vou ter que tirar pra gozar mãe?... Minha voz já saída entrecortada sentindo o orgasmo se aproximando: - Não precisa filho! Na mamãe você pode gozar dentro que não tem perigo!... Wesley deitou sobre meu corpo com todo seu peso: - Ahhhh, tô gozando mãe!... Eu sentindo seu líquido sendo despejado nas minhas entranhas e minha xoxota se contraindo: - Eu também filho! Eu também estou goooozzannnndo!... As idas de Mirna em casa foram diminuindo e eu passei a tomar o seu lugar na cama de meu filho. Wesley adorava chupar e comer minha buceta; e eu a mamar e beber seu leitinho quente e a pedir pra ele comer minha bundinha de vez em quando. Atualmente estou separada e vivendo com Wesley que já tem 22 anos e que continua me comendo como se eu fosse sua mulher e não sua mãe.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentetroca troca de homens adultos contoscontos eróticos punheta da primasobrinho dopa sua tia historia eroticacontos de homem com penis grosso que comeu sem camisinha a sogra Vizinho come cu do vizinho nerd contos gayscontos eroticos incesto com filho adotivocontos apanhando do tutorContos meu prefeito me comeu com fotosdelicia conto heteroarreganha abuceta no fank muito gosocontos eróticos de lesbicas na piscinacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteconto fazenda com mamaecontos eroticos arrombando a gordacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos faxineiraconto lesbico porque ela mim olha assim sao miguel?esposa bebada contos eroticosSexo anal "nunca mais fui a mesma"contos eróticosprimoscontos dando minha bucetinhasexo grupal flagrante incesto usando calcinha contosmulher traindo o marido com entregador arvores de natalcontos eroticos arrombando a gordamarido de marleni vendo ela transarContos viagem casal praia toplesshistoria erotica de tio taradaocontos eroticos enganado virei travesticontos erotico papai vai cabercontos eróticos meu enteado deixou meu c* todo ardidoContos.encesto.relacha.maecontos gay transformado em putaminha netinha contos eróticosquero ver contos eroticos entre irmao comendo o cu de suascontos eroticos cdzinha virei menina pra agradar meu donoconto+fui+arebentada+negro+meu+maido+adoroucu de bebado não tem dono contos eróticos gayCamila minha enteada sozinha comigo em casa dando a b******** para mimzoofilias inicando baby.comcontos eróticos de experiência bi de ninfetascontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos tio comendo sobrinhasContos gay malucocontos eróticos bebadaconto chorei mas aguentei a pica do meu patrasdoconto erótico casada arrependida na noite de carnavalconto herotico o diretor da escola tava comendo minha filha e a maiconto com teens fudrndo as duas sobrinhas de dez e doze anosconto e relato comendo o c****** da cunhadaporno.ele namorou a cunhada ate que ele comeu o cu delacontos eroticos dando aulas ao sobrinhometendo na irmã dormindo boa f***conto mãezinha fode com filhinho treze anoscontos eróticospadrastoeenteadacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteme mamaram muito no cine gayCU arrombado ABERTO madrasta contoContos comeu o cu virgem day minhamulher meu tio me arronboucontos eroticos incesto pai encoxado filhas avo encoxado netaswww contos eroticos de incestos como minha mae e minha irmaconto lesbica humilhei minha amigacontos eróticos locador com comeu a inquilinacotos eroticos irmazinha cagado grosoconto sentado no colo e jogandoContos eroticos mamado no seios sem dofui sondar e fui comido contosContos eroticos de mulheres sendo abolinadas no onibus lotadoscontos dando banho no meu filhinho chupei o pintinho delemarido sortiado a esposa contos eroticoscontos eroticos brincadeira nudista em familiafui pintar a casa da minha cunhada com ela e minha esposa e o marido dela cantos eroticos