Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

ESPIANDO A CUNHADA, FUDENDO A ESPOSA

O relato que passo a compartilhar com vocês teve início quando ainda namorava a minha ex esposa (Mariana), ela tinha duas irmãs que moravam com ela (a mais nova solteira, evangélica e virgem e a outra, mais velha que minha ex e separada).

Quando passei a frequentar a sua casa, passei também a manter contato com as irmãs, e confesso que sentir um tesão, desejo pela minha cunhada mais velha. Ela é morena, cabelos pretos, seios médios, era mais magra que a minha ex e tinha uma carinha de quem é abusada, o que me deixava com mais tesão.

Quando eu chegava a sua casa ela já vinha me receber ou usando vestidinhos ou saias, raramente de short, e quase sempre sem calcinha; quando estava de calcinha durante os nossos sarros ou eu tirava ou ela mesma tirava. Geralmente ficávamos no jardim ou na entrada de as casa, numa área existente, onde ficavam umas cadeiras.

Ficávamos no maior amasso no jardim, ela esfregando a buceta em meu cacete duro, eu levantava o vestido dela, alisava a sua buceta, massageava o grelinho dela, enfiava os dedos, a deixava toda lambuzada, enquanto ela alisava meu cacete por cima da bermuda, eu colocava o cacete para fora e ficava roçando com ele em toda a extensão de sua buceta e quando ela já estava bem excitada, eu penetrava gostosa a sua buceta, que engolia o meu cacete, ela apertava o meu cacete com a sua buceta (uma delícia). Eu também gostava de meter com ela de costas para mim, ela ficava na ponta dos pés ou eu me abaixava um pouco (por ela ser mais baixa que eu) e eu metia gostoso em sua buceta (adoro meter na mulher por trás) e também passei a fuder o seu cuzinho, em pé, ela ficava de costas, às vezes se apoiava em uma planta e eu metia gostoso em seu cuzinho apertado, era uma delícia isso tudo. Fudemos muito nesse jardim. Confesso que não sei dizer se alguém chegou a perceber algo ou ver, mas acredito que sim. às vezes a minha cunhada passava por nás e acredito que notava algo. Eu também dava umas rapidinhas com ela na sala, com a minha cunhada no quarto ou com o pessoal na calçada. Ou então eu ficava alisando a sua buceta co mela deitada em meu colo no sofá, co ma minha cunhada sentada em outro cadeira. E o fato de alguém poder nos pegar no flagra, em especial a minha cunhada, me excitava muito. E fui alimentando esse tesão que sentia por ela.

Quando casamos depois de um tempo, passei a morar um tempo na casa de minha sogra e com isso fiquei mais perto de minha cunhada e ai passei a fazer umas loucuras. O banheiro tinha umas aberturas pequenas na porta que davam para espiar quem estava no banho e eu providenciei de aumentar essas aberturas para facilitar o meu objetivo, espiar a minha cunhada. Confesso que várias vezes fudi a minha esposa imaginando está fudendo a minha cunhada. Eu passei a espiar ela tomando banho, geralmente quando estava sozinho em casa ou não tinha ninguém por perto, era muita adrenalina, eu espiando ela tomando banho, esfregando sabonete naquela buceta (às vezes peludinha, às vezes lisinha), inclusive cheguei a ver ela se depilando, com o pé em cima do vaso sanitário e eu vendo pela abertura da porta), passando nos seios, vendo ela de costas, o seu bumbum e eu me masturbando e também passei a me masturbar em suas calcinhas, deixando-as lambuzadas com a minha porra. Ela passou a notar que eu a espiava, pois às vezes colocava uma toalha na abertura, mas às vezes não colocava, mesmo sabendo que eu a espiava. Mas nunca falou nada comigo e eu continuei a me excitar lhe espiando. às vezes eu estava com um calção folgado e deixa o meu cacete praticamente de fora, para que ela desse uma olhada, mas ela também nunca falou nada, mas eu sabia que ela via o meu cacete duro de tesão. Tinha um cara que morava na mesma rua que fudia ela, não namoravam, mas ele às vezes saia com ela, eu sabia que ele fudia ela. Outro dia eu estava procurando umas coisas e encontrei um álbum de fotografias e para minha surpresa e tesão, encontrei duas fotos dela exibindo os seios em uma praia que foi passar o fim de semana com o cara que a fudia. E não deu outra, fiquei com essas fotos para mim, guardei bem guardada e se ela sentiu falta, nunca reclamou ou perguntou quem pegou. E assim eu passei um tempão espiando a minha cunhada, mas infelizmente eu nunca cheguei a fuder ela. Teve uma vez que fudi a minha esposa chamando-a pelo nome de sua irmã foi uma foda muito louca e confesso que pensei que a minha esposa fosse dá a maior bronca, mas não reclamou, acho que pelo tesa o que estávamos e também por que havíamos tomado umas cervejas e caipirinhas nesse dia, foi um churrasco que fizemos em casa.

Depois conto mais aventuras que tive com esse meu lado voyeur. Espero que vocês gostem e mantenham contato através do MSNe-mail: [email protected] ou twitter: twitter.comsrfetiche

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


esposa contando para o marido que ele é corno e que seu amante vai fuder ela na frente do corno e ainda chama uma namorada travesti para fuder com ela e depois vai transformar o corno no maior viadonão sou gay contos eróticosvidio porno mulher coloca vibrador de 53 cemtimetro todinho dentro da bucetavoyeur de esposa conto eroticoconto erotico casada com dupla penetraçãomulher se esfregandono travesseiro contobucetiha tihoconto noiva liberada no carnavalhomem arromba mulher guandoela dormecontos eroticos/pauzudos casadasvemo espoza chupamo autro mo carmaval xxvidiocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eróticos de vizinhas negras virgem e homes negrosvelha cavala virando olhocontos erotico uma buceta velhaconto guei fingi dormi emeu primo enfiou o pau na minha bocameu sobrinho pausudo comeu minha filha. conto eróticoscontos eroticos comi a minha babá fio detralcontos comi minha cunhadacontos bebendo porrasogra pegou eu no fraga batendo polheta e depois trazamos  Marilia e Juliana estavam mais uma vez fr ente a frente para uma dolorosa batalha. Ambas traziam nos corpos as marcas feitas pela outra em combates violentos e sangrentos. Marilia vestia tão somente uma minúscula tanga branca fio dental. Juliana uma  contos sexo minha esposa amigaconto erotico de porno gay com o policialTrav.goza.duaz.veszezContos iniciano as garotinhascontos de casadas liberadacontos levei uma rolada do meu filhocu delicioaovvidos de muler co casoro. fudemocontos eróticos mulatacontos meu primeiro crossdressingsocando a rola no cu da mulher gostosa sem dó boa noiteConto erotico 25cm na minha tia magrinhaContos eróticos gay bem novinho querendo sentar no colo do papaicontos porno de corno compartilha esposinha branquinha na viagem de onibus com negros hiper dotadoscontos gay treinadorDei o cuzinho quando já era coroa contos eróticosdepois de dar pro ricardao dei pro meu marido contocumendo a prima vingwmmeu marido e um corno/contoscontos eroticos Gay de fui visitar meu tio e ele me comeuo virgem comi uma egua preta contoencostei o braco na buceta da cunhada contosmadre superiora e felino no banheiro e mete nela de sexocontos eroticos de empresarias no hotelContos comi esposa do caminhoneirotitias chuponascontos de bdsm privada humanamarido chupa seios quando está nervosoamiguinha d minha bem magrinha putinhacontos de lesbianismo no acampamento de escoteirasBoqueteirá contoseroticoscontos eroticos surpreendeu a esposacontos eróticos cuzinho da mamãetravesti gozando no próprio sutiãConto de putinha para os tarados da cidadecontos eroticos pintinhovoyeur de esposa conto eroticocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentetraveati fudendo na cpzinha do apartamento no fruta pornoDeusa mulata levando pica branca na bucetacontos eroticos arrombando a gordacomparando paus contosconto corno calcinhaesfrega esfrega na bunda da minha cunhada no ônibus lotadocunhada ariando a calçinha p mimcontoseroticospolicialcivilcontos eroticos flagrei minha mae fudendo com travestiviadinho japones dei pro negao do caminhão contos eróticosTransei com minha quando agente brincavapegando hetero casado conto gayminha pequena filha mas ordináriacontos de rasguei o cuzinho da minha avóEmpregada Triscando no meu pau conto