Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

COMENDO JAPINHA DA BUCETA CABELUDA EM ARAGUAINA

Olá pessoal meu nome é Maycon (ficticio), moro em Araguaína - TO, tenho 1.80m de altura, corpo malhado, branco de olhos castanhos. vou relatar agora uma historia que aconteceu comigo no ano passado.



Sempre gostei de conversar conhecer pessoas e fazer novos amigos, devido a esta caracteristica passo muito tempo conversando com pessoas no msn, na minha lista de contatos encontrava se a Rafaella (ficticio), uma japinha muito linda que tambem morava em Araguaina, Rafaella e eu nos viamos muito na escola, mas era no msn que as conversas pegavam fogo, na escola sempre a observava de longe, admirando aqueles olhinhos puxados e aqueles lindos seios que ela tem, mas não podia me aproximar pois ela tinha um namorado e que tambem estudava na mesma escola, mas quando estavamos no msn aí agente conversava bastante, falavamos sobre tudo pois lá não tinha ninguem para nos vigiar. Uma vez perguntei a ela sobre o namorado dela e como andava o namoro, ela disse que ele era muito queto e que não tentava nada com ela, parecia até que tinha medo dela, então fiquei pensando como é que o cara ta com uma mulher gostosa dessas nas mãos e não tenta nada? perguntei a ela se ela gostaria de sair um dia desses para tomar um sorvete e conversar um pouco pessoalmente, prontamente ela respondeu que sim, então marcamos para sairmos na noite seguinte. Pediu pra que eu a buscasse na casa de uma amiga.



No dia e hora combinada peguei a e saimos de moto, ela estava preocupada com alguem nos ver pois ela tinha um namorado então ela disse que não seria legal agente ir pra sorveteria, pois era muito exposto. Eu que não sou bobo nem nada já entendi a deixa, e a levei pra avenida filadelfia, uma escuridão sá. Quando parei a moto na avenida ela perguntou com ar de ingenua: "o que agente veio fazer aqui?", sem responder nada puxei ela contra o meu corpo e mandei aquele beijo na boca, logo ela começou a respirar ofegante, e eu passei a mão na bundinha dela (que bundinha marafilhosa), como ela não dizia nada eu segurei na bundinha dela e puxei contra meu pau encontando meu pau na buceta dela pra ela sentir o quanto estava duro, enquanto a beijava com força. De repente ela vira diz que eu tenho a mão muito boba, mandou eu tirar a mão da bunda dela, então eu tirei e coloquei nos seios dela (um par de melões deliciosos), comecei a abrir sua blusa, então coloquei aqueles dois seios pra fora e comecei a chupar, percebi que ela estava muito exitada, então peguei na buceta por sima da calça, ela estava de calça jeans, mas dava pra perceber que sua bucetinha estava muito molhada. continuei chupando os peitinhos e passando a mão na buceta dela, enfiei a mão por dentro da calça e passei a mão na bucetinha por sima da calcinha, pra minha surpresa eu senti muito fofa percebi que ela não depilava a buceta, no comerço fiquei meio espantado pois nunca tinha visto uma buceta cabeluda daquele jeito, coloquei a mão por dentro da calcinha e comecei a passar o dedo no clitoris dele, a buceta dela estava escorrendo muito liquido de tanto tesão, e meu pau estava pra trincar de tanto duro, fazia muito frio então a chamei para irmos para outro local, ela disse que tudo bem, montamos na moto e fui direto para o Kalygulas (motel), quando chegamos na porta do motel ela disse que não queria isso e que agente estava indo rápido de mais, mas entramos assim mesmo, ainda na garagem do moteu demos uns amaços e meu pau estava pra rasgar a calça de tanto tesão que eu estava sentindo, entramos no quarto joguei ela em sima da cama, ela disse que não queria, mas eu sabia que queria sim pois sua buceta estava um rio de tanto tesão, fiz uma caricia nela e tirei sua blusa, chupei aqueles dois peitoes gostosos e ela respirando ofegante, então tentei desabotuar sua calça ela não deixou, resolvi então fazer uma massagem nela, comecei a massagear suas costas ela foi relaxando e então dei um beijo na nuca dela ela começou a respirar ofegante e então eu desabotuei a sua calça e tirei, prontamente ela já tirou a calcinha, eu que já estava sem camisa tirei a calça e a cueca, dei um beijo nele e enfiei o dedo naquela bucetinha que estava jorrando muito liquido, ela se contorcia toda de tanta vontade de fuder, fiquei olhando aquela buceta cabeluda, então passou pela minha cabeça a possibilidade de ela ser virgem, já que falou que o namorado não tentava nada com ela e e tambem pelo fato de não depilar a buceta. coloquei o pau na buceta vagazinho, mas pra minha surpresa entrou facilmente, conclui então que ela não era mais virgem, pois meu pau tem 21cm de comprimento e 19 de espessura, comecei o movimento de vai e vem e ela gemendo muito, quanto mais eu enfiava o pau mais ela gemia, ficamos fazendo um frango assado durante uns vinte minutos e ela gozou umas três vezes, então virei ela de ladinho e atolei minha pica nela com vontade, então ela deu um grito e pedia pra eu enfiar mais, eu empurrava com força e ela gemendo e gritando dizendo que estava gostoso, depois de um tempo ela gozou mais uma vez, pedi pra que ela chupasse meu pau, ela pegou nele e começou a punhetar sentada na cama, eu puxei ela pela nuca e enfiei o pau na boca dela, ela começou a chupar, chupava muito gostoso e eu que ainda não tinha gozado, comecei a enfiar o pau na boca dela com vontade até que gozei na boca dela e ela engoliu tudo. Mas eu ainda estava com muito tesão, coloquei a de quatro e abri a bundinha dela, quando vi aquele cuzinho, me deu vontade de enfiar o pau nele, passei a lingua na buceta dela e chupei o clitoris dela, então então ela ainda de quatro passei a lingua no cuzinho dela, o cuzinho dela piscava e ela gemia de tesão, abri bem a bundinha dela com as mãos e enfiei a lingua dentro do cuzinho, enquanto isso ela gemia e batia uma siririca, lambuzei o cuzinho dela com a minha lingua e enfiei um dedo, falei pra ela que ia comer aquele cuzinho, ela disse que não, pois tinha medo de doer, falou que nunca ninguem tinha comido aquele cuzinho, aí é ki eu fiquei com vontade mesmo, chupei bastante aquele cuzinho, coloquei meu pau na portinha e tentei forçar entrada, mas ela não deixou disse que ia doer, mesmo comigo insistindo e dizendo que ia colocar de vagazinho ela não deixou então enfiei o pau na buceta dela e comeceu a arrombar aquela buceta de quatro, enfiei um dedo no cu dela enquanto comia a buceta, e ela gemia e gritava dizendo que tava gostoso, fiquei bastante tempo com o deudo no cú dela e o pau na buceta até que gozei e enchi a buceta dela de porra.



Ficamos deitados durante um tempo para nos recompor, nos vestimos e ela disse que eu era muito safado, disse que nunca imaginou que eu fosse fazer isso com ela, mas que ela tinha adorado dar a bucetinha pra mim, dei mais uns beijos nela na garagem do motel e fui deixá-la na casa da amiga.



No proximo conto vou relatar como comi o cuzinho dela, e se alguma mulher de Araguaína quizer uma aventura é sá me escrever, agente pode trocar experiencias ou algo mais, se gostaram do conto por favor votem. Meu msn é [email protected]



VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


queria que minha esposa me traísse contosContoseroticos novinha magrinha virgem estupradas pelo tiominha mulher pegou eu dando para o piscineirocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos arrombando a gordaconto erotico dominando mãe e filhawww.contos de incesto deixei meu tio chupar minha bucetinhacontos eroticos tentei corrercontos minha tia viuva sua amiguinhaMenina da pracinha, contotrepando69 contoscontos de quen comeu coroas dos seios bicudoscontos eróticos casal de coroa fazendo suruba com travecofilha esposa de papai pintudo contoscontos de coroas dá paraíba gaynoite de nupcias:conto pornocontos gay com a mulher em casao gordinho e o tio contoscontos eroticos real de marido chama pedreiro pra fazer reforma fas q vai trabalhar vouta e ver a mulher fydendo com ele e fica ecitadosuco de uma magrela trepando em pornô famíliacontos eróticos de vários cavalosContos erotico.esposa fodeu o maridocontos mostrou duas picas pra minha esposacontos eroticos prima e amigascontos eroticos marido querendo que mulher foda com outro para ele chupar ela em seguidaconto erotico chantageado namorada do meu amigocontos eróticos professora com garotinhoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos com fotos de mulheres casadas que foi violentada por bem dotadosminhas duas prima foi dormi em casa cime fou a duasmeu padrasto foi no meu quarto contoscontos torei o cucda minga vizinha de treze aninhoa e ela viciouconto erotico a pequenininhadei pro cara da vendinha contos eróticosSexu.com.busetas.de.7anusconto erotico rabuda cintura fina peituda casada visitaconto meti um chifre no meu maridoscache:HVsxZOrs15AJ:http://okinawa-ufa.ru/m/conto_12619_quando-eu-dei-pela-primeira-vez.html+"dei pela primeira"dando desde pequeno contos eroticos gayscontos erotico sou cazada beti punheta pro meu amigo pornosobrinha de calcinha na piscina contos"muito aberto" gay contoContos eroticos fudendo um cuzinhotraiminha namorada com o pau na cara contos relatos estorias eriticosporno travesti rosadinha menininhaContos eroticos de asados fasemdo trocas com as esposascontos corno humilhado beija péscantos eroticos em quanto ele dormia chupei o pau deleconro erotico gay meu tio alopradocontos eroticos gays de todas as idadescontos eroticos descobri que era gay e não sabia parte5mae mijando tesao contosFui penetrado com violência"meu marido" "virei puta" contocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteContos sempre fui viadinho dos homens da familiacontos homes muito bemdotado comeu mia filinha gostosa contoscontos erotico novinhas inocentejovem mostrando os pelinhis fino ds bucetaComo ter pernas grossas e quadril largo em 1 mêsmeus tios uma historia real 1peitos da prima pulando fora da blusa no sexofoi fazer coisa errada e irmao chantageou pra fuder a gostosaporno doido em cabines chupando e dando a buceta por buracos de paredescontos eroticos pequenacontos excitantes no onibusconto irma casadacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecocando a xerecona cabeludona por baixo da saia sem calcinhasconto de irma querendo dar o cu pela primeira vezPrimeiro Boquete Contos Eroticoinfancia contos de encestorolas grandesno cu e gritosthararam thararam gostoso mãozinha pelo corpocontos meu marido nem percebeu