Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

PROPOSTA INDECENTE. PARTE 1

Ola meu nome é Valeria, tenho 23 anos. Que vou relat aqui são detalhes de uma vida intima, uma saga com detalhes incríveis de minha vida. Sempre soube o efeito de meu corpo sobre os homens. Desde novinha despertava olhares maliciosos, estaria mentindo se disse se que não gostava, mas tive uma criança bem rígida.



Sou uma mulher bonita e atraente. Tenho 1,66m e 56kg uma belo corpo destaque para meus seus seios medios e duros, barriga lisinha e um bumbum arrebitado. Meus cabelos pretos e lisos, pele morena e rostinho de princesa. Meu marido chama se Vitor, tem 25 anos. Um homem maravilhoso em todos os sentidos. Foi com ele que me perdi e prendi sobre sexo. Tínhamos uma vida maravilhosa, vivíamos a plena felicidade e realização.



Mas vida tomou um rumo inesperado. E meu marido Vitor perdeu seu emprego e devido á crise financeira dos últimos anos passamos por momentos difíceis. Tínhamos muitas dividas como casa, carros e impostos.

O desesperou bateu em meu marido pegou um empréstimo com seu tio Ricardo, apesar de na época aconselhar a não fazer, pois seu tio Ricardo não tinha boa fama entre os parentes. Tio Ricardo tem 40 anos. Aparentar excelente forma, e tão bonito quanto meu marido. Tinha fama de mulherengo, era solteiro até hoje, mas inegável compentencia para o dinheiro, pois tinha varias lojas.



Alguns meses depois meu marido passou trabalhar numa das lojas de seu tio, ele passou a frequentar nosso apto. Percebia algo estranho, tio Ricardo vivia fazendo brincadeira, elogios, sempre com olhares maliciosos, estranho que meu marido sempre pedia para usar roupa sexy na presença de seu Tio.



Uma noite voltando da festa na casa do seu Tio, tínhamos bebido vinhos e meu marido ficou alto demais. Durante a festa Tio Ricardo sempre alegre, solicito, fazia elogios na frente de meu marido, algumas vezes dançamos juntos. Voltamos para casa e logo que entramos, Vitor me atacou, entramos no quarto e me agarrando e esfregando, dizendo o quanto era bonita, gostosa, que estava deliciosa e sexy durante toda noite.

Jogou-me na cama, veio por cima de sem tirar minha calcinha penetrou com sua pica em minha bocetinha molhada, ele alternava movimentos lentos e rápidos, de repente vejo lagrimas nos olhos de meu marido. Perguntei que aconteceu, tentou disfarçar, mas insistir foi então que ele revelou.



Disse que seu tio vinha algum tempo fazendo propostas indecentes para abater a divida, percebia a vergonha no seu olhar. Pedi para continuar, disse que os pedidos para usar roupa sexy era um dessas propostas, estava surpresa, mas fiquei chocada quando ele disse que queria mesmo era transar comigo. Saiu correndo para banheiro falando palavrões. Meu marido pedia desculpa e implorava para sair. Estranho foi meus pensamentos quando imaginei outro homem tocando em meu corpinho.



De repente meu corpinho pegava fogo, voltei e saísse ao meu marido que daríamos um jeito, trocamos beijos e carinhos apaixonados.

Foi numa noite de sexta, estava quente. Vitor e o Tio tinham arranjado tudo. Estava nervosa, sentia diferente. Meu marido quando me viu ficou admirando. Usei o vestido vermelho, decotado nos seios, aberto nas costas e um longo decote nas coxas. Uma calcinha vermelha pequena, e uma sandália de salto fino, presentes de seu tio para ocasião.

Fomos para casa de seu tio, no trajeto caricias e juras de amor. Chegamos na mansão de seu Tio, que tentou ser gentil e mais suave possível. Jantamos e depois fomos para sala onde o Tio colocou uma musica suave, logo me tirou para dançar. Durante a dança ouvia elogios de Ricardo, podia também sentir sua excitação, era primeira vez que sentia outro homem tocando daquela maneira, ele desliza suas mãos por meu corpo que reagia, percebia seu sorriso malicioso como soubesse que estava excitada.

Meu marido tentou sair, mas foi impedido por Ricardo. Faço questão que fique, pois quero que veja sua esposinha sendo possuída. Durante muito tempo observei bem os dois e tenho certeza que ela vai gemer de prazer e vai gostar tanto que vai rebolar em minha rola.

Fechei a cara e falei diversos palavrões perdendo toda minha elegância. Ele acabara de fazer, alem de humilhar meu marido, ainda me humilhou dizendo que ia gostar. O tio não me leve a mal, não estou querendo fazer nada degradante, tenho certeza que vai gostar. Caso não aconteça vou abater essa divida mais rápido o possível.



Então surpreendi quando lhe pedi para abater num valor maior e ele logo aceitou. Meu marido me olhou e resignou-se a baixar a cabeça, então fomos para o quarto, meu marido queria ficar na sala, porem tio Ricardo não aceitou, ele tinha que ir também. Sentei em na cama ainda tremendo de nervosa e de apreensão. Tio Ricardo tranquilamente veio sentou na cabeceira da cama, parecia ter experiência nessas situações. Meu Marido evitava olhar, falei que não permitiria nada que não estivesse dentro do combinado.



Tio Ricardo sorriu e disse: Minha menina fique calma e satisfaça meu desejo de ter uma mulher limpa e honesta, relaxe e aproveite. Na minha cabeça sá ouvia dizer que eu ia gostar tanto que ate ia rebolar em sua rola. Estava nervosa e com raiva, mas curiosa. Foi quando ele pediu: Vem aqui e veja bem perto que você vai adorar! Assim você relaxa e sua bucetinha começar a ficar molhadinha, do jeito que eu gosto.



Olhei para meu marido que fiz sinal de positivo, nervosa abaixei, ele abriu sua calça, tomei um susto, pois seu pau era imenso, não tinha muita experiência no assunto, pois até aquele dia somente tinha visto e tocado de meu marido. Então toquei naquela pica grande e grossa. Tio Ricardo, pode sentir, sente o cheiro de pica de verdade, e mesmo a contra meu gosto comecei a cheirar-lhe seu pau, devagar, ele foi segurando minha cabeça e colocava-me perto do seu cacete e tirava, pra eu sentir a diferença de cheiro.

Aquilo pra mim era diferente, pois meu marido jamais tinha falado e feito algo daquela maneira. Então comecei a sentir calor, ele pediu-me para tocar e peguei em seu cacete na hora senti um calor maior ainda, ele segurou-me bem perto dizendo: Ta vendo minha menina, até que o bicho não tão ruim como você pensava, olha pra ele enquanto toca uma punhetinha.

Eu já não conseguia mais disfarçar, pois estava excitada, tocando aquela pica grande e grossa de forma lenta, meus dedos deslizavam naquele mastro grande, grosso, cheio de veias. Era bem maior que de meu marido. Ele tocou em meus cabelos, meu rosto e nuca, um gesto suave e gostoso e quando ele soltou minha cabeça disse: Agora menina ele e todo seu, pode chupar. Na mesma hora baixei e coloquei a cabeça em minha boca e comecei a lamber, e notei algo incrível, pois parecia que tinha ficado ainda maior, naquele momento chupava com gosto, meu corpo estava agora cada vez mais acalorada.

Estava traindo todos os princípios da moral, de minha criação, estava traindo meu marido, apesar de ter me envolvido em toda essa loucura. Tio Ricardo fez me levantar, passou por traz, sussorrou em meu ouvido, estava vendo o volume nas calças de seu marido, ele esta gostando de ver sua mulherzinha assim tão safada. Enquanto seus lábios tocavam meu pescoço, com as pontas dos dedos tirou o vestido exibindo meu corpinho para meu marido.

Ajoelhei e voltei a chupar aquela pica, Tio Ricardo disse: Não disse que você ia gostar? Que delicia, que boquinha quente e deliciosa. Ricardo olhou para meu marido e disse: Isso você escondeu de mim Vitor! Que loucura, pois acabara de descobrir que Vitor falava de nossas intimidades.

A verdade que não podia julgá-lo, afinal estava adorando mesmo daquele cacete de macho. Tio Ricardo perguntou. Qual é aposição predileta dele? Fiquei sem jeito e disse papai e mamãe, ele sorriu e reprovou com a cabeça.

Pegou pelos braços, posicionou-me de quatro, agora querida vou mostrar o que toda mulher merece e ficou brincando, esfregando e ate me penetrar. Nossa que delicia, pois ele entrou todinho sem me machucar, estava molhada demais, preparada demais pra receber todo aquele cacete grosso e gostoso. Que sensação diferente e gostosa, ele começou a entrar e sair, e depois de uns dez a doze vai e vem ele pedia: Rebola minha menina, rebola no meu cacete, vem mete esta buceta gostosa nele, deixar ele entrar todo, e dizendo isso parou de me penetrar, deixando sá a cabeça pra dentro, comecei a rebolar e empurrar pra traz, queria aquele cacete dentro e fora, cada vez mais rápido, continuei ate o quanto pude, gemia, comecei a falar: Ai amor me desculpe, mas não aguento mais, eu quero este cacete gostoso dentro de mim, que pinto gostoso, como ele e grosso, ai, to molhadinha, que cacete gostoso. Então coloquei uma das mãos para traz pra confirmar, ele estava entrando e saindo todinho, seu saco batia devagar e com força em minha bocetinha, estava ficando tonta, e gemi alto, vem me come tio, me fode, eu quero, cai em cima da cama, minhas pernas tremiam. Tio Ricardo continuava enfiando devagar, foi aumentando, foi aumentando as estocadas, e quando senti aquele monte de porra saindo, comecei gozar de novo, que delícia, sentir aquele jato quente, nunca havia sentido aquilo com homem nenhum.



Quando estava no fim me virou, pois aquela cabeça dura em minha boca e disse: Bebe um pouquinho da minha porra, eu guardei pra você sentir o gostinho dela descendo em sua garganta, chupa gostoso este cacete, porque agora em diante seu marido querendo ou não, você vai dar pra mim quantas vezes eu quiser, sá pra sentir este gostinho de porra, tenho certeza que nunca sentiu isso? Eu: já disse que não, e continuei ainda a chupar aquela vara gostosa, dura, não parou de jorrar porra dentro de minha boca.

Quando acabou, ele se levantou e foi ao banheiro, voltou com a pica dura e encostou-se a meu rosto, ela mais dura, não entendia como ele conseguia, deitou-se no chão e me pediu pra sentar em cima, fui ainda fraca e com as pernas moles, sentei em cima daquela pistola gostosa e comecei de novo um vai e vem com o resto de minhas forças, nunca tinha transado tanto tempo na vida, quando não conseguia mais subir ele me deitou na cama de frente, me mandoueu chupar mais um pouquinho e depois começou a me ferrar de frente, e me perguntava: Ta gostando sua safadinha enrustida? Quanto tempo não ganha uma foda gostosa assim? Pois tem tempo que não transava com uma gostosa como você! Rinha ceteza que seria assim tão bom. Adorei sua bucetinha, macia,quente, cheirosinha, molhadinha e apertadinha assim.

Quanto mais falava, mas eu molhava, mais assentia com a cabeça, e gozei de novo, e com os olhos fechados senti ele aumentando o ritmo e novamente me deu de beber aquela porra que realmente tinha um gosto diferente, que delicia. Foi assim que dei a primeira vez para Tio Ricardo, e descobri que um lado meu fora de controle.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


a foder a policial na rua contostraindo na cadeia conto eróticoconto homem casado dei o cu para o instalador de interntcontos eroticos domia ele cospi nu meu cuela me endinou a roçar grelo com gtelo/contocomendo minha sogra ruiva de 52 anos coroa mais gostosa do brasilconto erotico de netadona de casa novinha sendo arrombada por varios amigo do namorado conto realcontos eroticos de oncesto de sogra com derrocasada se vendendo pro caminhoneiro-contoscomendo o cuzinho da coroa acabada de acordarcomtos exitantesconto banho com a namorada na academiaContos eróticos perigosa tentaçãocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos encoxando viado busaocontos eroticos possuida por uma estranha gostosacontos eróticos esposa de 60anos com farra na camacurrada no caminhao contoscontos mulher casada da o cu pro cãomeu sobrinho mamou meu pau contos gaycontos enquanto dormia comi minha irma e suacontos gay cavaloconto transformado travestivideo porno brasileiro caseiro dei a minha buceta para o meu sogro fome gostosocontos eroticos de virgemcontos com caseirocontos eroticos me exibi nua pra elawww.cu da minha mae contosDOU CU DESDE PEQUENAconto erotico homens velhoscontoseroticosnamoradavirgemcontos eroticos traindo na Lua de Mela minha cunhada casada e saia justa contos com fotosContos casada boquete em pintor enormefotos e vidio e contos eroticos estava sucegado em casa quando minha irmã começou a me procartreepei na pica de meu avôzinhocontos sogra chupou genrro traindo no carro na ruaconto erotico minha namorada trouxe amiga pra fuder com a genteconto erotico minha mulher nua na frente do paialgus dono de escravos estrupavão escravascomi minha filha pequena contoscontos eroticos o bicho do tiomeu noivo me preparo uma despedida de solteira conto eróticosnamorado domado contos eróticosconto gay sou macho me encoxaramcache:D0BhmN44dfMJ:okinawa-ufa.ru/conto_16312_aquela-ninfetinha-me-agarrou-no-jiujitsu.html pai da sonifero pra filhinha e a estupra com amigos contos eroticoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos de pai obrigando filho a foder com.outros homeColocou dentro contos eroticoscontos eroticos arrombando a gordaTudo q uma puta deve fazer na camarelatos coroas defloraçãoconto erotico casada comdp e fotoconto erótico de gay dando o cuzinho pro primo aos dez anosfazenda fravia dan xeso anal lua demelcontos dp.na mendigaembebedei minha mulher e consegui comer o c* delaconto eróticos zoofilia estrupei cadelacontos perdendo a virgindade dormindocontos eróticos minha tia com calça suplexconto porno peoes no ciocasal menage experiencias sexuais contadasAgostozas trazano contos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteconto dei minha bucetinha muito novinhausando uma calcinha pequena e morrendo de tesaitravesti vizinha surpresa contos eróticosconto erotico vizinha casada e velho pirocudocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteContos eroticos negra entiada comi mae filhaincestos como Virei p*** é obediente dentro de casa numa festacontos roticos botA pra cagaWww.garotinhasafada.comgozei no pau do meu padrasto em contocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentemadrinha linda me chupandocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteViolentei a deficiente contos eroticosContos sempre fui viadinho dos homens da familiavideo porno brindo sua buceta comas Dias mOscontos eroticos arrombando a gordacontos eróticos do tio malvadoincesto com a titia praser abesoluto contos historia erotica de tio taradaocontos eroticos arrombando a gordacontos pornos pesados de arrombamento anal de novinhos a forcaconto erotico gay: tenho cinquwnta anos e dei meu rabo para um garoto de desessetecontos erótico de primo trazendo e gozando na bocitinha e no cuzinhoconto eróticos mãe p*** e baunilhameu pai olhava pelo buraco na parede do quarto dele pro meu e se masturbavano acampamento enquanto eu dormia contos eróticospatricinha ciumenta contos eroticosconto saiu comendocomendo cunhada asm que minha mulher saipegando hetero casado conto gay