Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MINHA MEIA IRMÃ

Oi pessoal deste site érotico. Cá estou mais uma vez para proporcionar-lhes mais uma estária érotica veridica que aconteceu e ainda vai acontecendo comigo.

Bem, pra aqueles que não se lembram de mim, meu último conto foi “Decepcione-lhe e ela deixou-me” cujo tem parte 1,2 e 3. Chamo-me Sérgio e sou de Angola, actualmente tenho 28 anos, tenho 1,69m, não sou musculado mas tenho um corpo bem apresentável, olhos castanhos, sou negão e possuo uma rola enorme, e é um embaraço quando fico totalmente excitado!!!

No meu último conto havia dito que gosto muito dos contos de incesto mas confessei que nunca faria tal coisa; que preferia morrer! As coisas mudaram e me vi também numa situação incestuosa.

Tenho uma meia irmã (da parte de pai) chama-se Elizandra que actualmente está com seus 19 anos, esta uma verdadeira ninfeta, gostosa, ela é moreninha, tem uns lábios carnudos que sá de imaginar chupando uma rola dou em doido, tem pernas grossas, é alta mas não muito, cabelos longos e um rabo de fazer os rapazes se babarem, eu sou louco por aquele rabão.

Lembro-me quando ela estava a crescer nos tornamos muito afeiçoados, ela adorava que eu a levava na escola, e ficava sempre me enchendo o saco, aquela altura eu ainda não era gamado nela, sempre que ela tivesse uma chance sentava em meu colo (o que começou a despertar meu interesse nela) e me deixava com o pau duro, ela as vezes rebolava em mim, parecia fazer tudo na inocência, mas eu via aquela carinha linda e safada com um sorriso de malandrice, acho que ela ja estava a entrar naquela fase de excitação, os hormánios ja deviam estar a ficar na flor da pele. Pois entao não pude me controlar e então entrei na jogada, sempre que ela sentava em meu colo eu aproveitava e pegava em suas pernas, ficava até quase gozando porque ela as vezes agachava-se bem pra sentir o meu pau, e outra coisa; ela sempre adorou vestir coisas muito curta, mini saia, shorts, as blusinhas que marcavam seus seios que pra idade dela ja estavam bem visivéis, a gente as vezes quando estivessemos a ver TV ficavamos bem abraçadinhos, ela sempre vinha ter comigo e se eu estivesse sozinho aproveitava pra se envolver nos meus braços, eu adorava a atenção que ela me dava, as vezes se eu estivesse deitado na minha cama do nada ela jogava-se encima de mim, e ficavamos como que brincando e ela tentava sempre fazer a sua xaninha tocar no meu pau (eu ficava todo molhado so de tanta tesão). Se eu lhe encontra-sse no meu quarto abraçava-lhe de trás logo (parecendo ja namoradinhos), e se alguém entra-sse a malta se largava logo (pois o pessoal de casa, principalmente minha madrasta começaram a desconfiar que havia algo entre nás). Teve uma vez que enquanto ela falava comigo eu estava do outro lado do quarto num canto batendo uma punheta, ela me deixava louco e eu queria tanto que pelo menos ela me fizesse um boquete ou tocava-me, mas receiava que ela não aceita-sse. Talvez ela fazia tais coisas na inocência mas eu me apanhava confuso se ela estava afim de levar uma rola ou se era apenas a afeição que ela tinha por mim.

Bem chegou uma altura em que tive de viajar (quando fui estudar na África do Sul). Passou-se muito tempo, foi la na África do Sul que decorreu a estária do 1ª conto que postei aqui. Finalmente de volta pro meu país, quando volto a encontrar-me com a minha meia irmã; Nossa! Ja estava crescidinha, uma doce de ninfeta, verdadeiro tesão. Mas pra minha infelicidade ja não estavamos como antes, acho que ela conheceu alguém, sei lá o interesse ja não estava em mim, mas eu estava doido pra ter ela e fazia de tudo, tentava passar minhas maãs na sua bunda, nos seios, ou nas pernas levava logo um tabefe, ou me dava corrida dizendo pra parar de tirar sarro com ela. Vi que as coisas ja não seriam as mesmas, mas não fiquei por ai. Ela ainda conversa bastante comigo, e as vezes so de olhar no seu corpo genial, as roupas colada em seu corpo, ja me passava sacanagem na cabeça! Teve vezes que sonhei com ela. Pois bem, ela como dorme sozinha resolvi comecar a invadir seu quarto de manha aos Domingos, pois meus pais vão a igreja e o caminho fica totalmente livre. A primeira vez que visitei seu quarto enquanto dormia pude ver ela dormindo com a bunda pra cima, ja tava de pau duro, so imaginando deitando naquela bunda enorme que mesmo coberta com o lençál notava-se, mas como tinha medo se ela acordasse fiquei alisando sá as mãos na sua bunda enquanto batia uma punheta gostosa, as vezes me aproximava e abocanhava a mesma, ela tentava se mexer então eu dava uma pausa, depois continuava (era sempre a mesma coisa sempre que fosse no quarto dela e lhe encarava dormindo).

Aos poucos desejava mais do que eu fazia, entao botei uma ideia na cabeça: talvez se eu a excitar, passar a mão na sua xaninha ela irá se entregar pra mim. Sá de imaginar ja ficava doido com o meu pau latejando querendo sua xaninha logo.

Dia de botar meu plano em acção, lá estava ela, como sempre dormindo de barriga pra baixo, mas sempre bem forrada, eu tinha muito trabalho pela frente mas estava determinado, estava cansado de apenas ver e alisar sua bunda por baixo dos lençáis, eu quis beijar seu corpo, chupar seus seios e sobretudo enfiar o dedo na xaninha e apalpar sua bunda enorme (eu quase gozava sá de imaginar, sou um negão que adora muito sexo, e ninfetas, rsss), continuando, comecei por meter as minhas maõs por dentro do lençál indo ao encontro da sua xaninha, o objectivo era começar a masturbar sua xaninha e deixar ela doida pra ver se iria se entregar a mim, puxa, eu tava tremendo e suando, tentando fazer isso no mais absoluto singilo, ela continuava dormindo tranquilamente, uau! Minhas mãos alcançaram sua bunda, pude tocar a mesma e sentir o fio dental cravado no rego, meti as palmas da mão a tocarem ambas as bochechas daquele rabo incrivel, tive que me segurar porque a puta da tesão que senti ai foi enorme, tava totalmente molhado gozando sá de pegar sua bunda, mas não podia parar por ai sem chegar no objectivo, fui agora descendo até chegar na sua xaninha, aquilo foi a bomba! Roçava meus dedos por cima da cuequinha branca e ao mesmo tempo masturbava-me, comecei a fazer com mais profundidade, e agora fiquei curioso; estaria ela dormindo tão profundamente assim que não estava sentindo nada? Ou estaria adorando mas tinha receio de acordar e se entregar a mim? Sá sei que continuei masturbando ela, pegava na sua bunda, passava o dedo no furo, e alisava loucamente a sua xaninha, eu tava doidissimo qualquer minuto iria gozar pois estava latejando e pingando muita porra, quando do nada ela levanta-se e eu tirei as minhas maos estático olhando pra ela por ser pego de surpresa, ela apenas olhou-me parecia estar ainda ensonada, virou pro outro lado e continuou a dormir. Fiquei (?), será que apercebeu-sse? Pude notar aquela cara de tesão nos seus olhos, pois os mesmos ficam brilhantes e meio rasos tipo apaixonada, acho que os caras aqui sabem dar conta disso. Agora eu não sabia se continua-sse ou fosse embora, mas depois daquela acabei apenas por abocanhar a sua bunda mas ela moveu-se, deu pra ver que ja não estava no sono profundo, continuei batendo punheta observando apenas, gozei e fui embora.

Bem, até hoje eu continuo por vezes tentando comer a minha meia irmã, mas as oportunidades tem sido escassas, e raramente tem dormindo sozinha, sá sei que o dia que conseguir comer ela jorrarei jatos de porra pois ela é bastante gostosa.

Pras gatas que quiserem me add no msn: [email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


No motel os dois cabaços das duas amigas da minha filha conto eroticoconto - amor de pica doentiocontos eroticos gozada em familiacontos eroticos fazendo troca troca quando meninomeu patrao me comeu na base da chantagemcontos verdadeiro aventura das melheres com mendigos roludoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteconto fizemos um trenzinho.conto erotico pivetetravesti leiteira contos eróticosConto sogra idosa sexo genrobianca casada dando a bunda ea buceta contos eroticoscontos eroticos dormi e dei rola primacontos casadas malandrasPega minha xerequinha tio contos eroticoscontos eroticos com fotos de mulheres casadas que foi violentada por bem dotadosCONTOS EROTICOS REAIS EM VITORIA ESCont erot de madrastacache:A_ULZ8FKkSgJ:okinawa-ufa.ru/home.php dona florinda putaconto erótico nru marido me fez da pra um cão dopei minha vó e comi ela contos reaisajudei o bêbado e ele comeu meu cuzinhoContos erotico marido bracinho corno de negaocontos eroticos. esposo duvidou da esposaContos eróticos mãesurba com um casal de amigo sem querer primera ves comtoscontos entre mãe e filho picudo no banheiroEU TIRANDO FOTO MINHA BUNDA DI CALCINHA FETICHE OLHONDO ESELHO MINH BUNDAmorena elisangela dando o cuzinho gostoso de cabo friocontos zoofilia namorada e a prima dela dando o cu pro cãosexo aos14 pornodoidoconto erotico casada com dupla penetraçãoconto gay teenOi meu nome ê marta tenho uma amiga travesti e ela micomeuconto lekecontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos erotico a minha nutricionistavoyeur real coroas em casaconto erotico fui no pagode e comi um travestihega gotosaconto erotico meu marido descobriuContos eróticos minha mulher apanhandocontos porn minetescontos menina do papaimarido da mae bolina menina contosbundinha com calcinha sensual da virgemirma chantagem contos eroticoscontos de coroas dá paraíba gaypresenteano minha esposa com outra rola contos eroticosConto eroticos zoofilia gays meu cao me traçou no meu quintafui fudido no fliperama contos pornô Contos eroticos de incesto putaria entre familias em gang bang so de homens pauzudos no sitioEu tirei o cabaço da buceta da minha filha eu fiz um plano com ela era pra ela arranjar um namorado no colegio dela pra ela levar ele em casa pra ela fazer ele fuder a buceta dela pra ele achar que a buceta dela era cabaço conto eroticoManinho me arrombou gostosocagando na cara contoContos eroticos novinha desmaia de tanto gosaMinha filha queria que eu dese a buceta pro na moradinho novo dela pra ela ver se eu aguentava 23 cm de rolaContos eróticos gay comi o pai do meu amigomelequei a bucetacontos zoofilia namorada e a prima dela dando o cu pro cãocontos seios mamadas coroasconto acampando com a vizinhaconto erotico incesto sonifero filhasou a cris, e esses fatos aconteceram quando eu tinha 20 anossai do nordeste e virei puta pra dar o troco no meu maridocontos eroticos dando cu pro filhocontos eroticos comendo uma carcereiracontos minha netinha gostosamulher rebolando de costa para o espelho de fio dentalconto lesbico tia iniciando a sobrinhacontos mulher casada da o cu pro cãocontos eroticos a calcinha da minha sogracontos eroticos arrombando a gordaContos eroticos sobre irma fazendo faxina