Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

DEI O CU PARA O PEDREIRO

Essa histária aconteceu há 5 anos qdo eu tinha 23! Este é meu terceiro conto veridico aqui no site! Nas minhas férias minha avá pedio p eu ficar na casa dela pois ela tinha contratado um pedreiro para fazer uns reparos na casa e duraria em torno de 19 dias, períldo q ela estaria viajando! Qdo minhna avá pedio este favor confesso q achei um saco, mas o que me consolava era que eu tinha amigos na cidade dela e iria aproveitar p reve-los. Pois bem, no dia que cheguei na casa dela, antes da mesma viajar, ela me levou ate a parte de trás da casa onde era a obra para me apresentar ao pedreiro que se chamava Pedro. Comprimentei-o e até q nao achei ele feio, era um cara de qse 40 anos, mulato, alto e por baixo das roupas parecia ser forte! Passado aquele dia minha vá viajou cedo e eu ja tinha passado a noite pensando no pedreiro! Estava louco para dar o cu bem gostoso, apesar de gostar tbm de comer um rabinho, porém tava na cara q com ele nunca ia rolar. Fui ate o mercado que ficava práximo e comprei uma porrada de bebidas alcoolicas para criar coragem de dar indiretas ou diretas mesmo. No almoço ( curto cozinhar ) chamei ele para almoçar e antes de comer ofereci cerveja para ele e eu ja tava na wodka para criar coragem de jogar alguma coisa no ar! Conversamos tranquilamente durante o almoço porém as vezes tentava forçar algum gesto meio afeminado para que ele desconfiace de algo! No final da tarde antes dele ir embora o convidei para beber mais cerveja e continuamos a conversa sobre coisas corriqueiras do dia-a-dia, descobri q ele era casado e tinha um filho porém nao dei a minima importancia para isso e peguei tbm o numero do celular dele! Logo ele foi embora e fui encontrar um amigo p jogar mais conversa fora. No outro dia acordei decidido, nao aguentava de ressaca mas mesmo assim comecei a beber antes do meio-dia!!!!!!( o q nao faz a vontade de dar o cu ) no meio dia chamei ele para almoçar e ofereci mais cerveja, o dia estava muito quente e eu morria de tesão. falei para ele que podia ficar bebendo cerva comigo atarde e que deixasse todo o resto p o outro dia, ele ficou meio na duvida, mas eu infernizei tanto ele, e a cerva tava tão gelada que não foi difícil! Teve um momento que começamos a falar de sexo e certa altura eu falei para ele que neste calor eu sá não perdia a vontede de transar! Ai eu ja estava certo que ele estava ligado no que eu queria, e em questão de pouco tempo ele tirou a camisa amassada e meio suja e me disse que sabia o que eu tava afim! Ele se levantou, chegou perto da minha cadeira, parou com a altura da pica no meu rosto, pegou no meu ombro e disse: eu sempre como o filho de um vizinho amigo meu e adoro um cuzinho gostoso! Na hora meu pau latejou em baixo da cueca. No mesmo instante eu comecei a esfregar o pau dele por cima da bermuda surrada e senti que era enorme! Esfreguei aquela pica que pendia para o lado enquanto ele falava coisas tesudas como : quero meter dentro do teu cuzão, chupa meu pau preto! Quando ele falou que o pau dele era preto eu comecei a lamber o pau por cima do calção e ele segurava no meu cabelo! Eu ja podia sentir o cheirão daquela pica tremenda, com uma mão esfregava o pau dele e com a outra sovava a minha rola. Fui abaixando a bermuda e saltou para fora a maior pica que eu ja tinha tocado, ele me disse que tinha 22 cm,era bem grosso, uma cabeça bem preta, um pau bem negro e um saco enorme pendurado! O pau dele ja tava babando de tesão. Primeiro eu fiquei olhando aquela coisa maravilhosa e enorme, ele implorava para eu meter na boca, mas eu queria deixar-lo mais louco, pensei em mandar ele lavar a piça, mas aquele cheiro forte de pau, pau com cheirão forte e suado, tava me deixando hipnotizado...eu comecei a dar beijos na coxa e virilha dele, enquanto tocava punheta no pau e massageava o saco, comecei a cheirar aquela a virilha, o saco e aquela pica, aquele cheiro característico de pau de macho e dei uma lambida da uretra dele que babava e senti o gosto da porra que escorria, lambi bem o saco dele, ele sá gemia alto e batia com a rola na minha cara, nao consegui enfiar as 2 bolas na boca pois eram enormes e fui lambendo a base do pau dele, dos lados ate hegar na cabeçona preta e brilhosa que nao parava de escorrer gala! Eu achava que meu pau babava muito, mas o daquele mulato era impressionante, minha mão lambuzava toda a extensão do pau dele com sua gala, entãoa comecei a lamber a cabeça, lambidas fortes na cabeça e sentia o gosto da gala dele e o gosto salgado daquela cabeçona,o gosto na minha boca, o cheiro da pica tomou conta de todo o hambiente, se alguem chegasse teria certeza que era cheiro de pau! Ele gemia e me chamava de puta, víado, gostoso etc e mandou eu tirar o pau para fora e tocar uma punheta p mim, o que eu atendi imediatamente pois meu pau tava doendo dentro da calça, engoli um pouco do caralho e tive que abrir bem a boca para entrar e mesmo assim nao foi tudo, a minha boca espumava de tanta gala que ele soltava e meu pau babava no chão, ele me mandou passar a mão na minha gala e enfiar na boca, fazia isso e chupava o dele, chupava com muita fome, mamava aquela pica como um animal, ele deu uma abaixada pegou no meu pau deu uma punhetada e passou minha gala no pau dele e mandou eu lamber como se fosse um pirulito, eu faria tudo o que aquele macho mandasse, qqr coisa! Ele queria meter tudo na boca mas nao entrava, fomos ate a cama do quarto ao lado da sala deitei com a cabeça abaixada para fora da cama e como ja tinha vistos nos filmes onde picas enormes entram ate o talo boca a dentro mandei ele socar na minha boca porém pedi que ele fosse com calma para eu não engasgar ou vomitar, ele então meteu na minha boca, no começo devagar e chegou ate o talo da pica, qdo ele tirava eu respirava e depois metia denovo trancando a respiração, eu babava muito e ele adorou a sensação de muita baba na minha boca de veludo, e com minha mão eu apertava meu pau para passar a vontade que eu tava de gozar. Foi quando Pedro finalmente pedio para ver meu cu, eu me virei na cama, arranquei toda a calça empinei a bunda e arregacei o mais que pude, separei bem a bunda deixando meu cu arregaçado bem a mostra p ele, ele ficou doido, primeiro começou a me chamar de cuzudo gostoso e esfregar o dedão no meu cu, eu olhava para ele e fazia cara de puto e ele me apontava a pica e dizia: á o que te aguarda, ele tirava a gala da pica dele e da minha tbm e passava no meu cu, enfiou um dedo ate o talo, e durante alguns segundos ficava enfiando o dedo em mim, ele começava a tremer e eu jurava que ele ia gozar, mas o cara era foda, se segurava e dizia que tinha acabado de dar uma gozada "por dentro" foi quando ele caio de lingua no meu rabo, meteu aquela lingua asperava e molhada bem no meio do meu cuzão que nao parava de piscar, eu rebolava na boca dele e puchava no seu cabelo enfiando a cara dele na minha binda, era como se eu quisesse que ele entrasse na minha bunda pela cabeça, ele disse que ia me laciar e enfiou 2 dedos no cu, eu pedi para ele parar e disse que queria que ele fizesse isso com o cacete mais duro e gostoso que eu ja tinha visto ate então, ele imediatamente cuspio bem no meu cu, lambuzou bem com a gala que nao parava de escorrer dos nossos paus e mandou eu cuspir naquela vara preta, eu cuspi muito, molhei bem e fiquei bem de 4 arregaçando o cu em cima da cama,ele me disse que ia fazer igual com o filho do amigo dele, um tal de Ricardinho, que ia socar bem fundo e tirar p ver meu rabo aberto! E eu adoro isso! Ele ficou meio de 4 em cima de mim, eu arregaçando sempre bem forte meu cu, e Pedro foi enfiando a vara rabo a dentro, no começo senti um pouquinho, mas muito pouco, eu tava com tanto tesão no cu que ele poderia ter enfiado tudo numa vez sá que eu ia adorar, aquela rola preta foi entrando ate eu sentir o saco enorme dele encostar no meu períneo, quando chegou bem la no fundo ele me disse que a visão era incrível do meu cu engolir todo o pau dele, ele rebolou bem la no fundo do meu reto e foi tirando a vara bem devagar, aquela sensaçao daquele pau enorme saindo de mim tbm era deliciosa, quando ele tirou todo o pau ele me dizia que era para eu deixar o cu bem aberto para ele ver la no fundo do rabo! Que ele tinha tesão em ver o fundo do rabo do tal Ricardinho tbm!!! Ele meteu denovo e tirou e dizia : nossa que cuzão delicioso, abre e fecha o cu, e eu obedecia e piscava meu cu, era uma sensação estranha e deliciosa quando ele tirava o pau do meu cu, ainda bem que eu me preparei e tinha usado a ducha do chuveiro para me limpar! Pq aquele pau tava me arrombando, e tava muito gostoso! Pedro socava no meu rabo e uivava como um animal, socou muito e tirou, me falava muitos palavrões, coisa que particularmente adoro. Aquele macho, com cheiro de macho, pedreiro, mulato, tesudo e pauzudo fez com que eu gozasse pela primeira vez sem estar tocando uma punheta propriamente dita, eu so toquei no pau e falei p pedro que ia gozar, ele tirou a rola que tava socada no meu cu e no momento fez até um barulho de quando desentope um cano, me virou de frente ergueu minhas pernas para meu cu ficar bem arregaçado e eu apertava meu pau para demorar mais um segundo p gozar, pedro socou o pau inteiro de uma sá vez em mim de frango assado e eu comecei a gozar, minha porra acertou meu rosto e Pedro começou apassar a mão no meu abdomen tirou o pau e esfregou minha porra no meu cu, eu gozei muuuito e ele meteu porra no meu cu e enfiou o pau denovo, sempre gritando e um falando palavrão para o outro, meu cu fazia barulho de molhado, slept slept, e pegou a porra do meu rosto e passava na minha boca, foi quando ele disse que ia gozar e queria saber onde eu queria? Exigi que ele gozasse bem fundo no meu rabo, alias nesta altura um baita rabão arrombado por aquela pirocona negra, ele mandou eu apertar bem o cu e imediatamente masquei o pau dele com o cu e senti o jato quente e o pau inchar no fundo do meu rabo, ele gritava e eu olhava para ele e chamava ele de meu macho, meu negão gostoso, e mesmo ele gozando ele nao parou se socar com toda a força, continuou socando em torno de um min e depois tirou a rola, fez aquele barulho de melecado e ele arregaçou bem minha bunda para ver a porra escorrer, ele metia o dedo enquanto saia um mar de porra e ele pedia para eu fazer força para sair mais porra do meu rabo. Depois ele venho ate meu rosto e finalmente me deu um beijo, pela primeira vez me beijou na boca, um beijo demorado e molhado, nás dois ficamos ali abraçados todos suados. Perguntei como ele sabia foder daquele jeito, e ele me disse que este tal de Ricardinho era bem viadinho e sempre quando a mulher viajava para casa da sogra este carinha levava o notboock para eles assistirem filmes pornos e fazerem o mesmo. Eu juro que o pau do Pedro nao ficou mole, ficou meio termo e em pouco tempo ele me pedio para eu cair de boca que ele queria mais boquete, quando fui chupar o pau dele ele me levou para o banheiro e fomos tomar banho, ele me disse que queria lamber meu cu mas eu tava todo gozado, entào aquele mulato lavou bem meu cu e o pau dele e fomos para a cama, sentei na cara dele e começamos um 69 maravilhoso, chupei o pau dele e ele lambia meu cu e tocava punheta p mim, gozei no peito dele com aquela lingua enfiada no meu rabo e depois de um tempão o meu macho gozou na minha boca, ele gozava e metia a lingua no meu cu e o dedo revezando entre um e outro. era a segunda gozada daquele negro e parecia que nao tinha gozado ainda, lambi bem o pau dele, engoli tudo e deixei a pica limpinha e finalmente amoleceu ainda na minha boca. passamos a tarde bebendo e conversando sobre foder, ele pedio p mim se podia convidar o tal ricardinho para ir la algum dia a noite para foderms nás tres juntos! no começo me fiz, mas depois aceitei e disse para ele que queria tbm comer o carinha enquanto ele me comia, e até então nunca tinha fodido a tres, mas esta histária vou contar aqui futuramente. Naquele começo de noite fodemos como loucos novamente e durante todos os dias que ele ficou la, ele trabalhava e depois vinha me foder com aquela pica com cheirão forte de tanto ele trabalhar p parar e foder de uma vez, tratava ele como meu marido durante todos os dias que minha vá viajou e depois disso transamos varias vezes, esses tempos atras nos falamos pela net e queremos se encontrar para foder pra caralho novamente...

se vc gostou desta histária real e quiser conversar comigo meu msn é: [email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


cache:GAEDmAeFVBUJ:okinawa-ufa.ru/m/conto_18319_fodendo-gostoso-minha-paciente.html conto de botei a novinha pra chora com a pica grande no cuchapeleta pegando a casadavídeos porno negras barriguda caidacontos gay pai bebado suadocontos meu entiado m espiavacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteconto menina safadinha anoscontos eroticos gay entre primosconto erótico fui chantageada pelo meu primo Fernando que comeu a minha mulhercontos eróticos de gay Comi o cuzinho do Pai da minha MADRINHAfui toma uma no bar da coroa safadinha e acabei comendo seu rabinhomendigo contos eroticoszoofilia espanhola gostosa atualcontos eróticos eu com meu 30cm comen minha prima no sofá de casaNovinha mamando no cinema contoseroticosContos eroticos interraciais no escritoroscontos heroticos dormi com minga mae e ela mexeu na minha bucetaContos porno minha namorada mi engañocontos filho mais novo foi dormir com a mãe e temino fudeno ela dormino e acordo e termino deixandoconto erótico minha empregadinha novinhafode a mulher de dono contocontos de sexos ainda dimenorconto com teens fudrndo as duas sobrinhas de dez e doze anoscontos eroticos velho na praia de nudismocontos eroticos velha assanhadacontos eroticos fetiche trans branquinhacontos fotos esperimentando rolavídeos porno negras barriguda caidaconto eRotico os piralhoS m comeraoContos gays passeando na rua vestindo langerie e vestidinhocontos incesto mãe fofinhacontos eroticos sou bbw e meu sobrinho me comeulevemente ara tomando banho nuaSexo no aterro do flamengoenbreaguei minha irmã comi o cu delacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos porno de pirralhas inocentesvideos putas chupando e achado q a pica e poucacontos eroticos o porteirominha professora me deu carona e pegou mo meu cacetecontos eroticos tio da escolafui encoxada no tremconto erótico maltrato minha mãeConto minha esposa dando pro policialconto eroticos ,tio e pai dando banho na sobrinha de 6ou 7contos eróticos​, praia de nudismomulheres que esquesero de vesti a causinha mostrano abusetacontos de filhos chera causinhascontos eroticos meu amigo comeu minha mae e minha namoradaporno tio roludo viaja dd onibus com sobrinhacontos depois de velha fui arrombadafiz a vadia sentir dor contos eroticoscontos eróticos usada pelo padrinhoContos eroticos roludo comendo a bundinha da loirinha gostosinhaconto sacanagem com a.primacontos eróticos traição com jardineirocontos erotico com minha familiaminha esposa me contou suas aventuras sexuaisMeu pai me comel zoofila contoscontos eroticos de corno dominadocontos eróticos homem fudendo a mãe do melhor amigocontos eroticoscunhadinhas muito safadamulher botando a x*** para o cachorro lamberchaves.comendo cu da chiquenhacomendo a carlinha casa dos contoscontos eroticos eu transex e o elrtricista safadoesposa seria se bronzeando em casa contocontos eroticos arrombando a gordacontos eroticos dando pro camioneiromae filho incesto contoscontos eróticos de lésbicas masoquistasContos eroticos guspe na bocacontos eroticos de travestis fudendo o tioNovinha mamando no cinema contoseroticoscontos traindonetinhascontoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos arrombando a gordaprofessor e aluna contoscontoerotico safadazoofilia cavalo violentos o dedãocontos eroticos troca de casal pica ggfodida junto com o marido contos eróticoscontos eróticos comendo cuzinho da gordinha"ele agachou o shorts e puxou minah cabeça esfregando na rola e bermuda mau abaixada"meu amigo pediu pra eu comer sua namoradacumi a prostituta na esquina contos eroticoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentemeu irmão me convenceu contos