Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

DE MINISSAIA E SEM CALCINHA NO CINEMA

Já contei aqui algumas histárias de minha mulher e os que leram já sabem como ela é. Para os que não leram, digo que ela é morena, cabelos pretos, compridos e lisos, linda de rosto e corpo, uma bunda maravilhosa, peitinhos médios e durinhos e uma boca sensacional, ou seja, uma verdadeira gostosa.

Cássia além de ser gostosa como é, sempre foi muito sacana e também sempre gostou de sair de casa vestindo minissaia e sem calcinha.

Essa histária que vou contar se passou quando precisei trabalhar em uma outra cidade e sá voltava aos finais de semana para casa.

Como moramos no litoral fluminense, ela vai todos os dias à praia, e nos dias de semana a praia está sempre vazia. Sempre que ela volta da praia, toma um banho, almoça e dá uma saidinha para fazer compras, ver vitrines, enfim, dar umas voltas para se distrair e sempre veste minissaia, salto alto, uma camiseta e sempre, sempre, sem calcinha.

Ela tem uma coleção de minissaia, mas a que mais gosto é uma mini de jeans branquinha que realça a pele brozeada dela.

Pois um dia de semana, enquanto ela dava suas voltas, vestida com essa mini branquinha, colou um camarada, novo, bonito, moreno também, e perguntou se eles já não se conheciam. Ela se assustou em princípio, mas depois reconheceu o César, que fora seu namorado quando eram pré-adolescentes ainda.

Ela confirmou que sim, que se conheciam e conversando foram tomar um sorvete. Puseram o papo em dia e ela ficou sabendo que ele estava de férias naquele mês e que também que se casara.

Ele lágico que reparou na delícia que ela estava e começou a relembrar os tempos de namoro deles, os amassos que davam no muro da casa dela, na escada do prédio dele, na primeira vez que ela deixou ele chupar os peitinhos dela na escada e como o papo foi ficando mais quente, lembraram também o dia em que ela tocou uma punheta pra ele, até ele gozar, encostada no muro da casa dela, quando voltavam de uma barzinho, já de madrugada e a rua estava vazia.

O papo deu o maior tesão neles dois e como não tinham nenhum compromisso, foram para um cinema perto de onde estavam e como era dia de semana, estava praticamente vazio.

Escolheram um lugar sem ninguém e tão logo se apagaram as luzes, começaram a se beijar com o maior tesão. As línguas não paravam de se procurar e chupavam as bocas um do outro, subiam lambendo e chupando o pesçoco, enfiavam-se nas orelhas e voltavam a se beijar.

Quando ele procurou tocar seu grelinho, percebeu que não havia impecilho nenhum, pois ela estava sem calcinha e já toda molhada.

O dedo dele escorregou gostoso pra dentro daquela bucetinha molhada e ela mais que depressa tirou o pau dele pra fora e começou a tocar uma punheta maravilhosa pra ele, muito melhor do que aquela que havia tocado encostada no muro.

Ele pediu para ela chupar aquele pau duro de tesão e ela não se acanhou, abaixou-se e passou a chupar e enfiar ele todinho na boca; subia e descia, enfiando tudo na boca enquanto ele fazia o mesmo com os dedos naquela bucetinha e também no cuzinho.

Os dos gemiam baixinho e quando ele anunciou que iria gozar, ela também deu sinal de que também gozaria. Ela intensificou a chupada e a punheta que batia pra ele e quando ele, não aguentando mais, começou a gozar, ela foi tomando todo o gozo dele, pois não iria perder aquela oportunidade.

Quando ele terminou, era a hora dela gozar e rebolando sentada no dedo dele, suspirou fundo e chupando a boca dele com tesão, deu umas três gozadas seguidas.

Quando se acalmaram, beijaram-se mais uma vez e levantaram para ir embora. Se despediram já na rua e cada um seguiu sua vida. Mas a lembrança daquela tarde, ficou gravada pra sempre nos dois.

Alguns dias depois ela me contou o que se passou e fiquei com tanto tesão que fomos para o mesmo cinema dias depois e ele repetiu comigo o que havia feito com ele.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eróticos infância gay com gari heteroporno amador em festinhasparticulareszoofilia homens com super vergas enormes fodendo mulhetesrelato vi bem de perto quando ele atolou o pau no cu da minha esposacontos eroticos enteadacontos erotico dormindocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteviajando com a sogra conto eroticoComtos casadas fodidas pelo filho novinho do vizinhocontos eróticos me pegaram a força no meu trabalhocontos bdsm a porca marianapoeno cenas namoado apwrtando mordendo e chupando teta da namorada pra formar bicocontos de coroa com novinhocontos gay dando para o cachorropapai voce me acha bonita contos eroticoscontos eroticos comendo a funcionaria novata casada da lojacontos eróticos comendo a vizinha atouaConto gozei dentro da lilianeconto levei um comedor pra minha esposacontos eróticos ela levou ferrocontos sofrendo na piconaa calcinha toda travada no raboso deixo chupa minha bucetacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontoseróticos chupei os peito da mamãedei o cu quando eu era pequeno contoscontos de sexo com novinhas trepando com advogadoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteContos de novinho chupando kct de caminhoneirobai jo meu primo e ele me comeucontos erotico filha chupando o pau do pai enquanto ele dormegatas angelicais a procura de um agarrao 4Gozei na buceta da minha prima e ela engravidou historiascontos eroticos orgia eu marido com as casais de amigos na chacaraComtos namorada fodida para pagar dividas do namoradoGozando na boca Abrantes dela chuparmeu patrão me pegou mastubando e chantageia conto eróticocontos eroticos dono de mercearia comendo a casadarelatos eroticos cdzinha lindatres comendo uma mulher e um socando no cu do outro uma filinhaicontos eroticoc de senhoras casada se vingando dando o cu pra negoescachorro lambendo buceta.deilheCuidando do meu pai acidentado contos de incesto femininogritei gemi na rola grossa contos eroticos incestoXoxota contoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteCasa dos contos: Virgem na baladaContos eroticos aii te amo ..ai ..ai mo vc e gostosa devagrContos her¨¦ticos incesto comi minha m 0Š0econtos eroticos brincando escondido infanciaconto gay fui abusado no alfanato pelo os fucionariocontos eróticos - meu pai fez vazectomia para vermos juntoscontoseróticos chupei os peito da mamãecontos enquanto dormia comi minha irma e suacontos casada traindo maridorelato de corno que deu a esposa para o cunhadoconto erotico.mulher feiaminha namorada perguntou se eu era gay contopegado carona um casal com camionero contos eroticomeu namo puchou meus cabelos e deu vários beijos em mim o que significa isso?conto inseto mamãe eu quero te estuprar analcontos eroticos arrombando a gordacomo fica a bucetaalargada com garrafa?contos eróticos realizando a fantasia da minha mulher no nosso aniversário de casamentorelato ocaseiro do sitio arrombou o cu da minha esposacontos eroticos flagrei minha mae fudendo com travestiContos excitantes sou gaúchacontos eroticos de pastores cadetudocontos eroticos casada estuprada na frente do maridocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteconto erotico convite para sair com uma travesti da academiaempregada ê chantageada e tem que dar para seu patrao o cabacinhoeu vou te arregaçar inteira me perdoa amor, desculpacontos eróticos comendo a b***** da namorada novinhacontos eroticos tia suruba com sobrinhosContoserotcos nudismo em famíliaContos eroticosmenina de dez anos fazendo sexocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eróticos falando de orgia em faculdade de juazeiro do Norte Maicon tá doida ela me pediu pra comer sua esposa na frente deleContos ai no cuzinho nao