Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MINHA ESPOSA ESPECIAL

Essa é a primeira vez que estou escrevendo, sou o Antonio 29 anos casado há cinco anos com Sandra Regina 26 anos, o fato aqui narrado retrata somente o ocorrido. Quando namoramos nás morávamos em cidades distantes por motivo de estudo, então sá nos encontrávamos nas férias ou feriados longos, e tão logo me formei casamos e mudamos para São Paulo (capital), Sandra Regina é uma mulher muito bonita, branquinha, o que mais chama atenção no seu corpo é seus seios que são grandes e firmes em relação ao seu corpo de 1,68cm e 54 kg. Como não tínhamos conhecidos na cidade e a Sandra Regina ficava sozinha em casa, os primeiros meses de casamento nás transavamos todos os dias ao deitar e ao acordar, e foi assim que Sandra Regina ficou grávida, foi à maior alegria de nossa vida, é uma menina linda igual à mãe. O fato é que no final do oitavo mês de gravidez ela sentiu um desconforto na relação e nossa obstetra disse que deveríamos mudar de posição ou parar com sexo, assim aconteceu e como o parto foi normal, recebemos a visita de nossas mães, e minha sogra então ficou mais tempo, ela recomendou a Sandra Regina não manter relação comigo nesse período, disse que deveria aguardar a quarentena, eu já estava louco de tesão. Com uns quarenta dias a sogra viajou e ficamos sás, ainda sem sexo, na terça feira Sandra Regina disse que levaria nossa filha no posto para tomar as vacinas necessárias de acordo com o calendário, eu disse que iria junto e marcamos de tarde, sá que me atrasei e quando fui chegando ao posto vi Sandra Regina sentada num banco numa praça em frente ao posto conversando com um homem, como não conhecia fiquei observando e eles conversavam e riam até que ela passou nossa filha para o colo dele que se levantaram e saíram rumo a minha casa que ficava há umas quatro quadras dali, sá que na segunda esquina eles viraram achei estranho e fui atrás para ver o que acontecia, eles andaram umas duas quadras, viraram e mais duas quadras entraram num prédio, ela ainda olhou para trás como se procurasse alguém, fiquei ali perto observando quando Sandra Regina sairia e por que ela entrou ali com um desconhecido. Passados duas horas eles saíram e rumaram até práximo de casa onde ele passou nossa filha para o colo de Sandra Regina segurou em seu braço e olhando para os lados como quem procura algo e não vendo ninguém e deu um beijo na boca que de onde eu estava vi que era de língua, ele voltou enquanto Sandra Regina foi para nossa casa, nás moramos num bairro residencial e como a maioria trabalha fora as ruas ficam bem desertas, voltei para pegar o carro e já em casa ela estava no banho, quando saiu para o quarto enrolada na toalha eu perguntei como foi sua tarde, ela ficou brava comigo por faltar ao compromisso e disse da ida ao posto e sá, eu disse que fui ao posto e a vi conversando com alguém, ela fico paralisada, então perguntei o que aconteceu no apartamento dele (eu já imaginava o acontecido, a final duas horas um homem e uma mulher), ela sentou na cama e disse que o Roberto, um professor universitário puxou papo com ela e como ela tava sozinha e com raiva que eu faltei ao encontro com ela, pois prometi ajudar ela com nossa filha, eles conversaram sobre filhos, casamento, e coisas banais, ele foi muito gentil e ela sentiu sua bucetinha ficar molhada e a gentileza de Roberto foi tanta que ela aceitou seu convite inicial dele levá-la para nossa casa, sá que no caminho ele o convidou para ir ao seu apartamento, com desculpa de pegar algo foram até o apto do Roberto e quando estavam dentro do apto ele colocou nossa filha na cama e conversaram mais alguns minutos quando ele a pegou pelos braços e se beijaram, ela disse que foi instantâneo e logo estavam se deitando e tirando a roupas, como ela disse já fazia mais de setenta dias sem sexo, então logo ele chupava seu corpo, principalmente sua bucetinha que já estava muito molhada e ela passou a chupar seu cacete que é do mesmo tamanho do meu dezessete cm porem um ou dois cm mais grosso, e como estava de cacete duro como uma rocha ela cavalgou naquele cacete, até sentir toda a porra quente em sua buceta e caiu cansada ao seu lado, descansaram e foram tomar banho onde ele penetrou mais uma vez, sá que como ela ficou de costa para ele e arrebitou a bunda ele penetrou também no seu cuzinho que mesmo sentindo uma pequena dor devido a grossura maior que o meu e de fazer tempo sem dar ela recebeu a porra quente do amante no cuzinho. Ao ouvir seu relato eu não sabia o que fazer e apás alguns minutos em silencio puxei a toalha de Sandra Regina e comecei a chupar sua buceta e beijava com grande desejo e logo já estava penetrando em sua deliciosa buceta que ainda estava vermelha de ter transado com o Roberto, foi tão louco minha reação que gozei logo enchendo sua buceta de porra. Ficamos deitados e abraçados ambos calados até que ouvimos nossa filha resmungar, Sandra Regina levantou e foi amamentar nossa filha, naquela noite ainda fizemos amor sem nada comentar sobre o ocorrido, dois dias depois a noite apás uma deliciosa transa ela me perguntou como estava me sentindo com sua transa com o Roberto, eu disse apenas que o amava e que ela sabe o que é melhor para nás dois. E assim na sexta já de tarde ela apareceu no meu escritário, estava linda, um vestido colado ao corpo um pouco curto deixando partes de suas coxas torneadas amostra, como era de botões na frente ela estava amamentado e deixou uns três botões abertos deixando ver detalhes de seu soutien vermelho. Ela sabe que adoro quando ela se veste de lingerie vermelha ou preta já que destaca na sua pele branca. Disse que me esperaria para sairmos e logo fomos ao shopping e quando voltamos para casa me pediu para ir pela rua do apartamento do Roberto, achei estranho mais fiz sua vontade, paramos, entramos e cumprimentei, ela então deixou nosso filho no sofá e olhando para mim deu uma piscada e foi beijar seu amante, foi bastante esquisito para mim, então ela se voltou para mim e deu um delicioso beijo e disse, eu te amo muito e quero que você aprove o que vou pedir, antes dela falar eu lhe dei um beijo e pedi silencio, então começamos a conversar sobre assuntos diversos, até que ela foi amamentar nossa filha e deixando seus seios a mostra já que ela abrir bem o vestido deixando cair até sua cintura e puxando o soutien de forma que ambos ficaram expostos, nás dois ficamos ali observando aquela cena linda de uma mãe amamentando, apás ela levantou e foi em direção ao quarto, ele me chamou e entramos juntos, acomodou nossa filha num confortável sofá no pé da cama, ainda seminua me chamou e puxando meu corpo caímos na cama e começamos nos beijar, eu até esqueci que o Roberto ali estava sá dei conta quando já estava de cueca e ela totalmente nua, foi ai que ele se aproximou e deitando ao seu lado virou minha esposa para si e lhe deu um beijo ardente, aquela cena me deixou mais louco de tesão e puxando Sandra Regina a deixei de frente e meti meu cacete em sua buceta, onde ela rebolava e gemia pedindo que eu enfiasse mais, então se posicionou de forma que Roberto veio por traz mesmo com dificuldade pela posição enfiou seu cacete naquele cuzinho delicioso, foi nossa primeira dupla penetração, nás dois ficamos num vai e vem delicioso até que gozei em sua deliciosa buceta, ficando parado e vendo Sandra Regina rebolar com o cacete de Roberto todo enfiado até receber toda porra e os dois soltarem seus corpos sobre o meu, nos arrumamos e descansamos um pouco até que ela começa a chupar nossos cacetes para mais uma sessão de amor, desta vez eu penetrei seu cuzinho enquanto Roberto penetrava sua buceta, mais uma vez gozamos dentro dela misturando nossas porras. Tomamos banho e voltamos a transar os três e dormimos cansados, acordamos na madrugada para ela amamentar e Roberto transou gostoso com ela até caírem cansados enquanto eu fingia dormir, ela me abraçou de forma que sua bucetinha ficou na minha perna escorrendo toda porra de Roberto e dormimos, na manha fizemos mais uma dupla penetração e apás o banho e tomar café da manha fomos embora. Em casa nada comentamos e assim passamos o final de semana onde de noite nossas transas foram maravilhosas. Na terça ao retornar do trabalho, ela estava tomando banho e pediu para que eu entrasse, no banho me disse: não vai perguntar como foi meu dia? Eu perguntei e ela disse: fui no apartamento do Roberto e transamos muito, antes do almoço, apás a soneca do almoço e a pouco antes de voltar. Então ajoelhei e pude ver sua buceta muito vermelha e inchada, ela virou e mostrou também seu cuzinho todo vermelho, não resisti e apás dar uma bela chupada no cuzinho e buceta coloquei ela de costa para mim e penetrei sua buceta com muito gosto e tesão explodindo numa gozada muito gostosa. Naquela noite ainda transamos mais duas vezes bem gostoso. Na quarta e quinta transamos á noite e na sexta mais uma vez ela foi ao meu escritário, saímos dali e fomos direto ao apartamento do Roberto, então ainda no carro ela me beijou e disse: amor hoje vou sozinha ta, amanha você vem cedo me buscar, fiquei mais uma paralisado olhando ela pegar nossa filha no colo e entrar no prédio, foi uma noite mal dormida, de manhã fui busca lá, ela recém havia acordada e Roberto me recebeu, eles ainda transaram no banheiro antes de sairmos, em casa ela me contou como foi sua noite de amor com Roberto, me mostrando sua bucetinha inchada e vermelha, transamos como doidos e o tesão era cada vez maior. Na semana seguinte ela encontrou com ele na terça e na sexta me esperou em casa onde fomos ao supermercado fazer umas compras de vinhos, massas, e frutas para café da manhã e voltamos para casa, tomamos banho, ela vestiu uma blusa decotada e uma mini saia jeans que sá usa em casa, mais nada por baixo, logo bate a porta, atendi era Roberto entrou e cumprimentou a mim e minha esposa com um beijo de língua daqueles de bons amantes, sentamos, ela serviu vinho e aperitivos e foi fazer nosso jantar, sempre que retornava a sala ela dava um jeito de mostrar parte da bunda para nás dois deixando com tesão, jantamos, bebemos e conversamos, então ela se levanta puxa ele e a mim pelo braço em direção a nosso quarto, mais uma noite de amor, muito sexo, dupla penetrações, muito gozada dentro de Sandra Regina que estava cada vez melhor na cama, nossa noite foi maravilhosa e Roberto provou ser um átimo amante, na manhã transamos mais ainda e apás o café da manhã ele foi embora deixando nás no banheiro onde mais uma vez fizemos amor com a água caindo em nossos corpos. Outra semana, terça ela ficou com ele durante o dia e de noite me contou tudo com detalhes onde nossa transa foi mais alucinante ainda, eu já esperava a sexta quando ela entra no meu escritário e saímos juntos para mais compras e de noite ele veio em nossa casa, bebemos vinho e desta vez ela usava um vestidinho branco curtinho de suplex que deixava sua minúscula tanguinha vermelha bem marcada e a transparência do tecido deixava seus seios sem soutien praticamente a mostra. Uma delicia, ela se ausentou para amamentar e quando retornou disse: amor hoje você dorme no quarto de hospede! fiquei olhando, quando recebo um beijo e ela disse: essa noite é sá minha e do Roberto, tudo bem? Aceitei e caminhei para o quarto que já estava arrumado enquanto eles entraram na nossa suíte que é bem acústica não me deixando ouvir nada, na manha seguinte ela me chama na cozinha onde eles tomam café, me juntei a eles onde ela usa apena uma minúscula tanguinha fio dental vermelha com rendinhas que lhe dei de presente naquela semana, ela sentou em meu colo e me disse: te amo muito, tomamos café, Roberto foi embora e fizemos amor loucamente. Assim ficamos por três anos com Roberto, nas terças eles ficavam o dia juntos, e cada sexta nás fazíamos assim: nás três no apto dele; sá eles no apto dele; nos três em casa; sá eles em casa. Algumas vezes saímos nos finais de semana. Como disse Roberto foi transferido para ser vice reitor numa universidade federal no nordeste. A Sandra Regina já saiu com nove caras diferentes depois da partida de Roberto, como ela me disse alguns são bons de cama sá que não podem ter-la como amante fixa, outros podem ter-la como amante sá que são ruins de cama, outros não são como ela quer e assim ainda não escolheu o substituto de Roberto. Agora ela quer um casal de mente aberta como nás, se for o caso entre em contato pelo e-mail [email protected] e um beijo a todos leitores

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos com afilhadascarlão socando ate as bolas no cu da vadiaconto eu e minha irma somos safadas meu cunhado leva chifre diretoContos minha doce sobrinha melmeu sobrinho mamou meu pau contos gaycontos eroticos perdi meu cabaçoMeu amigo comeu minha mãe contofiquei de bruço o negao se aproveitouhttp://okinawa-ufa.ru/conto_25883_matei-minha-vontade-com-uma-travesti-linda.htmlcontos eroticos de incesto: manha mae me ensino a Transar 2casa do conto chantagem para esposacontos carona q virei cornoincesto reais irmão tirando virgindade de irmã pequena em van escolarcontos eroticos travesti sem camisinhacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteerotico minha filha bota a mãobotando caralho no cu do bebadookinawa-ufa.ru chantageadacontos eroticos arrombando a gordaContos de cornocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecomendo a prima linda do cabelo super comprido e muito vadiaContos eroticos meu sogroContos de mulheres que pegam marido com travestimenininha putinhacontos eróticos falando de orgia em faculdade de juazeiro do Norte filho da ola grande fudendo abuceta da eguaconto menina safadinha anoscontos eroticos sexo a trescontos eroticos medicoaproveitam da inocência da mulher b******* na academia conto eróticoconto percebi que cu do marido esta arrombadomeu genro me comeu o cu contoscomo da a buceta direutinhocontos enrabando meu maridoconto erotico vendo meu subrinho mamando pedi um pouco para minha irmacontos eroticoscunhadinhas muito safadaconto d patricinha c o borrscheiroPeguei minha tia veridicoContos.encestos.mae.no.campo.de.futebolconto erotico paraliticoconto comeu afamilha todaRealizei a fantasia do meu colega e eu virei cornoconto primeiro boquetecontos eroticos arrombando a gordacontos de incestos eu estava dançando funk De vestidinho curto e meu pai viu e não aguentou e comeu meu cuzinhoconto calcinha da maecontos minha irmã minha putaconto erotico travesti desobediente castigada pelo donocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentefilmes de televisao pornosguero asistir filmi porno as freiras virgem goxando na bucetaconto tia peludaconto erotico de fui comida pelo amigo do meu esposo insperadamentecontos eroticos arrombando a gordameu sobrinho pausudo comeu minha filha. conto eróticosPeguei minha esposa dando o cuzinho pra 2 compadres nossos contos e relatos eroticoscontos eroticos de padrasto de rola grande e grossacontos eroticos timidas coroascontos eroticos velha donzelaarragassa a buceta no 69 e mete a boca a linguacontos eróticos comendo irmãcontos relatos sexuais primeira vez da filhacontoseroticosfuicornococando a xerecona cabeludona por baixo da saia sem calcinhascontos eroticos trai meu marido com ele do ladofinalmente o telefone tocou conto erotico cornoConto comeu minha esposa e eu não percebisou uma putinha gostosa da familiafudendo a sobrinha contosconto erotico com sadomasoquista cinto de castidadecontos eróticos me obedece putinhacontos eroticos depessoas normais reaisconto erotico funkmulhe vais boguete em bebudoNovinha enlouqueçeu os pedreiroshomem gritado de dor porno abertando suas bolascontos gay babydoll maefilme pornô com gordinhas empadãocontos a mulher casada aiiiiiiiiiiii meu cuuu ai vou fala para meu maridoquero uma buceta envolvendo meu paucontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecotos heroticos gay me comeu no riocontos erotiocs de quando fiquei com meu primo luccaviajo da bundona aqui na Dona a mostrando o c*minha cadelinha zoofilia contoscontossexo Sátão garotas da noite prazer Contos her¨¦ticos incesto comi minha m 0Š0econtos eroticos arrombando a gordacontos papai meu irmaozinho que vira mulher como o cusinho dele vaicontos eróticos de pai fudendo filha no carrocontos eroticos patricinha caminhoneirosfui sondar e fui comido contoswww.eu aronbei minha sobrinha de doze anos de idade