Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

DE GAY A HÉTERO - MINHA 1º VEZ COM 1 MULHER

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------



Me adicione no seu facebook e saiba novidades e muito mais...



http:facebook.comescritorthyaggo



------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------



A cada dia a vida nos reserva surpresas, e assim foi como fato de surpresa que ao acordar logo pela manha estava eu diante de uma mulher na casa, e então me lembrei o quanto havia bebido na noite anterior.



Lembro-me que em uma festa com amigos da faculdade havia ingerido muito bebida e daí logo se aproximou Eliana, garota desejada pelos meninos da faculdade devido sua beleza e sua simpatia.



Porem eu, um garoto que tinha minha orientação homossexual definida estava caído, diante de um corpo de uma mulher, pois o garoto gay da faculdade estava na cama com a menina mais bela da turma de geografia.



Ao olhar e ver aquela menina linda, de corpo belo, seios fartos, rosto de garota, a dormir a cena e as lembranças daquela noite veio em minha mente.



Estava eu junto com Tom, Vitor e Rick no apartamento de André com as meninas da faculdade, eu garoto malhado, cabelo liso e sempre o mais alegre de todos, todos sabiam de minha homossexualidade e lidavam normalmente com aquilo, pois peguei vários da faculdade e daí sabe, era praticamente o gay pegador e gato da faculdade.



Sou classe média, e sempre tive do bom e do melhor, não afeminado, mas resolvido sexualmente eu vivia minha vida de sempre com muito amigos.



Porem naquela noite com toda a galera, eu estava mais leve que nunca, tomei todas e sempre fui muito piadista, ousei e acabei de forma engraçada divertindo a galera, porem acho que a bebida saiu do normal e assim apenas me recordo que estava eu no quarto de André, eu e Eliana, ela me beijava, e de certo modo me agradava àquela cena.



Lembro que seu perfume, seu toque e seu jeito me seduziam e em poucos minutos o garoto gay e bêbado era dominado por uma garota gata e gostosa, eu era levado ao prazer total, e de pica dura me via diante de uma situação nova e talvez inesperada.



Eu tocava pela primeira vez de forma sexual nos seios de uma mulher, e por sinal os seios de Eliana eram lindos, com belos biquinhos e durinhos, então eu passava a tirar a roupa dela, pois totalmente seduzido a fazia ficar nua diante de meus olhos.



Minha pica já estava dura, e antes era apenas usada para pegar alguns meninos que curtia agora se tornava objeto de desejo também por uma mulher.



Eliana então ao ser seduzida, e ter sua roupa tirava fez o mesmo comigo, porem me beijava todo, tocava em minha pele e me fazia sentir um prazer muito alem da carne e algo bom demais, prazeroso demais.



Eu tocava e sentia a pele dela se juntar a minha, sentia seu cheiro de perfume suave, sua boca carnuda, sua pele lisinha.



Logo possuído pela beleza, e dominado pela bebida estava eu e ela, juntos totalmente entregues ao prazer, pois o garoto gay se tornava o garoto comedor de meninas.



Logo caímos na cama de André, e aos beijos aprendia o quanto tocar em uma mulher era prazeroso, sentia sua pele e logo começava a me degustar com seus seios fartos. E então em um misto de descoberta mamava gostosamente naquelas tetas gostosa, beijava cada milímetro de sua pele, tocava então em cada local de seu corpo.



Minhas mãos eram deslizadas ao seu corpo, e totalmente perdidas com a delicia de seus seios e o tocar em suas coxas. Eu me colocava então a beijar, massagear e assim cheguei ao caminho mais desejado por um homem, pois meus dedos começavam a deslizar diante da bucetinha dela.



Sentia aquela coisa depiladinha, logo meus dedos começam a massagear buceta adentro ao mesmo tempo em que mamo em suas tetas a fazendo gemer de prazer.



Eliana curtia sentir meus lábios fazer de seus seios um brinde do prazer, e meus dedos começavam e fazer um movimento de vai e vem a deixando totalmente ao encanto de uma pegada.



Com muito carinho demonstrava a ela o quando um sexo ao misturar com a bebida poderia ser interessante, e assim o fiz, em beijar e tocar.



Naquela cama macia eu sentir o carinho daquela garota, naquele lençol totalmente fora do local era à prova de um crime sexual, pois o garoto que era conhecido e chamado na faculdade de viadinho se tornava um homem na cama, e exatamente com a garota mais desejada da faculdade.



Minha pica grossa, meus lábios a beijar, meu corpo e sentir, e uma vida a desejar, assim estavam prontos para fundir e se colocar corpo a corpo, e para meu espanto Eliana então me jogava do outro lado da cama, e caia sobre meu corpo,



Agora era ela quem me dominava e começava a chupar meu peitoral, enquanto eu a acariciava pelos cabelos e via descer diante da minha rola a chupar, então o que antes eu fazia nos garotos da faculdade aquela mina fazia comigo, ela degustava minha pica de 19 cm, e sua boca meiga e delicada era tapada por uma rola de quase macho grossa e pulsante.



Eliana chupava minha pica delirantemente, eu sentia o prazer do descer e subir de seus lábios na minha pica, sentia o tocar de sua mão nas minhas coxas que me fazia então se arrepiar de tanto prazer.



Ela gemia de prazer, lambia cada milímetro e então demonstrava o quanto a ingenuidade era apenas um arma para ser a mulher pegadora e muito gostosa.



Logo ela subia diante de meus lábios, e com suas mãos colocava minha torra para sumir dentro da sua bucetinha, eu sentia então o gosto de uma buceta ardente em chamas de prazer.



Ela então começava gostosamente e enfiar cada centímetro da minha rola buceta adentro.



Ela gemia ao sentir suas entranhas ser consumida por uma rola de tamanho prazer. Ela começava a gostar de tudo aquilo e jogando minhas mãos para trás como forma de me segurar começava a rebolar lentamente em cima de minha rola que pulsava forte de prazer.



Minha pica já estava atolada xoxota adentro, e ela rebolava de forma sem igual. E em um misto de prazer eu sentia algo jamais esperado, pois esta era minha primeira transa com uma mulher.



Eu via realmente que era uma delicia sentir o gosto sexual de uma buceta e a dominação sexual, sendo que ela me beijava, mordia minha orelha e rebolava muito em cima de minha vara.



Realmente eu jamais pensei em ter relações sexuais com uma mulher naquele momento estava cedendo ao prazer carnal.



Eu de pica atolada em uma bucetinha raspadinha, estava sentindo o quanto era prazeroso, o quanto era gostoso o perfume suave do sexo com uma fêmea, o quanto umas bebida em um misturar sublime do sexo me fazia refletir.



Então em beijos de prazer, ela me fazia tremer de prazer, me fazia gemer em sua pegada firme, em seu rebolar de mulher, em seu vai e vem misturando ousadia e perdição.



Então com tudo aquilo, logo eu seduzia Eliana, e ela então era agora colocada por baixo, e com um movimento rápido ela então sentia como seria ser fudida por um projeto de gay, e atolada por uma rola de macho.



Eu a beijava, e por cima dela e com a pica atolada em sua xaninha a fazia gemer, eu então apressava o vai e vem, e sentia o gosto de fuder uma mina feita ela, que antes era desejada pela maioria dos garotos, agora transava com um projeto de viado.



Então depois de alguns copos de cerveja sentia o misturar de um gozar, o misturar de um beijar se tornava único, corpo a corpo, em um fuder de prazer.



Eu metia gostosamente, rebolava meu corpo para a esquerda e a direita com minha pica na suas entranhas, e assim conhecia um pouco mais do gemer daquela garota.



Eliana gemia, me beijava e ao mesmo tempo fazia carinho ao meu corpo com o balançar da transa, ela se deixava levar pela emoção e pouco importava com o que realmente estava acontecendo.



Minha rola a consumia de forma ousada, ela colocava suas pernas para cima, e eu sentia então o unhar dela em meus braços, sentia então o jeito dela contorcer o corpo e assim gozar de prazer, sentia ela ter um orgasmo delirante e pulsante, ao mesmo tempo em que meus movimentos eram lentos, e rápidos demais para ter tal sensação naquele momento.



Com as pernas pro alto, com a boca colada a minha, com uma pica atolada dentro de sua buceta ela gritava e realmente experimentava o prazer diferente de um macho que era fêmea, de um menino que era menina, de um homem que era garoto.



Sexo, suor, prazer, amor e desejo de forma única, vida de forma única, gozar de forma única.



Assim resumo, e em meio a uma transa, em meio ao corpo de uma linda garota da faculdade eu então sentia o outro lado do gozar, o outro lado do prazer.



Minha pica já estava inchada dentro da xoxotinha dela, minha cabeça estava sentindo outro tipo de sentimento, e meu corpo respondia ao prazer antes desconhecido e eu estava prestes a gozar de prazer, estava prestes a derramar minha porra entranha adentro, estava prestes há mostrar que muito antes de ser gay, também era um comedor de xoxota.



Eu estava realmente descobrindo um outro modo de gozar, e assim o fiz, pois ao tocar e gemidos de Eliana eu gozava gostosamente, eu sentia o prazer dela enquanto ao carinho demonstrado, sentia o carinho dela enquanto ao tocar, e ao sentir de cada gesto naquela noite de prazer.



Eu então gozava dentro da bucetinha dela, mijava porra e ela então via o quanto gostoso foi aquele momento para ambos, logo então, depois de tal relação ficamos por momentos, calados a se tocar, a se conhecer, e a se beijar.



Eu curti cada momento, cada segundo e via depois de certo tempo que realmente ser gay e ser hétero é uma briga de gênero e o que realmente vale é o prazer da vida.



Muito antes de receber uma critica se analise, reveja e se ame, muito antes de ouvir gestos de preconceito lembre-se que voce嫎maior que tudo isto.



Sucesso.



Ass ThyAggo -







Msn-



[email protected]



FAÇA ALGO NOVO

casadoescritor.blogspot.com

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eróticos de comi a chata da clasecontos erotico sobrinha novinha mais muito safadinhacontos eroticos corno bebe leiteporno gay pai apostou cu para o vizinhoconto erotico tia rita taradaLóira safada narra conto metendo na coberturavoyeur de esposa conto eroticochorou na pica/contoeu curto cunhado faz chantagem para comer a cunhada casadacontos esposa olhos vendados fudendoeu minha namorada e meus tios fazendo orgia no churrascocontos eroticos esposa convida amiga pra fuder com maridocontos eroticos de garotinha sentada no colocontos eróticos zoofilia meu primo comendo éguacontos eroticos arrombando a gordaContos sou alegria dos coroasconto gay na ducha da nataçãocontos eroticos ccb viuvas safadasso deixo chupa minha bucetacontos minha esposa chupa como nimgueminseseto commforcacontos eroticoscomendo uma bucetinhavidios porno de homem pegando irmazinhar mulher si mastubando e conceguindo comer a buceta delaContos eróticos pênis descomunalpornô doido p*** fazendo fio terracontos eeroticos peguei minha sogra no flagracontos eroticos vou te enseminarcomto erotico comeno mulher do meu filhoContos de comer cadelaConto so caminhoneiro dei carona uma freira loiraContos eroticos gay primeira vez traumaticabucetinhas perusinhoconto gay papai gosta que chupem o pau dele"voce e muito corno"conto gay meu melhor amigo de 37 anosentregando a buceta na frente do marido cegoProvoquei e foi arrombada porno conto contos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteComtos mae fodida pelo filho e sobrinhopegado carona um casal com camionero contos eroticofodi minha sobrinhacomendo cunhada asm que minha mulher saicontos eroticos dei a buceta para meu tio feito puta e chingada de vadiazoofilia a chapeuzinho vermelhocontos eroticos de incesto: viajando com a mamae popozudacontos eróticos de comi a chata da clasedopei minha vó e comi ela contos reaisconto arebentarao meu cu meumaridocontos de sexo depilei minha bucetacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos tia gostosa com sobrinho no beijo e amasso no carroContoseroticos estuprando Vitóriacontos eróticos forçada a fuddercontos eróticos comendo a minha filha caçula na viaminha mulher fudeu com o parceiro da quadrilha contocontos eroticos com cavalo zoofiliacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos filho da minha vizinha amante maravilhosocontos gozei no papaiEu morava sozinho minha aluna do cursinho ela veio morar comigo ela agora ela e minha mulher conto eroticocontos gays - meu irmão falou ele não vai comercontos eroticos punheta no.onibusmeu sobrinho entrou no quarto tava dormindo contocontos eróticos professora com garotinhoscontos eróticos um casal transando na sala enquanto os pais tiram um cochiloconto erotico meu aniversario comi minha sogra e minha esposaporno coroa da boda mole de fiodetaocastigo boquete contoscontos eróticos rola babonaconto safadoconto porno puta suja de estradaPrazer Gay:Contos sobre Valentão da minha vidaContos erotiicos traindo mo resguardoContos eroticos gay meu cachorro me comeumeu pai batendo punheta.eu foi fala com ele e ele madou eu bate pra elecontos duas pica no cucontos erotico com irmaocontos eróticos minha mãe pintinhocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentepapai Me. comeu ContosReparei maquina de lavar para minha tia conto erodicoConto de homem de deu para Fabiola voguelcontos eróticos meu pai ta cursando minha irmãcontos gay papaicontos eroticos dei pra variosMinha irma e minha sobrinha conto eroticocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crente