Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

EU, MARI E NOSSO AMIGO \"GATO\"

Amigos, viemos compartilhar com você nossa última experiência.
Há tempos depois da nossa última sacanagem resolvemos fazer mais uma. Como a Mari é tímida eu cuido de tudo, com quem vamos sair, aonde vamos e principalmente como vamos fazer, afinal, ela gosta tudo do jeito que faço e minhas ordens sempre a levam à loucura.
Dessa vez queríamos fazer algo diferente, então recorri ao bom e velho MSN onde temos muitos contatos, o Gato estava online e conversamos por horas... Ele é um cara educado, de 31 anos, 1,80m muito gente boa. Trocamos fotos, e-mails e combinamos de nos encontrar.
Ele veio de Atibaia para o litoral de SP para nos ajudar a realizar mais essa façanha.
Nos encontramos em um barzinho bem tranquilo onde poderíamos conversar, beber e sentir a química. Conversamos muito e bebemos também, assim a Mari ficou mais a vontade. Pedimos a conta e nos direcionamos aos carros. Deixamos o carro dele em um estacionamento e fomos ao meu. Ele ao meu lado no banco do passageiro e a Mari sozinha atrás. Ela estava divina, vestida para matar. Com um vestidinho normal e por baixo uma verdadeira vadia. Uma cinta-liga com espartilho, um fio dental bem pequeno e salto alto, realçando aquelas coxas grossas e aquela bunda deliciosa.
No caminho, Gato já estava roçando a calça e via que ele estava ajeitando seu pau que já estava duro igual rocha, mas como apressado come cru ele esperou bem. Mas eu, como um bom amigo e marido mandei que Mari ficasse de quatro e colocasse a bunda entre os bancos e disse ao Gato que com delicadeza acariciasse, passasse a mão e sentisse o cheiro delicioso da minha mulher... O cara quase enfartou! Pediu para que eu pisasse no acelerador para chegarmos mais rápido ao motel. Pedi para ele se conter, pois teríamos a noite toda pela frente.
Chegamos ao motel a Mari entrou na frente e foi direto ao banheiro tomar uma relaxante ducha, eu e ele ficamos conversando no quarto... A impaciência dele estava mais do que evidente, ele mexia os pés, olhava para todos os lados do quarto, se ajeitava na cadeira e não achava posição... Eu rindo falei: “Vai lá rapaz, antes que você goze suas calças e minha mulher fique a ver navios!” Ele levantou igual uma bala e foi em direção ao banheiro, pouco antes dele entrar o alertei: “Não abuse, é sá para sentir o gostinho!” Ele nem deu ouvidos e correu pra dentro, fui atrás (ela adora ser surpreendida no banho). Mari estava tranquila e o recebeu com um beijo acalorado, as mãos se contorciam para todos os lados, ele não sabia onde pegava. Ela o empurrou contra a parede. Seu pau duro apontava quase na barriga dela, ela ajoelhou, chegou perto, pegou com muito carinho pela base e colocou na boca... Chupou bem devagar por uns 5 minutos. Ele ficou bem mais calmo, para retribuir, virou de costas encostou o pau na sua bunda e começou a beijá-la de cima para baixo... Nuca, pescoço, ombro e sempre esfregando-se naquela bunda gostosa.
Vendo que se eu não interrompesse a coisa iria ficar pelo banheiro mesmo, falei para irmos para a cama, onde teríamos muito mais espaço. Ele saiu se enxugando e ela veio atrás rindo pra mim.
Dali em diante a coisa ficou muito mais quente! Ela deitou-se na cama igual a uma menina com cara de pidona, ele foi por cima e ficaram se beijando. Ela abria as pernas ele aproximava o pau da bucetinha dela... Ela o empurrou pela cabeça até seus peitos para ele mamar... Mamava bem gostoso, o colocava todo na boca. Foi descendo e chegou à bucetinha, por ali ficou por muito tempo, chupou, lambeu, babou fez o trabalho completo até a ouvir ordenar: “Me fode agora!” Ele levantou, olhou para mim, arremessei a camisinha em sua direção, ele colocou e foi pra cima. Ela deitadinha levantou bem as pernas e deixou o caminho livre, ele foi colocando bem devagar pra ela sentir cada centímetro... Eu olhava pra ela, via os olhos dela mexerem bem rápido, a respiração ofegante e sua boca seca! Quando entrou tudo, ela cruzou as pernas em volta dele, e puxou para baixo... Entrou tudo até o talo... O primeiro gemido da minha puta me excita até hoje. Ele começou bem devagar o vai-e-vem. Peguei minha câmera e fui bem perto ver aquele pau grosso invadir aquela xoxotinha aperta. Ele metia com vontade, ela urrava e apertava suas costas! Se sentido a última mulher do mundo, ela perguntou a mim: “Meu amor, o que quer que façamos agora?” na hora eu falei “Quero que você sente nesse pau... quero ver esse rabo rebolando bem gostoso, subindo e descendo!”. Ele deitou com o pau em riste, ela foi até ele, deu umas chupadas nas bolas (toda lisinha do jeito que ela gosta) colocou-as na boca e ficou punhetando. Foi engatinhando até ele, se posicionou e deixou seu corpo escorregar em cima do pau do Gato. Entrou tudo, foi à visão do paraíso ver a bucetinha da minha amada esposa, ser invadida daquela forma. Ela sentava com força, subia e descia, apertava sua bunda, abria, batia e pulava! Cansada, ela desabou sobre ele, foi a hora dele trabalhar. Agarrou sua bunda com força, abrir gostoso e começou a bombar forte! Ela estava em êxtase, praticamente um transe... Aproveitando sua posição desfavorável me aproximei e chupei toda sua bunda, passando levemente a língua naquele cuzinho praticamente virgem. Recuperada, ela sentou de costas no pau do Gato. Assim pude ver com clareza a cara de satisfação dela e o delírio dele ao ter aquela visão divina. Ela jogou o corpo pra frente e ficou praticamente de quatro na pica dela. Ele abria, esfregava, batia e ela sentava cada vez mais forte e eu sempre filmando e registrando cada instante. Apás ficarmos minutos assim, pedi para ele meter nela de quatro, mas queria ter uma visão mais privilegiada ainda. Deitei-me por baixo dela, sua bucetinha ficou na minha cara e mandei-o começar a meter. Ele se aproximou e eu via seu pau pulsando e a camisinha toda molhada de tanto ela gozar. Ele colocou a cabeça e pude ver ele entrando todo. Enquanto ele metia, eu passava a língua no grelinho, estimulando ela cada vez mais. As suplicas dela dizendo “Não parem, não parem, não parem...” foi silenciado quando ela gozou e Gato na sequência anunciou que também gozaria.
Nos levantamos, os dois desabaram na cama e como um bom voyeur gozei sem tocar ao menos ser tocado. Ficamos conversando por um tempo e recomeçamos. Como ele estava deitado, ela chegou perto do pau dele e mamou até ficar durinho novamente. Como eu fiquei por baixo vendo a cena anterior, mandei que ele a fodesse novamente de quatro, pois não tinha registrado. Ele meteu bem forte por uns 19 minutos e gozaram novamente. Comemos alguma coisa e fomos embora. Hoje o Gato é nosso amigo-íntimo. Precisamos marcar mais uma foda dessa! Já estou armando como será!
Quem gostou pode entrar em contato conosco.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


malhadinha de cabelo vermelho malhadinha malhadabuceta carnuda comtos de sexocontos eroticos o pauzudo e o cornocontos eróticos ajudei trairescrava contos eroticosconto erotico/12aninhospau grande alongado contosPorno contos familhas incestuosas grandes diasde grandes orgias vale tudo com todoscontos dei sonifero e comi o cu pornocontos sou bem fudidalesbica conto professora fisicarelatos eróticos esposa exibionista psra meus amigoscontos homes muito bemdotado comeu mia filinha gostosa contosmetia na minha mae, contoconto erotico incesto sonifero filhacontos eróticos esposa acampou com amigascontos eróticos em público encoxando cunhado contos escrava lesbicasmeu sobrinho gordinho e gay tetudocontos eroticos bucetinhacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteContos de sogras velhas crentes rabudas dando o cucontos eróticos comendo minha alunacontos sexo gravidafotos chapéu ao traveco até ele gozacavalo dado duas trepada na égua de uma vezContos casal toplessContos eróticos de incesto filinha mimada do papaicontos eroticos flagrei minha mae fudendo com travestitira a roupa vadia q vou te comer sua buceta gostosacontos veridicos de japa com negao de pau gigantecontos eroticos nas prostitutas com mendigosrelato de corno que deu a esposa para o cunhadoNo cuzinho desde pequenapornô o homem que nuca viu uma boceta quando viu endoidoucache:GAEDmAeFVBUJ:okinawa-ufa.ru/m/conto_18319_fodendo-gostoso-minha-paciente.html relatos coroas defloraçãoContos gays fantasiado de crossdress no cine pornocontos adoro um pau gostoso e tesudo de travesticontos casadas descrevendo o corpo com seios e bundas grandescontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteContos eroticos com irmãs caçulas fodidasamiga cusudas da escala ensito o dotadoQuero um homem que chupe minhas tetas quando chega do trabalho e pra dormiContos erotico.esposa fodeu o maridocontos eroticos ela não queriaencoxada no onibus conto eroticoafeminados de praia grande contatoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentechortinho q deixa as magrasgostosashoje na feira Office transandomulherdeparararua.blogspot.comcontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentevizinho tezudoeu minha mulher minha cunhada minha sogra contos eroticoscontó gratis o roceiro chupou minha bucetacontos eroticos estrupando idoso no asiloCasa dos Conto a beira de uma suruba esposa casadaconto fizemos um trenzinho.Meu marido comeu a minha filhacontos eroticos meteram em mim e fiquei muito abertaContos eroticos a vizinha feiacontos esposas na praiacontos eroticos ajudando a enteadinha a fazer tarefa de casacontos eróticos comendo cuzinho da gordinhaooooooooohhhhh porra pornocomendo a enteada contoscontoseróticos perdendo as pregas do cu e xanaCONTOS EROTICOS pivetes safadosContos eroticos briguei com o marido dei pra outrocontos eroticos arrombando a gordacomeram meu cuzinho conto gaycontoseroticos chantagem velhaminha xereca consando na rua contos eroticosviciadano pau do meu irmao contoConto de machos arregacando os buracos da putaduas munhe vai calvaga i da pra a cavalo fude ate goza zoolContos eroticos de travesris lindas do pau gostosos.Contos eróticos curtos de cachorro fodendo a cozinheiracontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos esposa no baralhocaminhoneiro meteu em mimcontos eróticos dívidi minha mulhercontos eroticos de negros na praia de nudismocontos minha cunhada viu eu mijanocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteconto porno puta suja de estradacontos er matagalzoofilia cavalo violentos o dedãocontos eroticos arrombando a gorda