Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MINHA SOGRA

MINHA SOGRA
Bom tudo começou no dia em que minha esposa teve que passar uma semana na casa de sua tia pois a tia estava doente, moro na casa acima a da da minha sogra, voltando do trabalho, ela me chama e me pergunta se não poderia dormi lá está noite, pois minha cunhada que mora com ela, iria dormir na casa da minha outra cunhada, digo que sim pois tambem estaria sozinho, chego em casa pego algumas coisas e desço, ela pergunta se eu já jantei, falei que não, mais tambem não estava com fome, fiz um lanche, e falei que iria tomar banho, neste momento pergunto se posso dormir de short, pois estava muito calor, ela disse que não tem problema, tomo um banho e volto, estava vendo tv, ela me chama pra conversar, pois eatava sá e ela gosta de falar, bem minha sogra e magrinha, tem o cabelo curto, morena, não muito baixa, na sua juventude foi muito bonita pelas fotos se ver, hoje já e uma senhora, mais muito elegante, ela deitada na cama e eu sentado ficamos conversando, conversa vai conversa vem, digo que ela era muito bonita e que muitos caras queria ficar com ela na sua juventude, ela fica vaidosa, diz que não havia namorado muito, mais que casada, meu falacido sogro não à aguentava, papo vai papo vem, sempre ficando mais intimo, até que ela me pergunta se era verdade que eu era avantajado, eu falo como assim, ela me falou que em conversas das mulheres sobre os maridos (cunhados) minha esposa havia falado que quase não aguentava, que sá com lublificante e que conseguiamos transar, falei que era verdade que usavamos um lublificante, mais achava normal, pois na verdade meu penis não tão grande, ele e muito grosso, por isso as mulheres tem dificuldade na relação sexual, senti que minha sogra estava exitada, falei pra ela que já era tarde e amanhã tenho que trabalhar, começei a prepara minha cama na sala, mais ela não deixou, pois queria que eu dormisse no quarto dela, trago minha cama pro quarto dela, mas mais uma vez ela naõ deixa e diz que eu poderia muito bem dormir na cama dela, que mesmo a cama sendo de solteiro daria nás dois, ela com a cabeça de um lado e eu do outro, tudo bem aceito, deitamos e nos cobrimos com o lençou, mais não consigo dormir, ela vira de costa pra mim, quando ela vai vira encosta a mão no meu pau, que sinti começar a ficar duro, ela encosta mais, até sentir mau pau duro em suas costas, ela bota a mão e diz que isso, isso e uma arma, com isso você mata qualquer mulher, falei dusculpe mais não consegui evitar, ela falou deixa eu ver isso.., não acredito.., ela tinha razão.., deixa eu ver..,, falei não, pois eatava com medo, mais ela disse pode ficar despreucupado, ninguem vai saber, falei ta bem, tirei ele pra fora, os olhos dela brilharam, ela falou caramba posso tocar dele.., deixei.., ela começou e me tocar a fazer ele ficar mais duro ela falou: acho que ela não cabe em minha boca! Posso ver se cabe.., estava exitado disse pode.., ela começou a chupar mais não consegui engolir ele todo.., subia e descia.., passava a lingua na cabeça vermelha.., até que ela disse: sera que eu aguento.., nisso deitoiu na cama e me chamou vem.., tirou a camisola e a calcinha, pude ver sua buceta não estava totalmente raspada.., quando cologuei meu pau que entrava com dificuldade.., sentir ela germer.., ela disse devegar já faz muito tempo.., mais quero ele todo em mim.., começei a bombar.., sentir que ela já estava gostando.., ela pedia, fode.., hum gostoso..., mais..., seu safado.., me come...hu! Gostoso..., enfia tudo.., eu derepente cologueia de quatro e meti em sua buceta.., que estava muito molhada, ela gemia e pedia mais.., falava que sentia falta de dar gostoso daquele jeito.., eu estava quase gozando quando ela falou pra eu não gozar.., não goza espera... ela abre a caveta da mesinha e pega um oleo acho que de passar criança, começa a passar em todo meu pau, e me pegunta será que eu aguento atrás, eu falo como! Ela disse, Eu quero ele.., ja foi ficando de quatro e colocando da entrada do seu cuzinho.., como disse no começo ela é muito magrinha, por isso achei que não iria aguentar.., mais que nada, quando cologuei a cabeça e forçei um pouco sentir que apesar de viuva, aquele rabo não era mais virgem! Pois apesar de sentir um pouco de dor e dificuldade no começo.., pouco depois ela falava pra eu enpurar com força que estava gostando.., que pudia meter sem dá.., queria tudo no rabo.., eu não acredita como meu pau entrava todo naquele rabo, muitas mulheres até se negavam a dar o rabo pra mim, mais minha sogra estava adorando!..eu bombava forte como ele pedia.., ela dizia me come forte.., enfia tudo.., come meu rabo meu genro..., eu botei forte naquela magrinha.., mais ela aguentava.., acelerei o ritmo.., eu estava quase gozando e falei pra ela, ela não deixou eu tira e disse que queria sentir todo meu gozo.., pra mim gozar dentro do rabo dela.., disse ta bem, acererei o ritmo, quando comecei a gozar senti sua bunda engoli todo meu pau, ela disse, goza tudo.., dentro.., dentro.., meu pau explodia, ela rebolava, não aguentamos e caimos na cama, ficamos ali deitados, depois coversamos e ela me falou que adorou, mais tambem me chantageou, disse eu teria que fazer sexo com ela de vez enquando do mesmo jeito.., eu perguentei, que jeito?, ela disse, comendo sua buceta, mais gozando no cú, nisso abro sua bunda pude ver havia aberto aquele cú e escoria porra dele, falei a ela que teria meu pau de novo pra ela colocar onde ela quiser, ela me disse que gostou e queria mais no cú, como? Ela pegou minha mão e famos pro banheiro, enquanto eu e ela tomavamos banho ela começou a me chupa novamente meu pau começou a endurece e ficar duro como pedra, ela vira de costa e coloca a mão na parede e me pede vem come meu rabo outra vez, pega meu pau com a mão e coloca no buraquinho que já estava aberto, começo a meter, devegar sentindo ele entra a sair daquele cuzinho magrinho, mais que aguenta pica, ela pedia me come forte..., me enraba que eu gosto..., nessa hora eu pensei! como uma senhora que parecia calma, que eu nem imaginasse fazer mais sexo, era uma safada e gostava muito de sexo, principalmente atrás!.., ela rebolava.., sentia meu pau duro entrar e sair daquele rabo.., me come safado.., deste jeito que eu gosto..., eu mordia seu pescoço.., sua orelha..,ela tremia toda pedia me come.., me come por atrás que eu adoro.., adoro isso.., goza..,, goza pra mim.., goza dentro.., goza dentro do meu rabo.., por favor.., goza.., começei a meter com força, falei que ia gozar, neste momento sinto que ela empura meu pau com seu rabo como se seguisse receber minha porra lá no fundo., gozo de novo dentro daquele rabo. Ela pede pra eu ainda não tirar e continuo metendo agora todo melado pela minha porra, tomamos um banho e famos dormir, de manhã acordo bem cedo e vou trabalhar, mais a noite quando volto...

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


O que fazer pra comer minha mae conto incestocontos eroticos arrombando a gordacomi minha vizinha e minha mulher contoscontos eroticos de 4 caralhos no cuarrombando o c* de modeladassenpatia para tansa com cuinhadaescanxa na picacontos minha tem buceta gostosa ela ta dando pra outro picudover uma mulhervelha arreganhando a priquita com os dedostroca troca de homens adultos contoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteconto esposa recatada e crentinha parte 2contos meu marido comeu minha mãecontos fiquei de mal e transei com meu sogroconto erotico eu e minha mae estamos gravidas do meu que e adoramos eleContos eróticos seduçãofui currada na frente do meu maridocontos pagando aposta com um boquetecontoseroticos cimeram minha mulhercontos eroticos espermaconto madrasta tranformo enteado en travestiConto erótico na casa do tio tarantocache:FPfKk_mm7mAJ:okinawa-ufa.ru/conto-categoria-mais-lidos_9_9_zoofilia.html Sexo vagina primeiro amor contocontos verdadeiro meu sogro insaciavelRespira fundo e relaxa que vai entrar no seu cuconto meu cunhado me emcochou no bus contos eróticos da quarta-feira de Cinzasconto gay metemos.o dia todoContos rebolo na caceteconto erotico ele pediu pra bater umazinha pra elecantos erotico brincando de baralho com sobrinhacontos erotico na balada com a irmacheirei a calcinha da minha cunhada safada contoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecabritiha deliciaperdi meu cabaço da buceta pra um cavalo contoscontos eróticos tio e sobrinhacontos eroticos arrombando a gordacontos minha cunhada de shortinhos bem curtinhover contos porno anal no onibos de escurcaoela queria dar uma dançadinha no quartofundura da buceta midindo pornorelatos arrombei a amiga da minha irmacontos eroticos flagrei minha mae fudendo com travesticontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecu delicioaocontos minha cunhada viu eu mijanoContos mamae é a puta da familia e dos vizinhoscontos bebendo porrscache:oIMLEWITCAIJ:okinawa-ufa.ru/home.php?pag=99 contos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos syrubasconto gay primos no sitiocontos cdzinhascontos de coroas casadas comendo as e amigas com pinto de borrchas cinta lesbicasContos de sogras velhas crentes rabudas dando o cucontos eróticos com fotos de menininhas sentadas no colocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eróticos abusada virgemconto de encesto eu engravidei minha irmãcontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos gays meninos cuidando do amigo bebadoloira gostosa goza sozinha comtá um poko da sua safadadeenfiando na bucetavarias coisasconto casada é assaltada e fodidachefinhas safadinhasvomitando contos eróticostrepando pau sua p*** prepara para o sábadomuhleres quecavalo tramsa com animal