Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

PUTARIA NA PRAIA DE NUDISMO

Primeiramente, irei me descrever para que todos tenham curiosidade de me ver e mandar e-mails para uma comunicação, e caso se interessem marcarmos encontros divertidos; bom, sou branco, 20 anos, 1,77m, saradinho, olhos e cabelos castanhos claros, enfim sou um gatinho.

O meu conto é gerado pela curisosidade de conhecer uma praia de nudismo em Búzios, pois já tinha ido lá algumas vezes, e fiquei sabendo que as minas liberavam fácil, fácil a xotinha.

Fui então à busca de uma mulher safada para muito sexo nas pedras da prápria praia; era um dia que fez sol pela manhã e de tarde estava encoberto pelas nuvens; chegando lá avistei umas quatro mulheres argentinas que estavam deitadas na areia de biquínis, me aproximei e sentei práximo, e também haviam uns karas pelados.

Estava sentado por uns dez minutos, eis que me chega um kara e fala que tinha que tirar a sunga, já que era uma praia de nudismo, então argumentei que as minas ainda não haviam as tirado, este falou que falara com elas, mas não quiseram saber; respondi que já estava de saída.

Mas, afinal fui ali com um propásito que não havia sido comprido até então, fuder muito e muito, na frente de quem quiser admirar. Fui em direção às pedras para ver se ocorria alguma orgia, passeando nelas sá vi uns quatro homens distantes uns dos outros, até que cai em mim e pensei que iria me fartar apenas com uma punheta fora das vistas destes. Fui para um local que não havia ninguém, mas me surge um kara negro, fiquei sentado ali uns dez minutos para ver se este saia e tomava seu rumo, mas não saiu do me ângulo de visão, ficou andando para lá e pra cá afim de mostrar sua bunda e seu pau, eu estava ali com outra questão na mente, caminhei mais adiante e sentei novamente para tocar a minha punheta, mas que este retorna.

De repente surge um kara de short e começa a conversar comigo, fala primeiro que a praia tem um visual lindo, depois pergunta onde estava estalado, respondi que em Geribá, e também tenta jogar um verde para saber minha idade, pois ele havia pensado que tinha 15anos, eu falei que tinha 17, pois tinha medo de que sendo maior de idade armariam uma armação para me pegar lá. Não dei muito papo, ele foi andar no resto das pedras, mas fiquei curioso de saber como seria qualquer parada com outro homem, é claro que nunca gostei da idéia de dar a bunda, mas tinha curiosidade de que me pagassem um boquete e eu me satisfizesse.

O kara branco retorna à uns quatro passos atrás de mim, e fala algo, eu olho, e aponta que não sei onde a onda bate mais forte, a intenção dele era que olhasse para sua rola, acabei caindo, e olhei rapidinho-ele deveria ter endurecido ela um pouco e voltou com a cabeça sem a pele- até então não me deu vontade de rolar algo, pois tinha receio que ele iria querer me comer, mas ainda tinha vontade de gozar ali mesmo. Perguntou-me se conhecia até o fim das pedras, respondi que já havia ido lá, ficou claro que queria algo.

Afinal fiquei onde estava e imaginei o kara me dando a bunda, meu pau demorou a ficar duro, pois tinha medo de ser pego com o mastro erguido.

Já erguido comecei a bater, mas ainda existia curisosidade, então parti na suposta direção em que ele estava.

Andando um pouco avistei-o sendo enrabado por um kara mais velho de trinta e sete anos; também fui avistado e ele me chamou, disse que faria apenas o que eu quisesse, que ninguém ia obrigar a nada, e que se eu já estava ali, haveria alguma razão.

Vou descrever o kara branco, notei que tinha um corpo malhado, um pouco cabeludo, uma bundinha branquinha e lisinha, e estava de boné, com a barba crescendo no rosto, dava tesão sim-vou chamá-lo de Carlos-, o outro mais velho era normal não tinha nada demais- chamarei de Júlio. Naquele momento então, eles falaram que poderia apenas assistir a tudo e se quisesse participaria. Gostei da idéia, me sentei e fiquei olhando o enrabamento delicioso, Carlos de quatro com sua bundinha lisinha sendo devorado por um pau de 16cm, fino; realmente não demorou muito e meu pau já estava erguido, os dois logo notaram, e Carlos falou que minha rola acabaria com o seu cuzinho. Naquele momento falei então, que gostaria que ele me chupasse enquanto rebolava na pica do Júlio.

Este fez um boquete gostoso, sempre atentando quando iria gozar, para que não gozassse, e claro que ficasse com vontade de comê-lo. Sua intenção deu certo e fiquei louco para meter no cuzinho dele. Peguei o short e tirei uma camisinha, eles viram e falaram que eu era um homem safado, pois sabia que iria fuder, e estava fazendo doce, disse que não, mas já era, me apelidaram de GAROTÃO SAFADO.

Carlos saiu de trás de Júlio e falou para ir com tudo, Júlio apoiou implorando por meu cacete de 16cm e bem grosso, peguei o bundão com gosto e finquei minha benga naquele anelzinho, ele gritou pedindo mais força, cospi naquele cuzão, e me acabei nele, enquanto Carlos batia umazinha.

Carlos não disse nada, e se colocou de quatro também, na mesma hora olhei e falei que era um garotão safado que iria satisfazer a bunda dos meu machos mais velhos, tirei meu piru de Júlio forcei na entradinha de Carlos com força,ele gemeu e disse que seria meu puto e que gostave era de rola.

Demorou mais entrou tudo, seus gemidos me faziam falar muita sacanagem, e enquanto isso Júlio olhava para o bundão que eu estava enrabando, e começou a passar a mão na minha bunda, resisti mandando que parasse, ele segurou meu quadril e falou que tinha uma bunda de macho cabeluda, e que gostaria de tirar meu cabaço, eu disse que não queria, então ele se botou de quatro atrás de mim, abriu meu bumbum e chupou meu anel.

Gostei da sensação e deixei; imagina eu enrabando uma kara e outro de quatro chupando meu reguinho virgem; falei que iria gozar, Júlio saiu daquela posição e abriu o bocão, mandando que seu GAROTÃO SAFADO gozasse tudo ali, eu explodi em gozo, ele parecia que ganhara o melhor prêmio de sua vida, os dois começaram a punhetar e gozaram um na boca do outro, nos depedimos, e fui embora extasiado da putaria que havia rolado na praia, pois agora quero e vou comer mais bundinhas inquietas que necessitem de uma rola safada para furar, caso esteja afim meu msn é [email protected], podem me adicionar como seu conctato, ahah tenho webcam com aúdio e fotos muito safadas, gostaria de trocar com homens safados igual à mim.







VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


esposa tomou um susto quando tirou a venda comtosconto porno pailer contos de sexo de mulheres sendo chantageada na estrada e dando cuzinho pra dotadoscontos sexo meu marido rebolou na pistolacontos eróticos ailhadascontos eroticos com escravas sendo humilhadameu sogro comeu minha mulher contosporno com fascinaçao por irmacomi minha cunhada adrianaCU arrombado ABERTO madrasta contonegão comendo uma mulher tão Branca tão Branca dobrada fazendo sexobelas picas brancas rosinha gozando gaysempregada ê chantageada e tem que dar para seu patrao o cabacinhocontos eróticos realizando a fantasia da minha mulher no nosso aniversário de casamentobunda enorme calcinha rendinha vai cuzudaconto o velho pauzudocontos perdendo a virgindade dormindoTio come sobrinha a força contos eroyicoscontos eroticos com fotos de mulheres casadas que foi violentada por bem dotadoshistorias eroticas de onibus lotadosmeu sobrinho mamou meu pau contos gayesfregando na irma caçula contosconto erotico nao acreditei o que eu vi parte 2Contos fiquei bebada e me chuparamnotei que na hora que falei maridinho ficou de pau duropulando em cima do pau do tioporno do irmao que fode a prima de 4minutodConto erotico zoofilia o menino e a porcaPutinhas mamando contoseroticoscontos eroticos arrombando a gordaconto erotico putinha desde novinhaconto erotico minha irma me fez de privada humanaMeu marido comeu a minha filhaconto de não aguentei a pica grande no meu cucontos eroticos com cavalosconto primeira suruba com minha esposarelatos eroticos esposas estupradasMenina mamando o pai contoseroticosconto.to.viciado em chupar buceta menstruadacontos eróticos comi minha cunhada que tinha raiva de meconto teens de pau duro no calcao de futebol para a primaconto eroticos de academiaContos currada 28cmcontos eroticos na marraConto gay dei meu cu primeira vez depois da farracontos de putas estradaBucetas virgemdas das adolecentes doidocontos eroticos meu tio meu amante casa de vovocontos eroticos esposas adora pau grande e muita porra levei ela pra dar pum cavaloprimeira vez que comi meu amigocontos eroticos entregadorcontos eroticos marido querendo que mulher foda com outro para ele chupar ela em seguida festa junina conto eróticocontos eroticos iniciada pelo pai da minha amigaconto com sete anos dei gostoso pro meu tio caralhudocontos eroticos/paguei pra comer o cuzinhocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos enrrabadahomem de calcinha enrabadocontos eróticos com mamãecontos fragei meu amigo dotado e minha esposagay chupador de sete lagoascontos eroticos cu de esposa vermelho cheio de porra com fotocontos gay favelaconto erotico: A FILHA DA DONA VERAcomo erotico dei para ocavalocontos erotico mimha filha e minha netaComtos erotecos de imcesto minha mae sentou no meu colocontos pornos estuprada no assaltocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eróticos mendigo no ônibusconto comeram minha mulher bebadaa bucetinha linda da sobrinha novinha contoshistoria erotica de tio taradaocontos eroticos arrombando a gordasem explicação safadinha contosconto meu filho meu machocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentesogra chortinho provocando genro cozinha lavandominha xereca consando na rua contos eroticosmulher com contracionar peladairma feiz sexo comigo eu gozei na boca delaesposa perdeu a aposta contoscontos eroticos me ferrei no chat tive de dar a forçameu primo e minha amiga contos eróticosgozei na buceta da maninha engravidounetinha de sainha sentando no pauconto eu e meu sobrinho no banhocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos transei com meu melhor amigoNAmorada ponha o cinto de castidade no namorado pornocontos de gays como foi sua primeira vezContos punheta duplaContos como foi a primeira punhetinhaconto flagrado com a calcinha enrolada no paudeixo penetrar sem camisinhacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crente