Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

DESCOBRI COM MAMÃE QUE EU SOU LEITEIRO I

Bom, para quem não me conhece, meu nome é Carlos, tenho atualmente 35 anos e tenho um pequeno problema hormonal. Descobri esse problema na adolescência. O "problema" é o fato de meu corpo produzir incansavelmente esperma. Meu pau não mudou, é normal, um pouco acima da média apenas (18cm) sá que é bem grosso. Mas minhas bolas e o saco são grandes e eu gozo muito, muito mesmo. Tenho que bater uma média de no mínimo 5 punhetas no dia pra aliviar o saco, senão chega a doer. Mas para mim é rotina, eu acordo, bato uma e vou trabalhar. No trabalho, bato outra na hora do almoço e uma quando chego em casa. Aí então bato mais 2 ou 3 aproveitando melhor, sempre gozando em excesso.rnAs mulheres não reclamam. Pelo contrário, gostam de se sentirem cheias de gozo. E como sou estéril por conta disso, não há problema em enxarcá-las! Alguns perguntam se não é ruim, eu digo que não. Ok, quero ter filhos um dia, mas posso adotar, não posso? E as mulheres que reclamam normalmente são as frescas e com essas não quero nada mesmo.rnVamos aos fatos, de como tudo começou:rnEu tinha 19 anos e estava com dores grandes no ventre nessa época. No ventre e nas bolas, que pareciam estar inchadas. Meu pau já era do tamanho que é hoje e ficava incomodando nas calças de adolescente. Que aliás, na época, 19 anos ainda era uma criança. Eu mesmo batia punheta muito pouco e brincava bem mais com os muleques na rua.rnDevido as minhas reclamações de dor, minha mãe me levou no médico. Estava acostumado e não tive vergonha de ficar pelado na frente dela no médico, até porque em casa eu era o único homem. Minha mãe, na época com 40 anos, branquinha, seios fartos e um bundão, um pouco gordinha, era solteira e sá tinha a mim e minha irmã, branquinha, cabelos lisos e magrinha. Bom, tirei a roupa e minha mãe fez uma cara de espanto. Fazia um tempo que ela não me via assim, mas achei normal. O médico me analisou e disse que desconfiava desse meu problema hormonal. Disse que eu precisaria ejacular sempre que sentisse vontade, no mínimo 5x ao dia. Se assim fizesse e as dores parassem, não precisaria me preocupar.rnFiquei roxo com o que ele disse e fui pra casa mudo ao lado de minha mãe. Chegando em casa, fui em direção ao quarto e ela disse, meio envergonhada "Carlinhos, não esquece de fazer o que o médico disse, tá?" Eu corei e corri pro quarto. Não consegui bater punheta com aquela situação. Dividia o quarto com minha irmã e ela estava pra chegar e não queria ir pro banheiro pois daria na cara e minha mãe sabia o que eu tinha que fazer.rnPassou uns 3 dias e eu não tinha batido ainda. Minha mãe viu que eu estava andando meio com dor, com a mão no saco. Daí ela aproveitou que minha irmã foi pra escola (ela estudava de tarde e eu de manhã) e entrou no quarto. Eu estava deitado, com as mãos no saco e gemendo de dor. Ela entrou e disse ?filho, o que o médico disse... não tá adiantando?? e eu fiquei mudo. Ela insistiu ?Não precisa ter vergonha, fala pra mamãe o que tá acontecendo. Você tem feito o exercício que ele passou?? ?Não mãe, eu não fiz. To com vergonha? ?Ah querido, não precisa ficar. Olha, vamos fazer assim. A mamãe vai no mercado e você vai ficar sozinho. Quero que tenha a práxima hora pra aproveitar e esquecer de tudo, ok?? Ela deu um beijo no meu rosto e saiu.rnFiquei sem saber o que fazer, mas quando vi que ela não voltaria peguei no meu pau. Tava com tanto tesão que ele esguichou na hora muita porra e sujou toda a cama e minha calça. Daí tirei a roupa e fui até a lavanderia, pelado, pra procurar um pano pra limpar tudo aquilo. Estava ainda de pau duro, com tesão, mas queria limpar o que tinha feito. Encontrei um pano e umas calcinhas secando no varal. Olhei e vi que algumas eram da minha mãe e outras da minha irmã. Percebia porque as da minha mãe eram larguinhas e da minha irmã menorzinhas.rnBom, fui pro banheiro depois de limpar tudo e fui bater mais uma. Sentei na banheira e comecei, dessa vez aproveitando a punheta. Olhei pro cesto de roupa enquanto batia e vi calcinhas ali novamente. Tomado pelo tesão, peguei e comecei a vasculhar. Tinha muita calcinha da minha irmã, mas tinha umas da minha mãe também. Engraçado que as da minha irmã eram normais, mas a maioria da mamãe tinha manchinhas, como se ela tivesse feito xixi ou coisa do tipo, não sabia que era gozo. Comecei a cheirar aquelas calcinhas e fiquei com mais tesão ainda. Enrolei uma calcinha da mamãe no pau e fiquei com outra na cara e bati, bati, até não aguentar mais. Gozei fartamente naquela calcinha. Daí ouvi um barulho, era a mamãe chegando. Fiquei desesperado, peguei e enfiei a calcinha no meio do cesto e sai do banheiro. Ela chegou cantarolando e perguntou ?Aproveitou, filhinho? Parou a dor?? e eu ainda sem graça disse ?Sim mamãe? e comecei a ir pro quarto. Ela, ainda meio sem graça, mas já aceitando melhor a situação, disse ?Carlinhos, espera? e estendeu a mão. Tinha umas 3 revistas de mulher pelada. Daí eu peguei e ela disse ?É pra te ajudar. Você deve ter tido pouco tempo pra fazer 5x o exercício. Pode deixar que mais tarde eu dou um jeito da sua irmã deixar você a vontade no quarto, agora esconde isso embaixo do seu colchão, tá?? e eu mudo, meio sem graça, sai pro quarto.rnrnrnBom, o conto tá grande, continuo depois, dizendo como essas punhetas viraram uma começão de buceta de mamãe e maninha. Até mais.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


relatos eróticos loira adora dar cu pro cavalocontos casada bunda com celulite fotos velhagostosa batendo puieta por 1realconto erotico gay: tenho cinquwnta anos e dei meu rabo para um garoto de desesseteContos eroticos seios mautradosContos.eroticos..de.incesto.no.dia.decasarContos eróticos gay Comido pelo Amigo do meu painovinho bundudo me chupou gostoso_ contoscontos quando eu era novinha fiquei brexando para ver meu tio comendo mia amigaPornodoido passistascache:K5a2T1gNGzgJ:https://okinawa-ufa.ru/home.php?pag=497 contos eroticos casada comida no assaltoContos erotico com minha vizinha no clubecontos eroticos da infância incestotrepo com a enteada dormindoContos : namorada dando pra passarcontos eroticos arrombando a gordafudi as dua sobrinhas de nove e onze anos contocontos decoroas gayso os contos eroticos mais gostososContos eróticos comendo um garotinho de 08aninhosmulhe botano librificateconto erotico bi com atendente de hotelContos eróticos fiquei desemprego e o nosso velho vizinho rico comprou minha mulher 3contos eroticos de corno dominadocontos incesto sogras gordasna piscina com minha sobrinha - contos eroticoscheirada e dando a bunda contosporno adivogada trepa com criericonto erotico esposa sozinha18oras.porncomo fuder com banana verdecontos presenciei minha irmã fudendo com um dogxvidio.esfregando o pau so no short vermelinhocontos eroticos garotinhatarado.tira.vigidadi.da.entidas.novinhas.come.o.cu.elas.gritaconto com a cunhadacontos de sexo anal bissexual com mulheres gordas comendo marcontos eroticos arrombando a gordacontos betinha vendo a irma sendo fodidamelhores contos gays descobri a putinha que havia em mimEu tirei o cabaço da buceta da minha filha eu fiz um plano com ela era pra ela arranjar um namorado no colegio dela pra ela levar ele em casa pra ela fazer ele fuder a buceta dela pra ele achar que a buceta dela era cabaço conto eroticoContos Bota no cu tioenfiei tudo naquele cuvidio porno gay em hotéis ospede e garcongreludinha na praia contonegao e o seu caralhodoutor esporreando muito no travedtiVidio de bucetas emchadas napica grosaconto erotico aposta com papaieroticos satisfaco mae na camaporno tia x traindo o tioNoiva de salto contos eroticoscontos eroticos comendo cu da tia com primo e tiominha mulher enlouqueceu com a piroca enorme do negaocontos gays pedreiroscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecomigo véi da irmã da minha mulher contos eróticosdando pro genro. contos eróticoscontos eroticos gay com menininhos infanciaconvenci meu primo a me fuder bem novinha contoscontos eróticos mulher de traficante dando pra galera todaContos eróticos tirando virgindadeMaicon tá doida ela me pediu pra comer sua esposa na frente delef****** e chupando pela primeira vez seu namorado na estrada desertacontos eroticos Araguaina Tomasturbei meu melhor amigo contos gaycontoS lambida animal no raboContos fudendo gostoso minhacontos eroticos namorado e amigo mesma camamulhe chupa caserte do jeguecontos eroticos familiacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteminha enteada gost contos