Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

TIA E SOBRINHO NA FRENTE DO MARIDO

Já escrevi vários contos neste site, contando de situações reais vividas entre eu e minha esposa, afinal sou voyeur assumido e adoro vê-la dando pra outro, assim como também gosto de participar e dar assistência na transa. Mas o mais importante é que no final todo mundo goza gostoso. Já escrevi também contando do desejo dela de dar pra um sobrinho meu, filho da minha irmã, ele é jovem tem apenas 19 anos, branco, 1.73 de altura mais ou menos e um corpo sarado, além é claro de ter uma ferramenta no meio das pernas de mais ou menos uns 19 cm e médio na grossura, porém bem cabeçudo, é verdade a cabeça do pau dele parece uma laranja pequena de tão grande e minha esposa adora isso, como eu sempre comentava com ela dos dotes do meu sobrinho minha esposa Ana estava curiosa e tarada de vontade de experimentar pra ver se era bom e se ele saberia usar. Esse meu sobrinho sempre estava em nossa casa usando meu pc e um dia ele encontrou um vídeo onde eu estava fodendo minha esposa em várias posições e finalizava gozando na boca dela, quando meu sobrinho Gu viu isso ele ficou tarado e dava pra ver nitidamente seu pau duro dentro da bermuda. O pior é que ele nem disfarçava, e ainda começou a tecer comentários dizendo que achava a tia dele muito gostosa e se eu não deixaria ele transar com ela pelo menos uma vez, pq ele ainda era virgem e coisa e tal. Disse a ele que talvez pudesse haver essa possibilidade sim, mas que antes eu teria que falar com ela e depois comunicava com ele, gu ficou aceso com a possibilidade de foder sua tia e devo confessar que também fiquei de pau duro diante da ousadia dele. Eu me levantei e coloquei uns vídeos pra rodar no pc e ficamos assistindo e comentando a performance das gatas e como elas eram gostosas e tal, então ele se virou no momento em que uma gata mamava na pistola de um negão e disse ?nossa que delicia?, na hora perguntei a ele o que ele tava achando gostoso se era ela chupar o cara ou ser chupado por ela? Ele foi direto e disse que os dois deveria ser bom, cara aquilo era o que faltava pra eu criar coragem, tirei meu pau pra fora, duro que nem pedra e comentei, olha como ta isso, eu fico louco assistindo esses filmes, na hora percebi que meu sobrinho não tirava os olhos da minha pica, então me levantei e fiquei em pé na frente dele segurando o pau pela base e perguntei se ele tava a fim de chupar um pouco, Gu sá balançou a cabeça afirmativamente e já foi segurando meu pau e abocanhando, nossa ele xupava muito gostoso, logo percebi que não era a primeira vez. Tirei o boné que ele estava usando e segurei sua cabeça pela nuca, puxando devagar de encontro a meu pau, nossa ele mamava melhor que minha mulher, como estávamos sozinhos em minha casa, mas havia o risco de aparecer alguém eu interrompi meu sobrinho e fui dar uma olhada lá fora, quando voltei encontrei ele com a pistola na mão tocando uma, então disse a ele que aquilo era arriscado e que poderia ser outra pessoa que entrasse ali, perguntei também se ele tava mesmo a fim de brincar que eu iria trancar o portão com cadeado e ele topou. Quando voltei coloquei novamente o pau na boca dele e ele mamava gostoso assistindo o filme e tentando fazer igual as putas do filme, adorei aquilo, perguntei se ele era virgem no cu e ele disse que sim, então perguntei se ele teria coragem de fazer igual o cara do filme e lamber meu cu e gu disse que sim, então me deitei na minha cama e ele veio por cima lambendo meu pau e foi descendo com a boca até as bolas, continuou descendo com a língua quente e não aguentei o tesão, levantei minha pernas e fiquei posição de frango assado, meu sobrinho lambia meu cu e tentava socar a língua lá dentro me deixando todo arrepiado, foram vários minutos assim, até que ele ergueu a cabeça e me perguntou se eu ainda demoraria a gozar, acho que ele estava cansado, então disse que não e me levantei mudando de posição, ele continuou lambendo meu pau, mas agora era meu cu que ardia, então disse a ele queria ajudá-lo a se aliviar caso ele prometesse não contar nada a ninguém,ele concordou e eu fiquei de quatro na cama oferecendo meu rabo, olhando pra traz disse a ele que gostaria que meu cu fosse o primeiro que ele iria foder na vida dele, meu sobrinho ficou todo animado e me pediu uma camisinha, entreguei em sua mão e pedi a ele que lambesse bem meu rabo e enfiasse devagar, assim ele fez, mas a cabeça da pistola dele é muito grande e doeu muito pra entrar, ele teve que fazer umas trêz tentativas, ainda mais sendo jovem e sem experiência, mas fui guiando ele e o garotão conseguiu finalmente socar todo aquele cacete delicioso no meu rabo, gu começou a socar rápido e forte em meu rabo, gemendo como se estivesse com dor de tanto tesão que ele estava, não demorou cinco minutos e ele disse que queria gozar, então pedi pra ele tirar o pau do meu cu e lambuzar minha bunda de porra, ele ficou maluco e depois de mais umas duas socadas fortes em meu rabo, meu sobrinho puxou a pistola cabeçuda pra fora e tirou a camisinha me lambuzando todo de porra na bunda e nas costas. Pedi a ele sigilo e ele se trocou e foi embora. Bom, mas a partir daí surgiu um relacionamento colorido entre nás e de vez enquando, nos encontrávamos pra fazer alguma sacanagem, nada combinado, apenas quando ele chegava em casa e eu estava sá ou as vezes que eu ficava sá e com vontade eu ligava e em cinco minutos lá estava ele. Varias vezes ele me chupou e bebeu minha porra, assim como também varias vezes comeu meu rabo e gosou em meu cu me enchendo de porra ou em minha cara, me lambuzando todo. Outro dia conto sobre um encontro especial num dia em que dormi sozinho em casa e ele veio me fazer companhia, foi um delírio. Mas gu não tirava da cabeça a idéia de foder minha esposa, eu já havia conversado com ela sobre isso varias vezes afinal somos um casal liberal e já tínhamos tido varias experiências, mas ela tinha medo de que ele não soubesse guardar sigilo por ser muito jovem, porem sempre procurei convencê-la de que ele era sigiloso e poderíamos confiar nele, o tempo passou e comecei a atiçar o desejo dela dizendo que tinha visto ele de pau duro tocando uma no banheiro, e falando do tamanho do pau dele e coisa e tal, e minha esposa foi ficando cada vez mais interessada e curiosa, até o ponto de na hora da transa ela começar a fantasiar com ele e até me chamar pelo nome dele. Ela já estava muito doida de vontade de dar pra ele na minha frente e começamos a tentar marcar um esquema com meu sobrinho, mas sempre dava errado, um dia eu contei a ela que ele tinha mamado minha rola e bebido minha porra e ela ficou entre tesuda e decepcionada. Mas sá contei isso a ela e até hoje é sá o que ela sabe sobre nás, mas uma vez deixamos o tempo passar até que ontem sábado meu sobrinho veio até nossa casa ajudar a tirar uns entulhos que o pedreiro tinha deixado no quintal, na verdade enquanto eu estava dormindo de dia, ele e minha mulher fizeram o serviço juntos, depois ele usou nosso banheiro pra tomar um banho e de longe eu ouvia minha esposa conversando com ele enquanto ele tomava banho, como conheço minha amada, tive certeza que ela estava com a xana melada de tesão e vontade de dar pra ele, então peguei uma toalha e fui em direção ao banheiro antes de entrar olhei pra ela e pedi que ela viesse xupar meu pau um pouco, ela fez um charminho e ficou na dela, então entrei e fiquei tocando uma de leve, mas tava bem tesudo e senti que logo gosaria, então dei uma batidinha na porta e ela veio ver o que eu queria, pedi que ela entrasse e minha mulher já foi logo entrando e sentando no vaso sanitário, cheguei perto dela com a pica em riste e fui colocando na boca dela que engolia o Maximo possível, tenho 18x7 cm de dote e ela não consegue engoli tudo, mas mamou gostoso até me fazer gozar um monte de porra em sua boca. Bom meu sobrinho foi embora e ficamos no quintal conversando, então perguntei a ela se não ia dar um dinheiro pro gu pelo serviço que ele ajudou ela fazer e minha esposa colocando a mão na xana disse que depois pagaria, nossa meu tesão foi a mil e disse que então ia ligar pra ele e combinar pra de noite já que estaríamos sozinhos em casa, Ana ficou meio assim e me perguntou se eu era louco, eu disse que sim e que sabia que ela tava morrendo de vontade, peguei meu celular e liguei para ele,quando meu sobrinho atendeu perguntei o que ele ia fazer a noite e ele disse que ia ligar pra namorada e ver se ela ia sair, depois me ligava, então disse que estávamos a sás em casa e que poderia rolar um esquema, as horas passaram mas nada dele ligar, então depois de um lanche eu comecei a atiçar minha gata e chupar a xana dela, quando ela estava bem tesuda e com vontade de gozar me pediu pra pegar seu vibrador e socar na xana dela enquanto lambia o grelinho, quando fui buscar o vibro que estava me preparando pra colocar na xana dela meu celular tocou e adivinha quem era? Sim meu sobrinho gu dizendo que estava de boa e se podia ir até minha casa, olhei pra Ana e perguntei se ela topava, Ana fez charminho, então disse que ele podia ir sim, desde que viesse rápido, não demorou dez minutos e ele estava em nossa casa, antes disso minha amada foi ao banheiro e deu uma ajeitada nos pelos, pegou um fio dental e foi pro banheiro tomar mais uma ducha e deixar a xoxota cheirosa pra ele, gu chegou e sentou no sofá, pedi pra ele ir adiantando e tirando a roupa, e ele ficou sá de cueca boxer, então disse a ele que Ana gostaria de ver ele mamando minha rola e se ele topava, gu topou na hora e assim que a tia dele saiu do banho ela foi direto pra nossa cama, pedi a ela que tirasse toda a roupa e ficasse sá com de fio dental, então chamei meu sobrinho que entrou no quarto meio tímido e eu tive que conduzir a situação, pedi a ele que se deitasse no meio das penas dela e chupasse a xana dela, ele obedeceu na hora e começou a lamber gostoso o grelo da tia, eu fiquei do lado olhando e incentivando, eu dizia pra ele, isso chupa gostoso a boceta dela, não era isso que você tanto queria, então chupa gostoso e deixa ela bem tesuda pra você foder depois, ai coloquei o pau na boca de Ana e meu sobrinho chupava o grelo da tia e olhava ela engolindo meu cacete, depois de alguns minutos perguntei a Ana se ela queria xupar o pau dele e claro que a resposta foi positiva entre gemidos, então pedi pra que ele se deitasse ao lado dela, e Ana se levantou e começou a abocanhar o pau que até então era objeto de desejo, sonhos e fantasias, porém estava se tornando realidade, minha esposa chupava muito gostoso e com muito tesão a rola do meu sobrinho, ela quase fazia desaparecer na boquinha e depois tirava e tocava uma de leve antes de socar na boca de novo, ela ficou nessa vários minutos, então abri suas coxas grossas e gostosas e enfiei minha língua na xana que estava pingando de tesão. Ana gemeu forte e xupou mais gostoso o pau do sobrinho ainda, desceu com a língua até alcançar as bolas e ficou lambendo e mamando no saco dele antes de voltar a engulir a rola, depois ela se deitou novamente e gu foi pra cima dela lambendo os peitos e passando a mão em todo corpo da sua tão sonhada tia, Ana por sua vez segura firme a rola dele na mão tocando uma de leve e gemendo, eu assistia e tocava uma bem gostoso. Meu sobrinho então me pediu pra foder a boceta dela e eu sai do meio das coxas de minha esposa e levei meu pau até sua boca, meu sobrinho deitou-se sobre sua tia e socou o cacete cabeçudo na xana dela, Ana deu um gemido de tesão e colocou meu pau na boca, xupando do jeito que ela sá chupa quando ta muito louca de tesão. Como eles estavam na posição de papai e mamãe o rosto de gu ficou bem práximo do meu pau e ele fodia a boceta da tia dele e olhava meu pau, ai coloquei as bolas na boca de Ana e deixei meu pau pendurado, puxei a cabeça dele e ele caiu de boca no meu pau enquanto fodia sua tia, Ana abriu os olhos e ficou delirando com a cena, então puxou meu pau e colocou entre a boca dela e dele, eles lambiam meu pau e ao mesmo tempo um xupava a língua do outro eu fui ao delírio com isso, não demorou pra ele dizer que estava com vontade de gozar então pedi que ele segurasse e voltasse a xupar a xana dela, ele obedeceu e xupou gostoso a tia novamente, xupava um pouco e depois socava o cacetão na xana dela, voltava a xupar a xana dela e depois metia, e toda vez que ele metia na xana dela eles dividiam minha rola dura e quase estourando com a boca. Mas não teve jeito ele chegou ao seu limite e anunciou que precisava gozar, então mandei que ele gozasse na boca da tia dele, gu obedeceu e ficou de joelhos perto do rosto dela pra que a tia continuasse xupando seu pau cabeçudo, enquanto isso ficou em pé na cama e coloquei minha vara na boca dele que mamava gostoso, na hora de gozar ele mesmo segurou o pau pela base e com a cabeçorra na boca da tia tocou uma punheta rápida e começou a jorrar uma quantidade incrível de porra na boca, cara e cabelos de minha amada, assim que ele gosou pedi que ele continuasse xupando o grelo da tia dele e fizesse ela gozar, gu obedeceu e foi mamar no grelinho de minha esposa, não aguentei de tesão vendo minha esposa com a boca e o rosto lambuzado de porra do meu sobrinho, passei o dedo no rosto dela e coloquei na boquinha de Ana pra que ela lambesse aquela porra grossa e farta, quando ela lambeu meu dedo, meu pau começou estourar de gozo, então levei em direção ao grelo de Ana e enquanto meu sobrinho xupava a xana dela eu lambuzei a boceta dela toda de porra quente, augusto continuou xupando e Ana gosou na boca do sobrinho gemendo e se contorcendo de tesão, foi uma cena linda. Pronto estava realizado o desejo dos três. Hoje já encontramos com ele e augusto foi muito discreto, agiu como se nada tivesse acontecido, conversou, brincou normalmente, mas notei que minha esposa não parava de rodear meu sobrinho, certamente que essa semana terei que levá-los ao motel pra meterem de novo. Se acontecer mesmo depois conto a vcs. Beijos a todos e lembro que continuo procurando casais bi da região de campinas pra uma transa muito gostosa, de preferência que possam vir, nosso e-mail é [email protected], os pregos por favor não adicionem, prefiro mesmo os kzais e de preferência dotados pois ela adora.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos picantes de lambida na chanacontos gay padrasto cuidou de mimcomendo o cu da sogra contocontos eroticos arrombando a gordarelato de gêmeos que acabou torando sua sogracontos papai socou tudo no cu da filha ela se cagouconto gay virei viadinhoContos Eroticos Chinesa e negãodormindo ao lado conto eróticocontos comendo o cuzinho dela dopadahumilhada contos eroticoscontos eroticos.os velhos meterao gostoso em mimminha mulher se exibiu pra várioscontos eróticos estupro de um cuContos punheta duplacontos eroticos mamãe apanhandocontos eróticos eu provocava meu primo novinhovelho obrigou a casada a xupar seu pau grossofumei maconha e entrei na rola contosporno com amiga loira baixinha encorpadinhafilha Pare contos eroticoscontos casada fode com amigo do mundocontos eroticos no cinemacontos de engates gays madurosrelatos arrombei a amiga da minha irmacontos eroticos de vendas passei gelo no corpo delenamoradalesbicavídeo pornô a mãe dela tava de biquini o genro só dava a sogracontos eroticos gay garotinhoConto erotico o cu da minha filhaContos de sexo minha esposa deu a buceta pra os pirralhosdepois de brigar namoradas lesbika fodim na istradacontos eróticos conaContos eróticos /estrupandomae coroa mechama pra viaga com ela e durmo com ela insexto gostosa pornocontos de sexo sogrominha esposa nega mas eu sei que sou cornoVidio de bucetas emchadas napica grosadei para o comedor do bairro filhos contoContos de putinhos casadoscontos eroticos garotinha minusculatitia ficar mandando o sobrinho que está bem contos eróticoscontos tia preferidanao contar para ninguem da familia. Quando eu achei que o papo ia terminar ali, ela me fez a pergunta que levou a tudo: perguntou porque eu tinha tanta coisa sobre lésbicas incestuosas no pc? Quando ela me perguntou isso, confesso que pensei em desconversar, mas aí pensei também que ela não faria essa pergunta à toa. Aí comecei a falar que aquilo me excitava muito, que gostava de ler sobre aquilo. Sem brincadeira, acho que a gente deve ter ficado uns 10 segundos em silencio ali na cama, depois que eu falei isso. Uma olhando para a outra. Aí, ainda bem, ela tomou a iniciativa, colocou a mão na minha perna e perguntou: Você pensa em mim?  contos orgia com jogadoresconto cunhada e sogra safadinhaCasadas safadas traindo em contosconto erotico velhoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos baixinha popozudacontos não resisti ao cacetaoteta gostosa contos eroticosNegras malhadinhas com muinta vantade de dar a bucetapresenciei minha mãe ser arrombada contos buceta carnuda comtos de sexoContos eroticos de travetis negra do pau grande e gostosos.sai do nordeste e virei puta pra dar o troco no meu maridocontos eroticos homem casado fudendo sem do o cuzinho da prima magrinhatia dorme na mesma cama com o sobrinho e forcada a fudercontos pornos estuprada no assaltosurra vaginal amordaçada contocontos eróticos comendo irmãele falou que ia me deixar se nao me entregasse virgindadecontos er?ticos incesto minha cadelinha safadacontos erotico pirocaoGozei na buceta da minha prima e ela engravidou historiasconto erotico perdendo a virgidade com o porteirocontos tava batando uma derrepente minha prima me pegaChaves fudeno no cuziho da chiquihacomendo a cunhada contosmolestei minha filhinha contos eroticoscontos eroticos fudendo as filhinhas da minha namoradacontos reais com fotos porno o rabao da minha tia