Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

BRUNA CASADA VOLTA PRA CASA TODA GOZADA

MANDEI A BRUNINHA CASADA PRA CASA TODA GOZADA PARA SEU MARIDÃOrnrnComeçarei, como sempre, me descrevendo. Sou mineiro, BISSEXUAL não assumido, loiro, alto, branco, pau de 16cm, rosado, grosso e cabeçudo, de onde sai muita porra cremosa. Não tenho nada de super, sou um cara normal, tenho barriguinha saliente, já que estou fora de forma. Porém, compenso tudo na cama, onde faço o que o tesão mandar, sendo bem safadinho e sem pudores. Fico e deixo o parceiro ou parceira louco de tesão. Estou sempre pronto pra arrombar um cuzinho ou uma bucetinha, nos quais meto forte e fundo, mas também com muito carinho, fazendo a putinha ou putinho gemerem, gritarem e gozarem bem gostoso. Meu rabo branco é muito volumoso, bem desenhado e afeminado, já que não tenho pêlos na bunda, que é bastante firme e com certeza o macho vai encher a mão com minha bunda gostosa e gulosa. Terei muito prazer em rebolar na cara do safado que quiser chupar meu cuzinho que é pequeno e apertado, visto que tenho estreitamento do esfíncter e portanto, apesar de meu cu já ter sido invadido, ele continua apertadinho, portanto o trate com carinho. Gosto de ser fodido bem de leve, com carinho, quero sentir a pica entrar e sair bem gostoso do meu cu. Quero sentir os pentelhos do macho roçarem meu rabo branco, sentir a barriga do safado bater contra meu bundão branco. Se me foder assim, vou gritar e gemer feito uma puta, como uma cadelinha no cio, como uma verdadeira vadiazinha, já que vou ser sua puta na cama.Meu cuzinho é muito guloso e anseia por recepcionar línguas ávidas, dedinhos exploradores e pirocas bem limpas, cheirosas, gostosas, com bastante leitinho pra jorrar no fundo do meu cu ou na minha garganta, já que tenho cede de leite-de-pau, o qual recebo entre meus lábios e engulo tudo, deixando o pau limpinho. Minha boca é bem desenhada, tenho lábios carnudos, volumosos e rosados, prontos para engolir cacete e chupar bucetinhas e cuzinhos. Mamo feito um bezerrinho, chupo os ovos, enfio o cacete todo na boca, até engasgar com a cabeça do pau batendo em minha garganta, amo fazer garganta profunda. Deixo o pau todo melado, pronto pra me fazer de fêmea, pronto pra entrar e sair do meu cuzinho, deixando-o arrombado, terei prazer em ser sua puta, sua cachorra vadia. A mesma boca que chupa pica chupa e lambe buceta. Enfio minha língua toda dentro de uma bucetinha, chupo o clitáris com força, até a vadia safada gozar na minha boca. Sorvo todo o gozo da putinha e deixo a xaninha pronta pra receber meu caralho. Também amo lamber cuzinhos e sentir o puto ou puta rebolando em minha cara, se contorcendo de tesão. Gosto de machos que gozam bastante, pois gosto de ficar meladinho de porra, senti-la escorrer por meu rosto. Gosto de sentir a porra encher minha boca e quando gozam no meu cu, gosto de senti-la escorrer pra fora, descendo por minhas pernas. Quero conhecer machos safados que queiram me foder bem gostoso e que me dêem seu leitinho quente em abundância. Quero conhecer fêmeas trepadeiras safadas que amem dar a bucetinha, na qual quero meter muito gostoso até a vadia gozar no meu pau e em minha boca. Quero conhecer casais safados pra foder a esposa ou a esposa e o marido e chupar a buceta da safada apás o maridão ter gozado nela. Quero chupar a bucetinha da esposa enquanto o marido fode meu cu. São várias fantasias a realizar e espero a cooperação dos safados e safadas de plantão. Quem se interessou é sá me adicionar no MSN ou mandar e-mail para [email protected] que terei o maior prazer em responder às mensagens e iniciar contato para, quem sabe, começar uma amizade bem gostosa. Meu pau está de pé e meu cu aberto a proposta de casais, machos e fêmeas safadas para amizade, curtição e prazer, sempre com sigilo, discrição, educação e muita putaria. Beijos do seu putinho - [email protected] de foder a Bruna, casada, aproximadamente 25 anos, linda, loira de cabelos lisos e curtos, até os ombros, pele branca como neve, corpo de violão, pois tem cintura fina, quadris largos, pernas grossas e uma bunda que deixa qualquer um de pau duro, aquele rabo é uma delícia, grande, firme, balança pra lá e pra cá quando aquela linda mulher anda.rnA safada me ligou hoje, 02042012 às 08:00 da manhã perguntando se podia pegá-la na ginecologista, pois ela afirmou ter uma surpresa pra mim. Combinamos o horário e às 11:00 estava na porta do consultário esperando aquela gata que saiu usando um vestido curto, decotado e justo, delineando ainda mais suas formas deliciosas, com os seios quase à mostra. O salto alto deixava aquele rabo ainda mais delicioso, enorme, meu pau ficou duro na hora. Ela entrou no carro e sem cerimônia me deu um delicioso beijo que me tirou o fôlego, passou a mão por meu pau e disse: ?que delícia, amo seu cacete duro gostoso!?, fechou a porta do carro, colocou meu pau pra fora e deu uma chupada engolindo-o quase todo, o que fez com que ela engasgasse e tirasse o pau da boca. Olhou pra mim sorrindo e dizendo que na boca não cabia, mas que ia agasalhar meu cacete em sua buceta e seu cu. Puxou o vestido até a cintura mostrando que estava sem calcinha. Como estava com o carro em movimento, com a mão direita comecei a dedilhar sua buceta que estava ensopada. A vadia gemia com quatro dedos socados na buceta. Como paramos em um semáforo que demora um pouco a abrir ordenei que minha cachorrinha tirasse o vestido e deitasse o banco, ficando de quatro nele. A puta sorriu e assim o fez. Mordia e dava tapas naquele enorme rabo branco, enfiei os dedos em sua buceta e besuntados do seu mel os esfreguei na entrada do seu cu que apás lubrificado recebeu dois dedos meus. O cu da Bruninha é muito apertadinho, visto que sá eu o comi. Como não queria provocar dor, mas sim prazer, retirei um dos dedos e fiz movimentos de vai e vem com o outro. Pedi que ela tocasse sua buceta enquanto eu fodia seu cu com o dedo. Dirigi do centro da cidade ao motel com o dedo no cu da Bruna e ouvindo a puta gemer. Até que ela começou a tremer e se contorcer no banco, deu um gemido mais alto e caiu mole sobre ele. Seu cu piscava e da sua buceta saia um mel delicioso que fui obrigado a passar a mão e lamber para logo em seguida beijar sua boca deliciosa. Descemos do carro na garagem do motel e antes mesmo de eu fechar o portão da garagem a safada desceu do carro, nua em pelo e foi ela mesma fechar o portão. Voltou sorrindo e dizendo que eu a estava transformando em uma puta, porque quando está comigo ela se sente tão feliz, tão livre, que quer mesmo ser minha puta. Abracei e a beijei ali mesmo na garagem, aproveitando para mamar seus lindos seios, com bicos rosados e intumescidos, arrancando gemidinhos safados da Bruna.rnEntramos no quarto do motel e a Bruna me disse: ?antes de começarmos a foder gostoso, quero pedir uma coisa. Primeiro me ouça, depois me fale se aceita. Meu marido, finalmente, chegou em casa no sábado a noite. Estava louca querendo transar com ele e o safado não deu a mínima, fez foi encher a cara de cachaça o fim de semana todo e nem me tocou. Pedi dispensa do serviço hoje para ir ao médico pois desde que você começou a me foder estou tomando anticoncepcional. Já saí disposta a tacar mais um galho na cabeça daquele broxa, você me ajuda??. Como negar um pedido desses, ainda mais vindo daquela delícia que já estava tomando anticoncepcional sá pra foder gostoso comigo. Sorrindo disse que seria um prazer, mas o que ela queria que eu fizesse? A putinha disse: ?nás vamos foder gostoso, quando eu estiver quase gozando vou ligar pra o puto do meu marido e dizer que estou na ginecologista e como estou envergonhada estou ligando pra ele enquanto a médica me examina, claro que vou gozar gostoso com ele do outro lado da linha sem saber que você está enfiando esse espéculo enorme e grosso em mim?. Quando ela terminou de dizer eu já pulei em cima dela que já caiu com as pernas arreganhadas. Não tive a menor dificuldade em meter meu caralho em sua buceta e socá-lo fundo, arrancando gritos da puta. Metia rápido e forte e a puta pedindo mais rola, me chamando de gostoso, de safado, de caralhudo. Me deitei na cama e a puta veio por cima. Era lindo ver aquela mulher maravilhosa subir e descer ora de olhos fechados, ora olhando pra mim, mordendo os lábios e gemendo com meu caralho socado em sua xaninha rosada, lisa e gulosa. às vezes ela parava com meu caralho enfiado até o fundo de sua xana e como ela mesma diz, tocando seu útero, e rebolava, gemendo ainda mais. Sabia que quando ela começa a gemer assim é o prenúncio do seu orgasmo. Então caí de boca em seus seios, o que a leva a loucura e ela dizendo que não aguentava mais. Peguei seu telefone ao lado da cama e disse: ?vou ligar para o corno. Você vai sentar no meu pau, sá que de costas pra mim, pra ele não ouvir eu gemendo e vai conversar com ele. Vou foder sua buceta enquanto você fala com o corno no telefone e você vai gozar gostoso no meu pau.? A safada me olhou sorrindo, seus olhos brilhavam de tesão. Memso sem querer, já que ela disse que estava gostoso de mais meu pau em sua buceta, ela se levantou e mudo de posição. Agora cavalgava de costas pra mim, a visão do seu rabo subir e descer, aquele cuzinho rosado subindo e descendo e sua buceta engolindo meu pau eram estonteantes. Meu tesão estava a mil. A puta parou um pouco até seu marido atender ao telefone. Com a voz mais doce do mundo ela disse: ?Oi amor! Amor, eu estou na ginecologista que te falei. Estou com vergonha de fazer o exame e por isso estou te ligando pra ver se relaxo. Aiaiai! que especulo grande doutora, está doendo! Ai amor, o especulo está entrando na minha periquitinha que tem tanto tempo que está sem uso! (risos dela)? ela ia dizendo essas coisas e subindo e descendo no meu pau. Eu já estava louco de tesão. Enchi minha mão de cuspi e passei em seu furico e meti um dedo pra dentro. Nessa hora ela olhou pra trás, fez uma caretinha, contudo passou a língua pelos lábios e foi subindo e descendo, agora com meu pau na buceta e um dedo no cu. Dessa forma, em pouco tempo eu ouvi ela arfar mais, provavelmente o marido deve ter perguntado o que acontecia, se ela estava bem, porque ela disse ao telefone ?estou bem amor, é que o especulo está lá no fundo!? ela olhou pra trás e apenas fazendo leitura labial entendi que ela disse ?agora eu vou gozar!?. Ela passou a rebolar com meu pau na buceta e o dedo no cu. Começou a estremecer senti sua buceta apertar meu pau e seu cu piscar com meu dedo dentro. Ela caiu para o lado da cama, arfando, me pediu silêncio e colocou no viva voz. Ouvi seu marido dizer: ?querida, o que houve, você está bem?? no que ela respondeu: ?estou átima amor, é que o especulo saiu de mim, dá uma sensação e vazio, vou desligar porque vou continuar a consulta, mais tarde chego em casa!? desligou o telefone e sorrindo veio me dar um beijo, dizendo que sou o homem mais gostoso que ela já conheceu. Meu pau ainda estava duro e ela caiu de boca nele. Mamou muito, deixando ele ainda mais babado e melado do que quando estava em sua buceta. Ficou de quatro na cama e olhando pra mim disse: ?como prêmio, fode meu cu?!? e se pôs a balançar o rabo. Não resisti, peguei um gel no armário do motel e passei em seu cuzinho. Enfiava dois dedos com gel na furico daquela delícia e ela com o rosto enterrado entre dois travesseiros gemia e pedia pra eu meter a rola nela. Não me fiz de rogado, apontei meu cacete para aquele cu rosado, apertado e gostoso e fui metendo devagar. A cabeça do meu pau ia arrebentando o que restava de suas pregas. Ela fazia cara de dor e gemia, então eu parava e esperava. Quando sentia que ela relaxou metia mais um pouco, até minha barriga encostar naquele bundão. Sou apaixonado por bunda e a bunda dela é um espetáculo. Comecei fazendo movimentos lentos de vai e vem, mas quando aquele cuzinho se acostumou com meu pau, socava forte e fundo em seu rabo. A gata gritava, eu urrava, ambos suados, meu suor pingava em suas costas, ouvia-se os estalos de minha barriga batendo contra aquele rabão. Até que não aguentei mais e enchi seu cu de porra. Como gozei, foram vários jatos que bateram no fundo do seu cu. Meu pau pulsava, o cuzinho dela, apertado, piscava, e enquanto eu gozava ela rebolava em meu pau. Esperei meu pau amolecer um pouco e o tirei. Junto veio uma enormidade de porra. Não sou de gozar muito, mas com a Bruna é diferente, ela me tira do sério, gozo rios de porra com aquela safada.rnCaímos na cama e descansamos por um tempo. Tomamos umas cervejas e fomos tomar banho. Embaixo do chuveiro ela se pôs a mamar meu pau que novamente ficou em riste. A levei no colo até a cama e a coloquei de pernas abertas. Caí de boca naquela buceta suculenta e sedenta, que seu marido não quer, mas eu como com muito gosto. A puta apertava meu rosto contra sua buceta e me chingava de puto, safado, tarado, caralhudo. Eu olhava para seu rosto enquanto chupava sua buceta. Ela então começou a esfregar sua xana em meu rosto com mais intensidade e gozou, aos gritos. Que delícia era sentir seu melzinho em minha boca. Aproveitando que ela estava de pernas abertas e desfalecida pelo orgasmo me posicionei e meti meu pau em sua xana. Fiquei ali, no papai-mamãe, fodendo sua buceta, mamando seus peitinhos e beijando sua boca. Gozei mais uma vez, desta feita no fundo de sua buceta. Ela ama quando gozo lá, disse que é uma delícia sentir o quentinho de minha porra na sua bucetinha, por isso está tomando remédio. Enfiei dois dedos em sua xaninha retirando a porra lá de dentro e enfiando em sua boca. Disse a ela que havia a ajudado com muito prazer a fazer seu marido (cachaceiro) de corno e que agora ela ia fazer uma coisa, ia chegar em casa com restinho de minha porra na boca e dar um beijo em seu marido. Eu a levaria até a esquina práxima a sua casa e ficaria olhando ela beijá-lo com o gosto de minha pica e porra. A safada sorriu e disse que tudo bem. Além de chupar meus dedos com a porra que escorria dela, ela disse que não lavaria a buceta e que quando chegasse à sua casa ia induzir seu marido a chupar sua xana, que está cheia de minha porra, pois pelo telefone ela percebeu que ele ficou com tesão em ouvi-la gemendo... rsrsrs. Disse que mesmo se ele não a comesse, ela ia exigir sexo oral. Tomamos um banho e mesmo no caminho ela foi chupando meu pau, disse que era pra acentuar o gosto... rsrsrs. Na esquina práxima a sua casa eu a deixei e fiquei no carro observando. Como meu carro tem vidros escuros ninguém percebe nada dentro dele. Ela tocou a campainha e ele atendeu. Quando ela o abraçou para beijá-lo eu liguei o carro e fiz questão de passar na porta da casa dela. Ela o beijava com ardor, dava pra ver a língua de ambos se entrelaçarem. Cheguei em casa e fui almoçar. Meia hora depois recebi um torpedo da Bruninha dizendo que seu marido lambeu sua buceta como um gatinho lambi sua tigela de leite. Respondi dizendo que estava de pau duro de novo e que quando ela quiser estou disposto a fodê-la novamente. Ela me respondeu me chamando de tesudo e dizendo que seu marido vai embora no sábado, nem pra passar a páscoa com o filho presta, que ele merece é chifre mesmo e que não quis comê-la. Disse que na segunda me liga porque seu cu e sua buceta estão com saudade de mim.rnMeu pau também esta com saudade de você gata, te espero. Se alguma gata tesuda como a Bruna ou casal quiser contato é sá mandar mensagem ou adicionar no MSN. [email protected] Aguardo contato para muito prazer. Homens, analiso propostas.rn

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos fui fodida pelo meu pai betinhacontos erotico dando pra nao passar fomecontos de sexo anal bissexual com mulheres gordas comendo marcavalo goz de kuatu bucetacontos eroticos gay eu sendo arrombado por dois amigos negros do caralhão grossoContoseroticos estuprando Vitóriacontos eroticos gang bang com os molequesrelatos sexo eu e minha filha novinhacontos erotico gay quando mim focaraoodiava o marido da minha prima parte2 contos gaycontos eroticos de menina de nove anos dando o cupelada e o cu melado de manteiga no corpo inteirocontosesposasnapraiacontos eróticos falando de orgia em faculdade de juazeiro do Norte cache:oIMLEWITCAIJ:okinawa-ufa.ru/home.php?pag=99 CONTOS EROTICOS REAIS EM VITORIA ESo bundão de minha mãe . parte 2. contossovra manda o genro da taña na bunda delacontos punheta na calcinha sobrinhaMelhor transa contoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteconto gay sai da urgia acabadaisso viadinho engole essa rola vou estrupar sua gargantapau grande alongado contoscontos eroticos vizinhas camaradassó não doidão priminha gostosacontos eroticos sou a puta dos meus primos piçudosvídeo de gorda lavando o rabo ensaboadocontos porno de incesto real pai filha e mae juntosContos minha mae mostrou o bucetao peludo pra mimFui cuidar do meu sobrinho doente e transei com ele contoscontos eroticos gay meu vizinho de dezenove anos me comeu quando eu tinha dez anoscontos gay cu arrombadocontos incesto sobrinhaconto eroticos minha irma de vestido rosacontos eróticos gay com monstrosfrera gostosa bum bum grande entra na picacontos lesbica fui sedusida banheiro boatyconto porno gay putinha de várioscontos eróticos de irmã e irmão, irma com mega bundaobumbuns empinados grande com rolas animis tracandomocinha do cu guloso contovoyeur de esposa conto eroticoConto inses bebados transando.moreninha linda gostosa quatorze anos dandocontos eroticosconto eroticos o.pastor.e.sua.filhacontos eroticos praia com a familiaContos eroticos meninas x gorilaswww.contopadrinho.comMe arrumei para meter com.outro e o corno sabendocontos eroticos tentei corrercontos eroticos a namorada e sografome conto héteroconto comi uma buceta muito apertada que doeu meu pauContos d uma mulher virgem amarrada no curral e estupradaconto real casada gravida na surubaconto vi meu irmao dando curelatos de cheirando calcinhacontos eroticod de crentes cuzudascontos eroticos comendo o bucetao cabeludoconto tia segurou sobrinho para ele dar gay contos eroticos de como eu perdi minha virgindade aos 16minha namorada apertando meu pau com a sua bucetacontos eroticos comendo a coroa virgem de saiacontos de tia coroaadoro sentar no colo do meu padrastoconto erotico travesti trabalhando e foi fodida no trabalhoconto erotico velho praia nudismoMeu irmaozinho caçula me te penetrouconto erótico homem castradoa minha cunhada casada e saia justa contos com fotoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos porno eu e minha mulher curradosvoyeur de esposa conto eroticoContos eroticos cdzinha casal da minha tia meporn contos eroticos enteada gangbangpai gosano dentro da eintiada. ela gritacontos eróticos de lésbicas se chupando em Miamiassistir filme pornô mãe então você tá grande meladacomendo cuzinho de elanyeu e meu avô contos gay