Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MEU PRIMEIRO AMOR

Oi, meu nome é Fran, sou médica, tenho 35 anos, 1,75m, 70kg. Sou malhada e tenho o corpo definido, não musculoso. Sou branca, cabelos pretos e curtos. Sou leitora assídua de contos eráticos e decidi publicar minhas experiências. Desde pequena sempre me achei diferente das outras meninas. Elas brincavam de ser mãe e eu sempre queria ser o pai. As bonecas não me interessavam, a não ser quando eu fingia que elas eram minhas namoradas. Imagina isso??? Bom, quando eu tinha 19 anos, já sentia atração pelas outras meninas. Minha adolescência toda eu passei apaixonada pelas minhas colegas. Com 19 anos, uma menina nova mudou para o meu colégio e foi aí que tudo começou. Ela era baixinha, 1,60 mais ou menos, uns 52kg, branca com cabelos pretos, um pouquinho masculina e muito inteligente. Nem precisa dizer que ela me chamou muito a atenção. Ficamos logo amigas e com uns 3 meses eu já percebi que o que existia entre nás não era apenas uma simples amizade. Ela queria o tempo todo estar junto de mim, sentia ciumes das outras meninas, me ligava todas as noites e fazia de tudo para ir a minha casa depois da escola. Minha mãe e meu pai gostavam dela o que facilitava as coisas. Acontece que um dia ela armou para dormir na minha casa e foi aí que aconteceu o inevitável. Ela inventou de ir estudar para uma prova de matemática na minha casa e como tinha muito o que estudar, ela pediu aos pais para dormir lá. Com tudo acertado, ela chegou, fomos para o meu quarto, pegamos os livros e fomos estudar. Durante todo o tempo ela fazia questão de ficar sentada ao meu lado, me tocar, me dar beijinhos no rosto, fazer carinho... quando acabamos de estudar ela foi tomar banho e voltou enrolada numa toalha. Perguntei se ela não iria vestir um pijama, ela me disse que gostava de dormir nua. Fiquei nervosa, mas tudo bem. Fui tomar banho e coloquei um pijaminha e não vesti calcinha. Fui puxar a cama auxiliar para ela dormir e ela perguntou se não poderíamos dormir juntas na minha cama, para ela sentir o calor do meu corpo, pois sentia muito frio a noite. Sabendo o que estava por vir, não me opus. Desliguei a luz e nos deitamos. Senti a respiração dela no meu pescoço e me arrepiei. No escuro, ela se aproveitou. Começou a passar as mãos nas minhas costas, a beijar meu pescoço, a dar beijinhos nas minhas costas, descendo e subindo até o pescoço. Eu A-D-O-R-E-I!!!! No entanto, fiquei paralisada. Ela sussurrou no meu ouvido: ta gostando? Eu venho sonhando com esse dia e hoje eu vou ter você! Nossa!!! Bastou isso para eu me virar pra ela e ter seus lábios nos meus lábios, sua lingua em minha boca ... e que boca gostosa ela tinha! Aiii. Não demorou muito ela começou a explorar meu corpo com as mãos tocando minha vagina por cima do short. A essa altura, meu short já estava todo molhado, minha boceta gritava querendo ser tocada e mamada. Parece que ela percebeu isso e perguntou: posso te chupar? Eu: por favor!!!! Ela começou a me lamber toda, chupar meus peitos, bolinar meu grelinho com o dedo. Eu gemia de prazer e de vontade que ela continuasse. Enfiando sua língua na minha boca, ela começou movimentos contínuos na minha boceta, de forma que não demorou muito e eu gozei abundantemente. Ficamos ali, as duas abraçadas e nos beijando. Ela pegou minha mão, colocou na boceta dela e disse: olhe o que vc fez comigo. Eu fiquei louca, nunca tinha tocado numa boceta e queria muito chupá-la. Comecei a mexer nela enquanto ela rebolava nos meus dedos até gozar. Nos abraçamos e ficamos assim por uns 20 minutos. Eu pensei que ela estava cansada, mas ela recomeçou a me beijar. Foram beijos calientes, fortes, parecia que ela queria comer minha boca. Eu retribui enquanto passava as mãos nos peitos dela. Animada com minha reação, ela foi me lambendo, começando pelo pescoço e descendo até a minha buceta. Eu entrei em delírio. Primeiro ela beijou minha boceta todinha. Fui sentindo os lábios dela, a língua, suas chupadas... que delícia! Começou de leve e depois chupava mais forte, lambia, se lambuzava toda com o meu gozo. Eu rebolava na boca dela e pedia: me chupa! Me chupa mais... continua... não para... por favor! E ela me chupava com maestria. Parecia que o mundo ia acabar e a minha era a última boceta do mundo. Foram uns 30 minutos até que eu gozei segurando sua cabeça entre as minhas pernas e desejando que aquele gozo não parasse nunca mais. Foi a melhor noite da minha vida. Terminando, ela se deitou sobre mim, esfregando sua boceta no meu corpo e disse: me beija, sente o seu gosto na minha boca! Ficamos assim: ela por cima de mim, se esfregando freneticamente enquanto nos beijávamos. Ela gozou novamente e caiu por cima de mim. Dormimos exaustas e abraçadas. Ao acordarmos ao som do despertador no outro dia, ela me beijou e disse: quer namorar comigo? Claro que eu aceitei. Namoramos por 6 anos em segredo. E esses 6 anos ainda me renderam muitas histárias que serão contadas em outro momento.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


marido realizando sonhos eroticos da esposacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentemasturbei meu melhor amigo contos gaymasturbando pelo telefone contos eroticoContos eroticos eu e minha irma no ginásioContos eroticos dei minha munher pro negãoContos eroticos princesa estuprada na favelachaves comendo cu da chiquinhaMuleques aprendedo a bate puheita na ruacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos de incestos na madrugada ele se encaixou em mimmae desfilando de calcinha fio dentalcomi minha amiga crentecontos eróticos fazer oque a sogra me deu a bundafuraram meu brioco contos eróticoscontos eroticos de padrasto de rola grande e grossaMuleques aprendedo a bate puheita na ruameu cunhado tirou o cabaço do cú da minha esposacontos eróticos com senhor de idade com rapazcasa dos contos eroticos o cadeirantehomen dotado arronba cu rapaz de programapelada em casa - contos eroticoscomo virei escravinha gaycontos eroticos syrubascasa dos contos eroticos o cadeirantenovinha teen transando na cam de bruços com namoradocontos meu marido falou que tenho um bucetaoloira do pozao melafa de olho porno doidocontos eróticos incesto o homem da minha vidacontos lesbico meus pais viajaramcontos eróticos bebadaler relatos de garotas que gosta de "loirinhas greludascontos eroticos cuidando o meu sobrinhodias e  achou gorda no mato e rasgou cu delaconto eroticos comendo a irma de perna quebradaMeu pai tava em casa comigo e com a minha esposa eu e meu pai fundemos juntos minha esposa conto eroticoconto gay meu amigo chupou um cacete para fumar crackputa irmão contomulher que fica um montinho na frente ,e peluda ou tem a buceta inchadacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos incesto vovôHistoria dw cunhada gostosacontos sexo estorando cu de velhaminha sogra deu o cu para o cachorro contoestalos da cama-contos eróticosContos eroticos estuprada pelos mendigosconto gozada encoxadarola de meu pai conto gayContoa erotico irmã casadanovinho delirando na primeira gozadacontos - NISSO MINHA AMIGUINHA CHEGA E QUERIA TBM AI MEU TIO DEU A ELAmeu pai batendo punheta.eu foi fala com ele e ele madou eu bate pra elecontos erotica de estrupamento de ninfetoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos de estupros entre primosContos fudendo gostoso minhacasada pelada em lugares movimentados contospegando hetero casado conto gayacustumada desde pequena na rola grossa mais a pica dele e muito grande e grossacontos eroticos de travestis fudendo o tiocontos eroticos gay dei minha bunda pro filho da vizinhaconto real casada moro na casa do fundoaMinha madrinha ela mora sozinha com sua filha eu vou sempre na casa da minha madrinha fuder ela eu fui na sua casa ela tava sozinha eu fui com ela pro seu quarto eu tava fundendo ela sua filha chegou sem fazer barulho ela entrou no quarto ela viu eu fundendo minha madrinha ela disse pra minha madrinha que ela queria perder sua virgindade da sua buceta minha madrinha disse pra ela tirar sua roupa pra ela deitar na cama eu chupei sua buceta virgem raspadinha minha madrinha disse pra ela chupar meu pau ela chupou meu pau minha madrinha disse pra ela abri bem suas pernas minha madrinha disse pra eu meter meu pau bem devagar na buceta virgem dela conto eroticocontos sexo paraíso em famíliacdzinhas como tudo começou contoscontos erotixos comi abuceta da minha irma cadeirantecontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentemeteu a pica gigantesca na passista deliciosacrente viciada em engolircontos eróticos de mãe ajeitando a filha para o pai comer na frente delacontos eroticos gay eu sendo arrombado por dois amigos negros do caralhão grossoconto as coroa crentecontos eróticos minha namorada e amigo no banheiro juntoscontoseroticosviolentadaContos safados pirocaoconto amigo heteroavo peladas toda melada de maegarinacontos fingi que dormia e comi minha filhacontos eroticos arrombando a gordacommini vidio porno so rabudas epitudasConto cm foto d esposa putinhadia dos namorados incesto contoarregaçado pelo cachorro contoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecasa dos contos o jegue de bigodesahora que paugozacontos eroticos Araguaina Toconto erótico "totalmente peladinha" ruacontos eróticos de coroas em Juiz de Foramulher emsabuando bucetaarragassa a buceta no 69 e mete a boca a linguacontos eroticos, o bispo me comeu gostosocontos eroticos chatagiada a beber espermasContos eroticos incesto com titias e crentestravestis comeu o cu virgem da evangelica,contos eroticosdesenho porno dos flinstons cadamento.da pedreitacontos eroticos incestos primeiro foi o meu irmão agora e meu pai