Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

DANDO PRO MEU MARIDINHO E OUTRO GOSTOSÃO NO JAPÃO

Olá, essa é a minha primeira vez no site como autora de um conto. Comecei a gostar de ler os contos depois que meu marido, um homem super gostoso, 1,87, 90 kg, forte e sarado, começou a ler e gostou muito, trazendo novas ideias ao nosso relacionamento de 5 anos. Sempre foi um delícia trepar com ele, mas agora que descobrimos os contos na internet, as ideias fluem em nossas mentes e as fantasias teimam em ser realizadas, o que fez com que nosso relacionamento melhorasse mais ainda, pois fico úmida o dia todo e ele de barraca armada sempre...Sou morena, 1,55 m e 55 kg. Muitos me acham gostosa e chamo a atenção dos homens, principalmente no local de trabalho, mas sou muito séria e nunca me vi traindo meu marido a quem amo muito.rnBem, eu sempre tive a fantasia de transar com dois ou mais homens, mas nunca tive coragem. Moramos numa cidade pequena, sem boates e casas de swing, o que dificulta essas taras. Nunca gostei de ir pra cama com homens por quem eu não sentisse algo a mais. Sá o tesão não era suficiente pra me levar pra cama, por isso, quando ele começou a querer realizar essa minha fantasia, eu pesei bem e cheguei a conclusão de que não conseguiria me soltar e deixamos isso de lado, até que numa de minhas férias, fui ao encontro dele no Japão, onde ele estava passando um ano a trabalho. Ele morava numa cidade pequena também, sem grande opções de lazer. Numa tarde, enquanto ele trabalhava, eu li um conto que me inspirou muito; então liguei pra ele e disse que á noite íamos sair e, quem sabe, colocar aquela fantasia em prática. Ele se animou todo e quis saber os detalhes, mas eu não contei.rnQuando ele chegou em casa, jantamos e tomamos banho juntos, hora em que eu contei o que queria fazer.rnIa sair com ele pra um barzinho, de vestido justo tomara que caia e sem calcinha. Entraríamos no bar separados, como se não nos conhecêssemos e sentaríamos tb em mesas opostas. Eu abriria as minhas pernas pra ele, provocando-lhe, deixando a mostra minha buceta depilada, assim como provocaria outros homens no local. Ele adorou a ideia e partimos pro bar de táxi.rnChegamos no bar e eu me sentei numa mesa e ele noutra, como combinamos. Eu pedi um suco pro garçom e ele pediu uma cerveja na outra mesa.rnComeçamos a nos olhar, eu sorria pra ele e abria as minhas pernas, revelando minha buceta lisinha. Assim ficamos por um tempo, até que notei um moreno claro, alto, de camisa branca desabotoada e calça jeans, tomando uma cerveja sozinho no balcão. Ele estava me olhando, mas ainda não tinha percebido a minha real situação. Quando notei que ele me olhava paquerando, sorri pra ele e ao mm tempo, abri as pernas, mostrando o que tinha pra oferecê-lo. Ele olhou na direção "dela" e seus olhos brilharam.Percebeu na hora que ali havia uma puta doida pra dar...rnAo mesmo tempo em que eu paquerava o moreno, eu paquerava meu maridinho, que se fazia de estranho. Acho q o moreno percebeu que eu dava bola pra outro e não perdeu tempo. Chegou até minha mesa, me perguntando em inglês, se poderia sentar comigo. Eu respondi que sim e antes de se sentar, ele me perguntou qual a minha nacionalidade. Quando respondi que era brasileira, ele se sentou e disse sorrindo que era brasileiro tb e que então, nao teríamos nenhuma dificuldade em nos corresponder. Eu fiquei maravilhada! Até então, minha intenção era sá provocar outro homem pra fazer ciúmes em meu marido e isso ficou bem nítido qd o Paulo(nome do moreno) chegou até minha mesa falando comigo. Eu imaginei que ele falaria algo em alguma língua q eu não entendesse e que sairia por falta de comunicação, mas...e agora, que ele é brasileiro tb? como me comportar? conto a ele que meu marido estava na mesa em frente e q tudo akilo era um jogo ? ou aproveitava a oportunidade e o fato de nunca mais ver akele homem lindo e realizava a fantasia de meu marido me ver trepando com outro?rnConversamos um pouco mais, ele disse q morava naquela cidade há 2 anos, vivia sozinho e não tinha nenhuma namorada no Brasil. Eu olhei pro meu marido e vi q ele tocava seu pau, provavelmente excitado por ver a mulherzinha dele, sem calcinha ser assediada por um homem extremamente gostoso. Resolvi provocar ainda mais os dois homens que me desejavam naquela noite. Abri as pernas e deixei o Paulo ver minha xaninha úmida mais uma vez.rnEle engoliu em seco e me perguntou o que eu fazia ali sozinha, onde estava o amigo que me recepcionava na cidade(não disse a ele que era casada). Então, eu disse que ia ao banheiro e logo voltaria pra continuarmos a conversa. Passei pelo meu marido e pisquei o olho pra ele, que foi ao banheiro atrás de mim. rnEntão eu disse a ele: amor, akele homem é brasileiro e ele tá a fim de me comer, com td certeza...o que acha de realizarmos nossa fantasia hoje, transarmos a três? e ele, comedido, mas cheio de tesão por me imaginar com outro perguntou: vc quer mesmo? não acha um pouco arriscado? acabou de conhecê-lo. Eu respondi que não tinha medo e que talvez não teríamos outra oportunidade tão boa pra fazermos as loucuras que sempre sonhamos. Então ele respondeu: se vc quiser, tudo bem. Eu não conheço o fulano mm, ninguém ficará sabendo, mas troquemos nossos nomes. Tudo combinado, voltamos às nossas mesas. rnEu me sentei e disse pro Paulo: você tá vendo akele homem alto e claro naquela mesa ali? ele é meu marido e nás estamos brincando. Sempre quisemos transar a três e se vc topar, pode me dividir com meu maridinho hj mesmo. Ele deixa vc meter na mulherzinha dele, desde que faça sigilo total. Ele mais do que depressa respondeu: claro, se o depravado do seu marido não se importar, podemos fazer isso agora mm, no meu apto. Então, eu disse pra ele pagar a minha conta e fui até a mesa de meu amado. Disse pra ele que íamos fuder gostoso a três, naquela noite. Que era pra ele pagar a conta dele enquanto eu ia ao banheiro.rnQd voltei, enlacei as mãos do meu maridinho e o apresentei ao meu futuro amante. Trocamos nossos nomes, claro e entramos no carro do Paulo que nos levou ao seu apto. rnChegando lá, o Paulo buscou umas cervejas. Qd voltou, já me encontrou aos beijos com meu amorzinho. Ele me passava as mãos e meu vestido já tinha subido, deixando meu bundão á mostra. O Paulo chegou perto e disse: nossa, já começaram a festinha? e se encaixou por trás, me mostrando que já estava de pau duro. começou a me passar as mãos na bunda e nos peitos, disputando vaga com meu marido. Até que meu marido me deixou e me fez virar pro Paulo dizendo: pode aproveitar dessa gostosa, Paulo. Ela é toda sua agora. O Paulo me beijava a boca e me lambia o pescoço, o ouvido, enquanto eu alisava o cacetão armado dele. Que pau magnífico, mal cabia na minha mão. Meu marido se despiu e ficou batendo uma punheta, vendo a mulherzinha dele sendo alisada por outro. Depois se agachou e me lambeu o grelhinho...eu dizia: rn-Nossa Paulo, que caralho delicioso vc tem hein? sá falta provar o sabor e agachei, colocando akela jeba imensa na minha boca. Eu o sugava e me tocava ao mm tempo, e olhava pro meu marido ali, se masturbando doido de tesão por ver a mulher dele com outro cara. Até que ele não aguentou e disse:rn- Eu tb quero uma boa chupada, sua vadia. E eu fiquei ajoelhada, com dois paus na minhas mãos. Ora chupava uma, ora sugava a outra. Olhava pra eles e via dois homens grandes e lindos loucos de tesão e eu tinha o poder de levá-los à loucura com minha língua. Sugava as bolas do Paulo e olhava pro Fábio que se contorcia de prazer me vendo sugar. Depois chupava o Fabio olhando bem nos olhos dele e masturbava o Paulo. Uma hora coloquei os dois paus ao mm tempo na minha boca e disse:rn-Nunca me senti tão puta na vida!!! Dois caralhos na minha boca, dois mastros dignos de filmes pornô e eles são todos meus...eu batia uma cabeça na outra e lambia, voltava a lamber e depois sugava uma por uma...até que eu falei que queria sentir a língua do Paulo no meu grelinho tb. rn-Vem Paulo, não deixe a visita com água na boca. Vem chupar essa buceta encharcada, vem.. então ele me deitou em sua cama e caiu de língua "nela" que ardia de tesão. Na outra ponta ao lado, estava o mastro do meu maridinho q eu continuava a sugar com muito prazer. Até que eu me dei conta de que estava transando com dois homens, sentindo mt tesão e oferecendo tesão em dobro a eles e gozei na boca do Paulo pedindo:rn-Isso seu puto, lambe assim mesmo, lambe e mete essa língua quente nela que ela tá ardendo de tesao por vc....que delícia... não pára....eu vou gozar....ahhhhh.... e gozei na boca dele.rnEntão, ele disse que queria comer vagaba e eu prontamente, fiquei de 4 na cama dele, nunca deixando de mamar a rola do meu marido. O Paulo começou a socar e eu pedia pra meter mais. rn-Mete safado, mete assim mm...que jeba gostosa vc tem...soca tudo, até as bolas, vem...rnE ele: - é assim q vc gosta sua piranha? com força? então toma...se é de pica q vc gosta, entao é pica q vc vai ter...e batia com td força, fazendo um barulho delicioso! nisso meu maridinho disse que não queria q ele gozasse na minha buceta e eu respondi:rn -Amor.....coitadinho...ele vive sozinho num país tão diferente do nosso...deve estar sem xereca há mt tempo...deixa ele jorrar o leitinho dele na minha buceta.....vc sabe que eu gosto de sentir porra escorrendo pela minha coxa...e ele:rn-Nao amor, na sua buceta sá eu posso gozar... então, pra não desapontar meu maridinho que já estava me presenteando com akela cena e sensação maravilhosos, eu mandei o Paulo tirar o cacetão dele dizendo...rn-Vem cá garanhão...deixa meu maridinho meter um pouco tb e me dá esse caralho na boquinha. Quero mt provar do seu suquinho, saber se é tao gostoso qt vc... então, ele trocou de lugar com o Fabio, me dando sua tora pra mamar, enquanto o Fabio me comia com força e dizia: rn-Gostou de dar a buceta pra outro, safada? tá satisfeita agora ou ainda quer mais, vadia? e eu: rn-Adorei dar pra outro, amor. Agora sá falta dar o cuzinho mesmo. Quero sentir outra rola que não a sua me rasgando o rabo...deixa ele me fuder o cuzinho, amor? e o Paulo se animou td...rn-Deixa cara..eu to louco pra enrabar alguma vadia...e eu não parava de sugar o pau dele duro como uma rocha. Meu marido respondeu que não. Que se um dia ele mudasse de ideia, ainda estando eu no Japão, que nás ligaríamos pra ele e faríamos essa festinha de novo, sá que mais completa. Então, eu disse pro Fábio:rn-Amorrr, deixa ele me fuder o rabo... Vc sabe q eu adoro e quero muito outra piroca me rasgando toda...Meu marido resistia e dizia não, mas eu rebolava no pau dele e pedia com vozinha de menina safada: rn-Deixa meu gostosão...vc não tem essa tara de ver outro macho enrabando sua menininha?...Paulo, eu adorei trepar com vc, agora sá falta saber se vc fode um cu tão bem quanto o meu maridinho..eu duvido muito..... Paulo olhava pra minha cara de safada q adora chupar um pau e disse: rn-Sua piranha....que mulher gostosa vc tem hein cara? ..como ela chupa bem!!! Deixa eu mostrar pra ela e te ensinar como se come cu de vagabunda assim como ela...Então meu marido imaginando a cena tantas vezes passada em sua mente, acabou liberando o cuzinho da esposa que rebolava e gemia como uma gata no cio.rn-Então vem, seu safado. Come o rabo dela, mas se não comer direito como ela gosta, vc vai parar e eu continuo...E eu:rn-Isso meu amorzinho...como vc é um maridinho bonzinho e querido...senta e vê esse garanhão enrabando sua putinha, vai...Então, ele ficou de pé, ao lado. Nao quis se sentar, mas batia uma punheta enlouquecida, vendo akele mastro enorme na mão de um estranho que ia rasgar sua mulherzinha em segundos. Eu arrebitei a bundona e pedi: rn-Vem Paulo...pode meter tudo que eu adoro dar o cu...soca tudo com vontade, seu puto...e Paulo entrou com sua jeba de cavalo no meu rabo. Colocou a cabeça e depois foi deslizando o resto q entrou facilmente por causa do KY que ele tinha em casa. Começou a bombar, a bombar...perguntando: rn-Vc gosta de dar o rabo sua puta? essa sua mulher é mt gostosa, cara...que rabão...e batia na minha bunda e puxava meus cabelos com violência,, me lambendo a cara e o pescoço e apertando meus peitos. Meu marido ficou ali olhando o vai e vem de um cacetão no rabo da sua mulher dedicada e nisso, veio na minha frente e me deu seu pau pra eu mamar...eu gemia de tesão e pedia mais e mais...rn-Me dá mais rola no cu Paulo, me dá mais cacete no rabo...até q meu marido me calou com sua pica dura e grossa na boca...eu passei a sugá-lo e rebolava no pau de Paulo. Queria me tocar, mas a posição de quatro e com uma pica pra segurar na boca, não me deixavam. Foi me dando um desespero, então, pedi pra meu marido segurar e meter o pau na minha boca, pra q eu pudesse me masturbar e daí notei como eu estava ensopada...senti que ia gozar ao tocar no meu clitáris e ao mm tempo, ver a cara de tesão do meu marido e os gemidos daquele estranho tao envolvente e pirocudo...rebolei mais pedindo pica...rn-Mete mais safado, soca td e me bate que eu quero gozar..meu marido falava: rn-Ele tá sabendo te comer, amor? tá socando como se deve? vc tá gostando dele? e eu: rn-To sim amor...ele sabe comer um cu...a rola dele é mt gostosa e eu vou gozar logo logo... Entao, meu marido falou com o Paulo: rn-Chega de fuder minha mulher, cara...vc não pode jorrar essa porra na bundona dela, nao vai gozar dentro....E eu: rn-Não amor.....eu quero leite no cuuuu...vem Paulo, jorra tudo q eu quero sentir essa porra quentinha no meu buraquinho....e nisso comecei a gozar...aiiiii....eu to gozandooooooo....meteeeeeee gostosooooo.....meu marido pegou o cacete dele e começou a bater punheta enquanto Paulo começou a gemer falando q ia gozar também....toma putinhaaa....toma leitinho safadonaaaaa....vadia gostosaaa.....que rabo deliciosoooo, toma tudooooo e meu marido vendo o outro gozar, tb começou a jorrar porra na minha cara, me lambrecando a cara e os peitos....fiquei toda lambuzada: cara, peitos, e bunda...com duas porras diferentes pelo meu corpo.rnEu me levantei e fui me limpar no banheiro. Deixei os homens conversando e bebendo uma cerveja. Qd voltei, já vestida, vi que eles riam animados. Abracei meu maridinho e o chamei pra ir embora, dizendo q estava exausta...ele respondeu: rn-Exausta??? vc ainda vai ter que me dar esse rabo hj....Pensa que eu estou satisfeito sá em ver outro te fudendo o cu?vou chupar o seu cuzinho com porra de outro e meter mt...rnEles se despediram e o Fábio pegou o telefone do Paulo, dizendo q se rolar mais taras, eles combinam dia e hora.rnBeijei o Paulo na boca e disse q adorei meter com ele. Ele bateu na minha bunda e disse que eu sou muito gostosa e que vai adorar comer meu rabo novamente.rnPegamos um táxi e, chegando em casa, meu marido nem me esperou tomar banho. Já foi logo tirando a minha roupa e me lambendo td. Disse que essa tinha sido a melhor experiencia da vida dele. Que me ama infinitamente e que vamos ainda fazer muitas loucuras desse tipo, pois se eu tiver gostado, ele topa qualquer outra coisa comigo e por mim.rnEstamos mais apaixonados e unidos que nunca.rnDepois desse dia, eu estive mais duas vezes com o Paulo. Uma vez sozinha enquanto meu marido trabalhava(mas com a permissão dele) e outra vez com meu marido. Depois posto pra vocês.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos esposas adora pau grande e muita porra levei ela pra dar pum cavalocontos gay o menino que era um femea escondidocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos abusadohistória de zoofilia no interior com cachorro vira lataEu olhava a bucetinha de melina e ficava loucocontos erótico paizão enrabar filho gaychupo por dinheiro contosDedo na xoxota contosContos eróticos teens incesto pai ver o filhinho dormindo de pinto duro e chupaminha mulher contou que ficou com a buceta arrombada em floripaminha cunhada r***** vou descer a pica nelacontos de sexo picante violentoe ousadoBabando no pau do papai contoseroticoscontos eroticos arrombando a gordacasada dando no rancho contosVanessinha criando pelo na xaninhacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteconto erotico lara a experienteconto sentado no colo e jogandocontos de primeira vez com meu cunhadoSentei na pica e cavalguei gostoso com a pica dentro parei prazercontos erotico meninas dorfanatoo bundão de minha mãe . parte 2. contosassistir o video completo socando o anchinho no cu e na buceta da mulhercontos eróticos comendo minha sobrinha gostosaconto gay na ducha da nataçãoContos eroticos filha rabudaconto gay virei viadinhocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eróticos cheirando a bunda de minha sograpuxa agarra japinha cabelos pornoesposa de corno cheinha de porra contocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentegays cornos contos no cinema vídeoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecorno mijado contosViciado em sadomasoquismo fodi minha pequenininha a força contos eroticoszoofilia levei o cachorro para o celeiroconto de encesto eu engravidei minha irmãincesto furapornoOs contos eroticos das novinhas de montes claroscontos eroticos transando com a cuhada branquinha da boceta peludaquando a chapeleta inchada entrou no cu a menina gritocontos vendo o meu cunhado a fode minha irma betinhaconto de mulher transando com meninos novinhosvidio porno mulher coloca vibrador de 53 cemtimetro todinho dentro da bucetaContos eroticos ana paula contos me faço de recatadametendo na irmã dormindo boa f***contos eroticos policialconto erotico minha namorada e meu tiocontos deixa tiocontos eróticos gay e casal biContos eroticos amorosa amigaconto erotico gay motoqueiro marrenticontos eroticos suruba na represa com amigosPorno conto casada no velorioconto erotico viado vai pro baile funk e da o cu pro travestidrixando a mulher do corno arregassadinhaoitoanoscontoscontos eroticos arrombando a gordatravestis tocando siririca na zoofiliaconto de sexo com rabuda asquerosorelatos reais minha eaposa pediu pro amigo comer o cu virgem deladrixando a mulher do corno arregassadinhacontos sexo minhas meninas do sitiotomates conto hetero2paus nu mesmu buracumamadas seios contos coroasContos de sexo minha esposa deu a buceta pra os pirralhostiti do cu apertado emncontos de surubas inesperadassurpreendeu a esposa com consolo contosfiquei de bruço o negao se aproveitoucontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos erotico - a cunhadinha