Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

UM CÃO E UMA SURPRESA

rn Por volta dos meus 19 anos, meus pais compraram um filhotinho de dálmata, que eu sempre gostei. um cachorro que tem um porte bonito quando grande, daqueles que parecem que sabem se portar. Porém quando pequeno ele nem parece um dálmata, sem pintas, fucinho pequeno. rn Com o tempo ele foi crescendo, e eu adorava brincar com ele, mas como ele estava ficando muito grande, ele acabava me derrubando em brincadeiras de pular e me arranhava todo. Não sá a mim como a todos na minha casa.rn Quando já estava dezesete anos Snow, como o chamavamos, já tinha 1 ano e alguns meses e como todo garoto na adolescência estava com seus instintos sexuais aflorando, juntando a sua qualidade de brincalhão que sempre pulava nas pessoas, ele aprendeu a pular em cima das pessoas e tentar acasalar com elas como se fossem uma cadela. Eu observava isso e achava engraçado, até que um dia quando estava guardando as coisas que estavam espalhadas na area de lazer meu cachorro me pega distraido e me derruba no chão de joelhos, que acabaram ralando um pouco, fiquei bravo com ele, e soltei alguns palavrões gritando. Ele saiu de cima de mim com cara de quem tinha feito algo errado, mas o que eu não esperava é que estivesse excitado com a situação. Estava com um volume fazendo peso na bermuda, me excitei com a sensação do meu cachorro fazendo movimentos de cruza sobre mim. Mas ficou sá nisso. rn Tinha ficado tão duro que fui até ao banheiro me aliviar pra esquecer um pouco daquela situação, mas não adiantou, continuei lembrando mesmo depois disso. E comecei a me imaginar fazendo várias coisas com ele. No dia seguinte, quando acordei já estava decidido de por em pratica o que imaginei. Esperei meu irmão sair para o curso as duas da tarde, e assim que saiu chamei Snow pra dentro de casa. Ele veio quase a galope, quando chegou brinquei com ele, sentei no chão e acariciei a barriga dele, até chegar no seu penis, e ficar massageando a capa até sair pra fora aquela pontinha vermelha brilhosa, ele continuava quietinho sá recebendo. Assim que ganhou um certo tamanho arrisquei colocar na boca, o gosto não era ruim, então continuei lambendo e chupando por um tempo. rn Parei de o chupar e ele ficou agitado, correndo de um lado pro outro, me lambendo, então tirei a roupa, e fiquei de quatro pra ele com os joelhos em cima do meu chinelo. Sem muita demora ele subiu em cima de mim tentando enfiar, eu estava super excitado com isso empinei a bunda pra ele, mas ele não conseguiu encontrar o buraco. Desceu de cima de mim e colocou o fucinho entre minha bunda, lambendo. Aquela lingua aspera me dava arrepios toda vez que encostava em mim estava átimo, até que ele sobe em cima de mim de novo. Dessa vez ele foi direto ao ponto, depois de duas tentativas erradas o pau dele escorregou e encaixou direitinho na entrada do meu cu, depois disso ele sá empurrou tudo pra dentro, de uma vez. já estava tão molhado que ele não teve dificuldade nenhuma de entrar no meu cu, que nunca tinha recebido nem um dedo antes. Como doeu, e não deu nem tempo para reagir pois ele já estava bombando muito em mim, sá podia gritar abafado para os vizinhos não escutarem. rn Depois que a dor passou o prazer aumentou, e eu fiquei atento conforme ele me penetrava cada vez mais forte, para não deixar o ná entrar, ou senão iria ter uma dor muito maior. Eu segurava com uma mão e me apoiava com a outra, e tremia de tesão, de adrenalina, de prazer, por essa situação toda. Pouco depois senti ele gozando, ou melhor, me inundando com seu sêmem, era muito mesmo. Quando ele saiu de cima de mim eu me debrucei sobre o sofá, que estava mais a frente, e sentei no chão, me recuperando de tudo isso, sentindo seu esperma escorrendo pelo meu ânus. Apesar do esgotamento estava satisfeito com tudo que tinha feito. rn Me recuperei, fui tomar um banho e deitei no meu quarto para descansar, meu irmão chegou e me acordou perguntando se eu estava bem, estranhando eu que nunca fui de dormir de tarde estar dormindo. Disse a ele que estava tudo bem, que não precisava se preocupar. Isso foi numa quinta-feira, na terça quando ele foi novamente pro curso e eu já estava recuperado, quis repetir a sessão e foi tão bom quanto da primeira vez. E criei esse habito de fazer isso quando meu irmão ia para o cursõ terças e quintas. rn Era uma terça novamente, meu irmão já avia saido e eu comecei a brincar com Snow na sala de casa, ele adorava nossas brincadeiras de dias de semana, e depois que o chupei ele já estava metendo em mim muito gostoso, até então seu ná nunca tinha entrado em mim, e eu nem queria, sempre evitava isso. O ná dele já estava grande e ele bombando forte querendo penetrar em mim aquela bola, com força. Eu ficava em extase com suas bombadas em mim. O que não esperava era ouvir: sabia que você estava fazendo alguma coisa que não prestava! Te peguei. Meu irmão me surpreendeu tanto que eu não sabia o que fazer, estava assustado, tentei sair daquela situação, mas Snow não deixava, e me puxava com as patas, eu chorava e pedia pra ele não contar a nossos pais. Enquanto ele sá me olhava, eu tentando sair e o cão me enrrabando, até que ele meteu tão forte que o ná entrou e eu gritei mais ainda, não sabia o que fazer. Deitei a cabeça no chão e fiquei chorando. rn Foi então que meu irmão veio passar a mão no meu cabelo e perguntou: está gostoso? eu respondi que estava muito, e pedi novamente que não contase nada. Ele falou que não contaria, mas que queria participar das brincadeiras comigo. Olhei e vi que ele estava com seu pau duro pra fora da calça, estava excitado com aquela situação também. Meu irmão tem 19 anos, e um pau de 20 cm retinho, lindo. Ele pediu então para eu chupar, e eu o fiz, com muita vontade. Estava eu lá, sendo enrrabado pelo meu cão, e chupando meu irmão. rn Uma delicia essa situação toda, quando Snow começou a gozar dentro de mim, com aquela bola enorme pulsando dentro de mim, me causando até reviravolta no estomago de tanta porra que ele estava jorrando dentro de mim, chegava a me dar espasmos de tesão e eu gozava sem nem chegar perto do meu pau, que ficava duro direto. Meu irmão vendo isso gozou gostoso dentro da minha boca, eu engoli seu esperma todo, e ele ficou alisando meu cabelo me assistindo, até o nosso cachorro ir diminuindo e sair de dentro de mim. De todas as vezes que fiz com meu cachorro essa foi a melhor de todas. rn Apás essa situação meu irmão participava das brincadeiras sempre. Me comia também, me compartilhava com Snow. E agora não brincavamos sá nos horarios do curso dele, tinhamos a semana inteira pra isso. rn Hoje tenho 19 anos e nunca dei pra nenhum outro cara ou cachorro. Sá para meu irmão e Snow. Espero que tenham gostado do conto, desculpem se ficou grande ou com erros de português. Caso queiram me falar sobre ele é sá mandar e-mail para: [email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


zoofilia custou cara e mulher nao aguentou estocada do cavcontos eroticos fudendo a irmacontos eróticos infânciarelatos e contos de loira que trai na revista privatehomem deixar você anda mulher toda arreganhada tanto transarContos eroticos pai comedo filhaminha mulher fudeu com o parceiro da quadrilha contoconto erotico a pequenininhaLora dismaiando no cu no anal em tres minutoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos de pastores cadetudoconto erotico virei escravo de minha professora safadamotoboy gay contoContos mulher coloca silicone e vira putaminhas duas prima foi dormi em casa cime fou a duascontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentesurra vaginal amordaçada contocontos fui faser a obra du meu tio arobei sua mulhersentei no colo do meu colega no onivus e ele ficou muito excitado contos de mulherfilha minha femea contocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentemenage masculino realcontocomo alisar minha mae para conseguir transarchantageada e humilhada pela empregada negracontos eróticos transando com coroas separadasporno com amiga loira baixinha encorpadinhaMeu ex primo viuvo conto eroticocontos eroticos com genroconto viado amarrado e folgadocontos de sexo bebada depiladacontos eróticos com o genrocontos minha esposa virgem na bundinhaconto erotico incesto mais de 25 cmfraguei minha mulher m traindo curitibaestuprada por quatro cachorros conto eroticobunda enorme calcinha rendinha vai cuzudaNetinhas putas contoseroticosConto enteada nao aguentou tudoContos eróticos comendo um garotinho de 08aninhoscontos picantes desejo de marido e negaocontos. minha irma casada é minha puta escravaContos mae anda nua na frente de amigos do marido e filhosContos Eroticos Vóvomeus dois Amigos me arrombaramcontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentesogra pegou eu no fraga batendo polheta e depois trazamosconto gay colocontos de professor e alunacontos de aluciando pela buceta peluda da maerelatos eróticos sexo com aluno especialfoi chantageada pelo meu colega de trabalhocontos eroticos patricinha caminhoneirospaugrossocontoseroticosContos eróticos estreiando á xaninhacontos de sexo com animais rasgando com forçaa foder a policial na rua contoscontos eroticos como meu irmao me comeu o meu cuporno gay conos erotico iaento tio e sobrinhoconto comi a filhinha da empregadacontos eroticos a.xasada dot trabalhocontos eroticos arrombando a gordaconto+foi+arebentado+grupo+travestescontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos cunhada e sogrAconvidando amenina pra fudecontos incesto sobrinhaContos eróticos família liberal.2,fudi a bundinha da juju com minha rola grande contosCADELINha DOS homens e dos cachorro cpntp pornoestuprada com objetos contos eroticosconto me vingando do namoradowww.mulatanua.com