Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

OUTRO DIA, OUTRA LOUCURA!

Olá sou eu novamente,Karla, vim relatar o que aconteceu comigo dois dias depois da minha primeira experiência com Zeus e Rufos, dois labradores que me fizeram de cachorra por uma noite.rnEntão, como já disse sou bem sarada. Malho bastante pra ficar bem gostosa primeiramente pra meu maridinho, mas a malhação que mais gosto é a sexual, rsss, amo,e as vezes fico dias sá pensando em ser comida. Mas infelizmente tenho um maridinho que não consegue suprir minhas necessidades. então quando estou naqueles dias de muito tesão perco a noção e me viro como posso. quando estou com o tesão a flor da pele perco realmente meu chão. Já fiz várias loucuras por causa disso mas o que aconteceu comigo a um tempo atrás, não sei se irá acontecer novamente, foi umas das experiências mais intensa em relação ao sexo que jamais havia tido em meus 24 aninhos.rnNo dia seguinte ao ser literalmente feita de cachorra pelos dois labradores, Zeus e Rufos, acordei já passava das 12hr. Estava toda dolorida, minhas pernas doíam como nunca, e olha que eu sempre malhei muito minhas pernas e nádegas, mas os safados dos cães abusaram muito de mim, aliais eu também abusei muito deles, rs.rnO dia estava lindo demais, aproveitei e me depilei todinha tirando não sá o excesso de pelos que estava, zerei, fiquei toda lisinha. Coloquei meu biquini e desci pra piscina. Assim que abri a porta dei de cara com o seu Amilton, que quando me viu de biquini me comeu com os olhos. Dei bom dia e disse que acabara de acordar. Seu Amilton disse que o telefone não parava de tocar desde as 9 da manhã. Agradeci e disse que deveria ser meu marido entrei pra retornar o telefonema. Era realmente ele, e me deu ua notícia ruim, que teria que ficar mas dois dias no trabalho e que se eu estivesse me sentindo muito sá que ele mandaria um táxi me buscar. Disse logo que não que o dia estava lindo e que eu tinha adorado o lugar que ele não se preocupasse que seu Amiltom e os cães saberia cuidar muito bem de mim se precisasse de alguma coisa. Fiz um charminho ao telefone, que com ele aqui ficaria bem melhor e por final nos despedimos e ele ficou de me ligar todos os dias até que subisse ao meu encontro.rnAgora era relaxar bastante e aproveitar mas 2 dias sem meu maridinho.rnFui para a piscina aproveitar o sol e me bronzear e aproveitei e fiz um topless. Estava bem a vontade e acabei esquecendo do seu Amilton Meu biquíni era bem pequenininho quase um fio dental. a parte de trás deixava quase minha bunda toda amostra e na frente além de ser pequeno ia bem embaixo, sá tapando mesmo minha xaninha. Eu sá uso esse biquíni quando estou sá com meu marido, mas queria me bronzear bem então o coloquei.Na verdade eu queria mesmo era descansar, Zeus e Rufos tinham acabado comigo na noite anterior, não estou reclamando, mas eu nunca havia feito sexo com cães e não sabia que era tão intenso e desgastante, eu realmente estava esgotadarnFiquei na piscina bem a vontade e depois de algum tempinho é que me lembrei que não estava sá. Me levantei e passei o olhar em volta pra ver aonde poderia estar seu Amilton, que não via desde que acordei. Não o vi e fiquei curiosa, coloquei minha toalha em volta do corpo e fui dá uma olhadinha. Passando pelo canil dei uma olhadinha e assim que os cães me viram começaram a andar de um lado pro outro. Fiz um rápido carinho neles e segui adiante até o curral onde ficava o jumentinho das crianças e quando entrei vi seu Amilton esfregando o pelo do zézé ( nome do jumentinho). Entrei sem ser percebida e pra minha surpresa vi que o Zezé estava com o pau todo pra fora, mas mole. Parei e não conseguia tirar os olhos daquela pica enorme, nem preciso dizer que a quentura na barriga dava o sinal de que aquilo não iria prestar. Cheguei mas perto e chamei a atenção do seu Amilton e do animal. Seu Amilton ficou surpreso com minha presença e foi logo perguntando se eu estava precisando de alguma coisa. Disse que não, que havia dado falta dele e queria saber o que estava fazendo. Estou escovando esse safado do zezé, disse rindo e percebendo que eu estava olhando pro pau do jumento. Cheguei mas perto e perguntei ao seu Amilton se poderia acaricia-lo. Se havia algum problema? Não dona Carla acaricia-lo não, o problema é que ele é muito safado e o patrão que desfazer dele por causa das crianças. Entendi logo o que seu Amilton falara mas fingi que não e me fiz de inocente começando a alisa-lo no dorso. Logo ele virou a cara em minha direção e colocando os dentes pra fora deu uma relinchada. Levei um susto, fazendo seu Amilton ri. Perguntei a seu Amilton por que ele era safado? Seu Amilton falou que iria cuidar dos animais e disse que se eu ficasse com ele ali saberia por que e foi saindo. Mas uma vez me fiz de desentendida e peguei o escovão que seu Amilton passava no jegue e comecei a esfregar no Zezé. Fiquei completamente melada ao imaginar ter aquele pausão pra mim. se eu o aguentaria. Dei uma parada e fui até o portão ver aonde seu Amilton estava e o vi entrando no canil que ficava a uma certa distancia de onde eu estava com o jegue. Eu queria pelo menos naquele momento segurar na vara do zezé. Quando me virei fiquei maravilhada. seu pau estava duro e ele muito agitado. Será que é por minha causa? Tudo ali me excitava muito, até o cheiro forte do jumento acabou me dando mais tesão ainda.rnDei mas uma olhada pro canil não vi seu Amilton que deveria estar dentro co m Zeus e Rufos. Fui chegando perto do jumento e num impulso tirei minha toalha jogando encima da bancada e fui chegando perto dele que ficava mais agitado ainda. Acho que se não estivesse amarrado ele teria saído dali. Fui acariciando ele e encostei de leve em seu pelo. Fiquei toda arrepiada, ele tentava virar a cara em minha direção mas a amarra era curta e não deixava. Aos poucos ele foi se acostumando comigo e eu tomando coragem peguei naquele pausão preto com manchas rosadas bem duro. Eu começava a punhetar ele com uma mão e a outra comecei a me tocar afastando um pouquinho o biquini. Eu estava encharcada. Que pau grosso, a cabeça era enorme em relação ao do homem. Olhei pra quele pau e me abaixei. Aquele cheiro me deixava cada vez mais louca, não sei explicar por que. Apertei agora com minhas duas mãos e me enregando a situação passei minha lingua no seu pau. Que delicia eu punhetava e começava a lamber seu cabeção. O jumento estava quietinho parecendo em transe e eu aproveitando demais aquele pau.Virei meu rosto em direção ao portão e sá não levei susto por que meu estado de tesão já estava incontrolável. Dei de cara com seu Amilton com a calça aberta com seu pau na mão alisando tetando controlar seu gozo. Olhei pra ele sem falar nada e acho que ele entendeu e veio em minha direção e chegando perto disse.rn- Eu também quero sua puta sem vergonha.rn- Quer o que seu velho safado?rn- O que você acha sua puta?rn- Me levantei segurando o pau do jegue e sem vergonha mesmo disse:rn- Faço o que você quiser se você me ajudar a ser fudida pelo jegue.rn- Então pode começar a tirar a seu biquine e ficar peladinha pra gente.rn- Vem cá mais perto e tira você mesmo seu velho safado!rnEle veio e foi arrancando meu biquini e alisando todo o meu corpo.rn- Vem agora e tira minhas calças e camisa sua vadia, faz logo o que eu mando que estou doido pra te fuder toda.rnCheguei bem perto dele e fiquei maravilhada com seu pau. Não era muito grande mas bem grosso e com muitas veias que pareciam que estourariam. Arriei toda a sua calça e depois fiquei pertinho e fui tirando sua camisa. Seu Amilton parecia um urso de tanto pelo. Agora vendo-o sem roupa notei que apesar de sua idade era bem forte. Com braços fortes e coxas bem torneadas.rn- O que vc quer primeiro? Perguntei.rn- Ele bem grosseirão foi logo dizendo.rn- Pode começar metendo essa boca de puta no meu pau, depois eu deixo você pegar esse jegue tarado.rnMe abaixei ficando com meu rosto na frente do pau do Amilton. Nossa era demais dois dias seguidos de putaria, estava saindo mais que a encomenda. Abocanhei seu pau lambendo com força.rnIsso sua puta, engole bem fundo pra ir acostumando pra depois aguentar o pau do jumento. Eu escutava aquilo e ficava cada vez com mais vontade de ter o pausão do Zezé. Eu chupava e engolia o pau do Amilton até tocar minha garganta fazendo-o gemer agora alto.rnIsso sua vadiazinha agora que sei do seu segredinho vai ter que me dar quando eu quiser senão conto pra quele cornudo do seu marido. Eu estava tão encharcada que começava a escorrer por minhas pernas. Amilton tira o pau de minha boca e disse que não queria gozar agora. e sai e pega dois bancos e coloca perto da gente mas nada faz.Me olha e fala.rnVire pro jumento sua puta e pode começar a melar bem o pau dele com sua boca gostosa, ma molha bem que depois ele vai entrar em outro lugar.rnFiquei tarada e puchei o pau do jegue pro lado e chupando-o tentava coloca-lo dentro de minha boca.rnAmilton ficou agachado com minha bunda em sua cara abriu com as duas mãos e meteu sua lingua na minha racha toda melada. Eu Chupava o jumento e era lambida na racha e no cú pelo Amilton que me chamava de égua safada. Que bunda deliciosa você tem menina. Eu houvia e rebolava mais anda na sua língua quente. O corôa sabia satisfazer uma mulher.rnEu continuava a chupar o zezé, não sei explicar, mas o tamanho, cheiro e talvez o escondido me dava um tesão quase que incontrolável. eu as vezes virava pro seu Amilton e dizia:rn- Vai seu safado aproveita que vc nunca vai ter uma mulher dessa outra vez.rnEle dava tapas e abria minha bunda e a abria que parecia que queria parti-la ao meio.rnEu já sem nossão começava a pedir pra ele me comer.rn- Vem seu safado, põe seu pau dentro de mim vai!rnEle cospe no meu cuziho e começa a enfiar um dedo, depois dois.Eu começo a gemer e ele fala.rn-Gosta de dar a bundinha né sua puta?rn-Sim, é isso que vc também quer né?rn-Vou encher seu rabinho de porra e quero ver vc tomar o leitinho do jumento.rnEmpenei bem minha bunda e fiquei esperando o safado me enrabar. Amilton depois de me alargar um pouquinho com seus dedos cuspiu mas uma vez e começou a esfregar a cabeça de seu pau na minha racha melada e no meu cuzinho. Eu gemia com o pau do jumento na minha boca. Eu lambia segurando com minhas mãos aquela tora de pau dura esperando ser comida no cuzinho.rnAmilton começa a forçar seu pau na minha bunda melada. Sinto arder um pouquinho assim que a cabeça começa a me rasgar. Amilto me pega pela cintura e começa a forçar seu pau que desliza pra dentro da minha bunda. Nossa que delicia!! Amilton vendo que eu não reclamar começa a bombar seu pau no meu cuzinho. O corôa parecia um animal, socava sem parar até consegui enterrar tudo na minha bunda.rn-Rebola sua putinha gostosa, no pau do corôa vai!rnEu gemia com o pau do jumento na boca sentindo aquele pau todo socar minha bunda. Era demais pra mim muito pau em dois dias.rn-Você é muito gostosa garota, pra ser sá do seu corninho. Eu escutava e me dava mais tesão. Rebolava de vez enquando empurrava minha bunda pra trás fazendo seu Amilton gemer. Ele para derrepente. Eu achando que ele iria gozar. Mas pra minha surpresa ele pega os dois bancos que havia colocado ao lado e põe ao lado do jumento e me pede que eu me debruce nos bancos. Fiz o que ele mandou. Fiquei com a bunda virada pro pau do jumento.Amilton fica atrás de mim e mais uma vez põe seu pau na minha bunda e dá mas umas estocadas bem forte. Ele começa a enfiar alternadamente em minha xana e cuzinho. Eu deliro mas queria também o pausão do jumentinho. Ele me olha olhando pro pau do jumentinho e me pergunta se eu quero experimenta-lo. Já que estava no embalo disse que sim. Ele sai de dentro de mim e pega no pau do jumento e começa a esfrega-lo na minha xana que já estava toda ensopada. E começa a colocar o pau do jumentinho nela. Eu fico toda arrepiada e doida pra ter aquele pausão em mim e começo a empurrar meu corpo pra trás. Começo a sentir o pausão entrar em mim. Parecia que seria partida ao meio.Eu rebolava e começava a ter mais prazer ao sentir que estava sendo comida feito uma égua. O jumentinho safado começava a relinchar e fazer o movimento com o seu quadril pra frente como querendo que seu pau entrasse mais em mim. Levei rápido minha mão e segurei impedindo que o seu pau fosse mais fundo.rnSeu Amilton coloca seu pau em minha boca e começo a suga-lo, fazendo uma chupetinha que o deixou maluco.rn- Você não existe menina. E muita cachorra,muito safada.rnDizia ele .rnNesse momento eu já não aguentando mais começei a gozar e rebolando muito com o pau do Zezé em mim. Senti o gozo do seu Amilton todo em minha boca.rn-Gostou sua vadia? Se Amilton saiu foi pra trás e tirando o pau do jumento de dentro de mim me pediu que sentasse no banco. Fiz o que mandou mas não sabia o que ele queria. Mas logo em seguida ele vem com o pau do jumento e me faz chupa-lo e com sua porra ainda em minha boca abocanho aquele pau e começo a chupa-lo enquanto seu Amilton começa a punhetar o pausão do animal que logo em seguida levantando e descendo a sua cabeça dá uma relinchada e jorra em minha boca toda a sua porra. Era muito leite pra pouca boca tiro rápido mas não o sufuciente pra não encher minha boca de seu leite que em outros jatos vem para meus seios e pernas. Mesmo cuspindo o primeiro jato não tive como não engolir uma quantidade generosa de seu leitinho quente e diferente de todo leite que já tomei na vida.rnLevantei, e estava tão cheia de porra pelo corpo que não me atrevi a entrar em casa, indo direto pro chuveirão da piscina onde tomei um banho pra me limpar e repor um pouco das energias.rnEra tanta loucura que não havia processado ainda o que tinha acontecido. Não vi mais seu Amilton naquele dia, fui direto pra dentro de casa entrei na banheira com a água bem quente e relaxei muito chegando a adormecer. Dali me levantei liguei pro maridinho e depois de um lanchinho fui direto pra cama e apaguei exausta mas satisfeita.rnNo dia seguinte teria minha saideira de orgia, mas depois relato o ultimo dia de muita sacanagem.rnBijossrnKarla ( [email protected] )rn

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


mulher caucinha tirando xoti para fudeconto comendo a mulher casadaEngoxadas pegando no paucontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteo cu mais largo do mundo contosMinha vizinha me deixou ver ela transando contossubi a saia da e comi minha empregada vadiacontos eróticos com marido tratado me estupandocontos erotecos dei mel rabao pro mel felho toludoContos eróticos aventura s de um pastorcontos eróticos escravo de minha irmãporno chupei o peito e bucheta da minha cunhada ate ela cedercontos eróticos com fotos de menininhas safadasesfrega esfrega na bunda da minha cunhada no ônibus lotadonegoes com casadas-gozando dentro/contos e fotosesposas carentes contoschantajiei minha irma peituda para tranzarapazes conto heterocontoseroticos. cornos leva mulher para amantecontos eróticos sadomasoquismo argola enfiada na bucetatransei com meu com meus dois professoresCom sunga sempre fico de barraca armadavelhos cafetao fudendo casadafui arombada marido adorouvesti as roupas da minha mulher por curiosidade fui flagrado pelo vizinho e virei sua putinha gaypeitinho solto embaixo da blusacontos fui cornocontos erotico ruiva cheia de sardas perdendo a virgindade depois do casamentocontos arrombando casadaConto erorico arombei minha amiga novinhacontos eroticos real sexo cm 13 aninhoscontos siririca com docetia sozinha e sobrinho contosContos eróticos tirando virgindadeevy kethyn istinto ativocontos sexo velhomulher pois o marido a xupae o travestecontos eroticos gay mulherzinhameu sobrinho pausudo comeu minha filha. conto eróticoscontos de mulheres casadas que colocaram o dedinho no rabinho de seus maridos e eles adoraramContos erótico Encojando minha Irmacunhada com previlegios pornscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentetanguinhas usadas contosver contos excitantes com fotos,na praia,no onibus e no mato.contos eróticos o gringo roludoanita mijando no copocomendo a veia crente contosminha esposa deixa a buceta cabeluda e da pra o meu melhor amigo em relatoscontos eróticos frio inverno geladoconto velho taradoconto eróticos pai pauzudo e filha baixinhacontos papai me arromboucontos eroticos massagem papaicontos eróticos mulher maduracontos gay pai bebado suadocontos eroticos. traicache:GAEDmAeFVBUJ:okinawa-ufa.ru/m/conto_18319_fodendo-gostoso-minha-paciente.html incesto com a titia praser abesoluto contos contos Recém casada traindo marido com dono da casacontos de incestos eu estava dançando funk De vestidinho curto e meu pai viu e não aguentou e comeu meu cuzinhocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentefilme pornô com gordinhas empadãomeu sogro comeu minha mulher contosver conto veridico minha baba abusado por minha babaAprendeu a dar cu no orfanato. Contocontos eróticos tiosafadoconto de sexo me arrombaram na frente do meu maridoconto erotico tarado comendo buceta da cabrita no.zoofiliacontos eróticos vovó dando o cu para jumentozoofilia googleweblight.comchupando a buceta da minha vo dormindo contoconto gay macho arrogantepapai tirou do meu cu quis por na minha bocaContos eroticos dei pro leke magrelo chamado Ricardocache:iOh7vGcQjJIJ:okinawa-ufa.ru/home.php?pag=151 relatos eroticos cdzinha lindacontos eróticos sogra pega mulher metendo na camaconto erotico fui no pagode e comi um travesticontos eroticos gay meu vizinho de dezenove anos me comeu quando eu tinha dez anoscontos meu marido adora me ver sendo chupada por outra mulherver contos eroticos de incesto comendo a sogra na praia de nudismometendoo con vpontadi pornotrai meu marido com um travestimacho fazedor de cornochantageei minha mae contocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos zoofilia namorada e a prima dela dando o cu pro cãoconosco toma a porra de. macho na. bucetaso sadomasoquismo com maridos violentos contos eroticos