Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MINHA IRMÃ DORME PELADA

Minha Irmã Dorme Pelada



Ola meu nome é Paulo, em casa moramos apenas três pessoas, minha mãe, Sara, Minha irmã Cristina, e Eu, eu tenho 28 anos, minha irmã Cristina tem 21, e minha mãe 50, como o nosso pai havia falecido há muito tempo, ficamos morando apenas nás três e com o dinheiro da pensão do meu pai, minha mãe comprou uma casa, ela mora na parte de baixo, eu e minha irmã moramos, na parte de cima, sá que minha mãe construiu duas pequenas casas em cima, para cada um de nás ter a sua independência, minha mão montou um barzinho em baixo, eu trabalhava a tarde e minha irmã Cristina trabalhava a noite em um bingo, ela é loira, 1,68 olhos azuis e cabelos lisos, ela é linda por sinal e tem um corpo sarado, eu tenho 1,75 sou moreno claro, cabelos pretos.

Eu estava de folga no domingo e minha irmã estava trabalhando na madruga de sábado para o domingo, minha mãe com seu barzinho lá embaixo, quando era 12:00 eu acordei comi alguma coisa e fui dar uma volta, quando estava passando pelo corredor percebi que a porta estava mio que aberta, não muito, pensei se minha irmã teria deixado a porta aberta ou dormido em outro lugar, na casa das amigas por exemplo, e fui ver se ela estava lá, quando abri aporta fiquei espantado com o que vi, por ser um domingo de verão até poderia acreditar no que estava vendo, sá que mesmo no calor seria cabível usar roupas intimas, na verdade a Cristina estava dormindo pelada, eu não sabia que ela dormia pelada, fiquei deslumbrando aquele corpo sarado e gostoso, eu sempre olhava minha irmã como uma mulher bonita e atraente, mas a partir daquele dia passei a deseja-la, como nunca, ela tinha uma bunda arrebitada, e seu corpo parecia um brilho lindo em cima da cama, aquela buceta depilada que ela deixava bem lisinha, era incrível, acho que passei tanto tempo apreciando que devo ter esquecido de passear, voltei para o meu quarto e fui navegar na internet, mas antes de sair fechei a porta do quarto dela, para não pensar que tinha entrado alguém, pois ela saberia que era eu por morarmos sá nás dois lá em cima, depois desse dia eu fiquei alucinado por minha irmã Cristina, como ela tinha um computador no quarto dela e não gostava muito de mexer nele, eu perguntei pra ela se poderia mexer nele, para fazer algumas atualizações, e deixa-lo mais rápido, ela concordou e perguntei pra ela como faria pra mexer nele se sá ela tinha a chave, ela disse que deixaria a porta aberta, foi ai que fique estourando de felicidade por dentro, a parti disso dava algumas desculpas esfarrapadas para mexer nele e ficar batendo papo com ela, aproveitava pra ver ela com aquelas roupas bem excitante, eu sabia o horário que ela saia pra trabalhar, e ela sempre tomava banho ante de ir para o trabalho, eu como quem não estava percebendo que ela ainda estava no quarto resolvi entrar, pra ver o pc, ela já tinha trocado de roupa, sá que era muito cedo e ela estava usando uma daquelas saias soltas e curtinha, era verde nossa como estava linda, blusinha colada, quando abri a porta, vi praticamente ela de quatro na cama, com a saia um pouco levantada mostrando aquela calcinha e aquela buceta volumosa, era lindo, ela se assustou e perguntou: Paulo você não bate na porta não, eu respondi que ela disse que ia deixar aberta, ela disse que desse jeito ia acabar fechando a porta por se não poderia acabar vendo ela pelada, ai eu puxei assunto, e por acaso você fica andando pelada é Cristina, cuidado em, vai que eu abro a porta de repente e te vejo pelada, não seria nada lega, ela riu, engraçadinho, ela saiu e o papo ficou pra depois, fiquei mexendo no pc dela, e sá pra ver se ela teria curiosidade deixei alguns contos eráticos, que achei na internet, quase a vista sá para ela ler e ver se achava lega, deixei umas fotos também, ai eu comecei a fazer o mesmo que ela, dormir pelado, foi muito bom, um sábado estava dormindo no meu quarto, e deixei a porta do quarto aberta pela metade, sá pra ver se ela iria olhar, e não é que olhou, eu estava acordando e escutei ela abrindo a porta do quarto dela, fiquei fingindo que estava dormindo mas com os olhos, quase abertos para ver se ela iria olhar, a Cristina, entrou com tudo no meu quarto como a situação era inusitada, antes dela chegar na porta eu estava completamente nu e de pau duríssimo, ela quando entrou ficou paralisada parece que nunca tinha visto um pau daqueles, meu pau era bem agradável ao menos as mulheres diziam, ela procurou alguma coisa no meu guarda-roupas, e não parava de olhar para o meu pau, ela ainda chegou perto para olhar mais, pensei que fosse gozar com aquela situação, mas fiz o que pude para não gozar, parece que agora estávamos num joguinho besta de quem vai atacar primeiro, ela sempre deixava a porta meio aberta também, parecia que tinha perdido o juízo, ela sempre dormia até mais tarde por causa do trabalho, eu sempre que podia dava uma passadinha no quarto dela, procurava fazer nenhum barulho pra não acordar ela, isso ficou nesse jogo de sedução até um gostoso e sagrado sábado, ela estava de folga, e estava chovendo muito, ela foi bater papo com a nossa mãe, e eu fiquei mexendo no pc dela, sá pra ver as sacanagem que ele lia e olhava, que por sinal eram muitas, acho que ela ficou tarada depois que viu o meu pau, totalmente duro, como dizem a primeira impressão é a que fica, ela esquecera de fechar a janela e a cama dela ficava perto da janela, por que ela gostava de sentir o vento entrando e passando pela cama, sá que a chuva estava tão forte que acabou molhando a cama, e quando ela chegou já era tarde, e nossa mãe já havia fechado a porta e a casa lá embaixo, ela olhou a cama e disse:

Cristina: olha sá, Paulo você não fechou a janela?

Paulo: mas é claro que fechei sá que quando fechei a janela já era tarde.

Cristina: caçamba agora a mamãe já fechou a porta e não quero incomoda-la, será que você deixa eu dormir com você hoje?

Paulo: hhhh deixo sim, mas não vai molhar a cama também.

Com isso a Cristina foi para o quarto dormir, eu ainda fiquei mexendo um pouco, procurei levar na maior naturalidade, afinal éramos irmãos, quando cheguei para dormir, vi que ela não estava pelada, eu pensei comigo mesmo: ainda bem que ela não esta pelada seria uma catástrofe, ela estava usando uma blusa minha que nela, ficava com baby doll, mas ela ainda estava dormindo sem lençol, eu fui no banheiro tomei um banho e voltei sá com um short e sem cueca por baixo, apesar da forte chuva ainda fazia calor, quando deito na cama, me viro para ela, e no que me viro de lado, ela esta de costa para mim, e a blusa levantada até um pouco acima da barriga, no que eu percebo que ela esta sem calcinha e deveria estar sem a parte de cima também, ai eu vou a loucura, e procuro manter a distancia dela, mas o sono me pega, de repente estou em um sonho gostoso fazendo sexo com uma gostosa, uma safada mesmo, eu estava ficando com um calorão por causa do sonho e estava crente que estava comendo a gostosa do sonho, quando eu abro os meus olhos, não posso imaginar no que estou vendo e sentindo, eu pensava que estava sonhando mais era verdade, mesmo, quando abro meus olhos vejo minha irmã, já encaixando a sua gostosa buceta na cabeça da minha rola, e pergunto o que ela esta fazendo, ela disse que tentou mas não conseguiu resistir a essa pica maravilhosa, ela estava com a buceta toda molhada de tesão, e foi encaixando de modo que não deu nem pra pensar em resistir, ai eu pensei comigo mesmo, o mundo agora que se acabe, eu quero é mais comer minha irmã Cristina, gostosa e safada como eu nem imaginava, ela gemia e cavalgava como uma louca no meu pau, pedia pra eu chamar ela de safada, de puta do irmão, ai eu nem perdia tempo, falava pra ela, mexe sua safada, senti a pica do seu irmão todinha nessa buceta, se é isso que você quer, Cristina, sim, meu safado, meu irmão puto, mete, mete mais, me rasga todinha com essa pica gostosa, eu quero sentir você dento de mim, vai seu tarado comedor de irmã, seu canalha, queria comer sua irmã não é safado, se queria então estou aqui, me come, mesmo, esfola essa buceta que você tanto queria, eu e ela parecia dois loucos pronto para um devorar o outro, comi ela de quatro, frango assado, papai e mamãe, irmã e irmã, de varias formas, e inesperadamente o tesão foi tanto que nás dois acabamos gozando juntos, ao mesmo tempo, e o pior é que gozei dentro dela, nisso eu fiquei preocupado, Cristina você esta tomando algum remédio para não engravidar, ela, disse que não e que parou a duas semanas, ai o meu mundo desabou, ela também começou a ficar preocupada, já que a cagada estava feita, que se foda, depois dessa melança, esperamos uns dias, e para o nosso alivio, a menstruação dela, desceu em 2 dias depois que gozamos juntos, depois disso sempre dávamos nossa trepada fenomenal, e deliciosa, mas sempre tomando cuidado para não engravidar.



VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos de mulher insatisfeita com maridoconto: enrabado e mamando outrovideos dos cara que tem ho pau enorme arrebentando bucetas de branquinhascontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentebosque conto heterocontos eroticos tentei corrercontos eroticos comi uma desviadatroca troca de homens adultos contoscontos de sexo com novinhas trepando com advogadoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteele sofre ao meter nabuceta pequenaContos eroticos/dp com a ninfetinhanao resisti a buceta da minha maecontos eroticos arrombando a gordaconto de sexo com rabuda asquerosocontos lesbicas esposa com mulhercomto erotico. novos com nifetinhas esetocontos dando pra um sessentãoContos eroticos pai comedo filhaContos de mae de amigos sem calcinhaContos de casadas inrrustidasRelatos eroticos de professoras casadas brancas que foram usadas por alunos negrosliliane sabe quero seu cuconto erotico pedi um desconto para o gerente e ele me encoxouconto erotico fui no pagode e comi um travesticontos dei a xota pro mendigoContos erótico pai tanto banho filhaContos erotico.crente metrocontos eroticos arrombando a gordaconto erotico praia em familiacontos de travestis bem dotadascontos eroticos adoro ver ele dando leite pro meu negaogays coroas do bairro agua verdeContos erotico desvirginei as filhas do meu amigoContos eroticos minha amiga me contoubuceras com paj giganti dentromeu padrasto me arrombou a força até esfolar minha bucetinhaguais sao as deusas da punhetaContos Eroticos ROBERTAConto minha mae deu o cu na frente do meu paicontoerotico safadaContos vovó no banhoFalei pro meu amigo enrrabar minha esposa enquanto ela dormiacontos sou puta e insaciável por rolaCADELINha DOS homens e dos cachorro cpntp pornoBoqueteirá contoseroticospau de jegue arrombando minha filhinha contoscontos eróticos mulher maduraFui violada por pirocao contos eroticoscontos eroticos meu marido ficou bebado eu dei para os amigos dele sem camisinha na frente deleContos eroticos no onibuscontos comi a internadacontos eróticos traindo com meu sobrinhocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos não aguentei o pau do meu pai inteiro dentro de mimvoyeur de esposa conto eroticopau pulsou na bocacontos eroticos colo do filhoesposas carentes contosmae e filha com vibrador na buceta contos eroticosconto casadaconto eroticos comendo a irma de perna quebradacontos eroticos q bocA e essa desse baianocontos eroticos arrombando a gordacontos sado marido violentosContos eroticos-lesbica plugcontos eroticos trai meu marido com ele do ladoPorno conto casada no velorioescondido da mae conto eroticocontos eróticos esposa amanheci toda meladaContos eroticos eu e minha familiacontos eroticos espermacontos coxei minha meninasonhar q mulher está bulinando outra nulhercontos de coroa com novinhogozando pelo cu contos eróticos