Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MENINA DO INTERIOR!!

Ola, me chamo RayanOla, me chamo Rayanne tenho 19 anos moro em Manaus com meu irmão mais velho mas, sou natural de Itacoatiara cidade que fica a 300 km de Manaus. Meu irmão é mais velo que eu 19 anos de diferença. Atualmente está separado da esposa, que o deixou por um cara mais novo que ela, e esse foi um dos motivos porque tive que vir para Manaus fazer compania para ele elém de tentar o curso de medicina na capital. Cheguei aqui com 19 anos, onde fiz um curcinho prémedico do objetivo onde durante quase o ano todo tive que me dedicar exclusivamente aos estudos me abstendo de festas baladas e outros lazeres. Meu irmão por outro lado tentava reconstruir sua vida trabalhando bastante como publicitário, e saindo todo final de semana comos amigos me deixando avontade para me dedicar aos estudos. Não me faltava nada em relação a alimentação, vestuário em nada mesmo porem, eu precisava de atenção, carinho e uma companhia agradavel, mas, os carinhas que eu conhecia no cursinho não tinham nada que me atraisse e nessa cituação éra obrigada a ficar enfurnada dentro do quarto de um partamento vendo os dias passarem tendo que em contentar com os programas da TV a cabo. Num sabado, em que ele tinha saido com a nova namorada e os amigos e eu regeitei o comvite de estar com eles sem querer descobri a senha dos canais eroticos da TV a cabo e passei a assistir os filmes pornos e as programações iárias que eles tinham me tornando uma viciada em filme pornô. Tanto éra que acabei comprando um consolo todo azulzinho, a coisa mais linda grosso e grande para me masturbar no momento em que assistia os filmes. Minha situação ficava cada dia mais precária, doida para dar a bucetinha mas não querendo me envolver com as caras do curcinho tentava me saciar com os filme e masturbações diarias que as veses duravam a tarde toda na privacidade do meu quarto. Até que uma manhã de sabado acordei mais tarde coisa rara de se acontecer, fui a cozinha tomar café e me deparei com meu imrão somente de cueca na pia lavando um copo e quase desmaiei sá de olhar para o corpo dele a bunda, as pernas, acho que pela carência que eu estava passando, comtribuiram para que meus pensamentos começassem a criar fantasias loucas com meu irmão, que tentei reagir tentando evitar mas meus impulsos éram mais fortes que meus principios de moralidade, e em questão de milésimos de segundos voltei a mim novamente e me deparei com ele de frente comigo me dando bom dia e me beijando o rosto e não pude deixar de sentir seu corpo colar no meu com o abraço que recebi dele e senti o volume de seu pau tocar na altira da minha barriga e não resisti em direcionar meu olhar para o tamanho da mala que ele tinha bem na frente da cuequinha. E ao se afastar de mim meu olhar foi tão indiscreto para seu pau que ele chegou a ficar constrangido e pediu desculpas e foi colocar um short mesmo eu tendo dito que ele poderia ficara vontade alias, acasa éra dele. Confesso a vocês que foi sá ele sair que fui correndo para meu quarto me masturbar imaginando aquilo tudo dentro de mim, me invadindo me possuindo por completo dilatando minha bucetinha encharcada com meu mel que já deixava minha xana totalmente melada, naquele dia gosei muito. Gente, desde esse não minha vida virou de cabeça para baixo confesso que eu tentava evitar meus pensamentos eroticos, minhas fantasia em relação a meu irmão, mas éra em vão eu estava completamente a mercer dos meus desejos e instintos animais. Parecia uma egua no cíu procurando seu cavalo para ser arrombada por ele. Me vestia totalmente provocante para que ele me notasse ou tirasse alguma gracinha comigo, e nessa minha ãncia e na busca desesperada por ser devorada por ele so me aliviava no conslo que eu tinha comprado que já não estava mais me satisfazendo. Eu já não aguentava mais ficar somente me masturbando e criando fantasias imaginárias sem sentir no corpo o que eu realmente queria mas, também não podia chegar e pedir pica dele se não nem sei o que poderia acontecer pode até ser que ele me comesse naquela hora mas... e depois... será que ele viria de novo, como ele reagiria comigo depois. Acabei abafando o caso e preferindo ficar com as fantasias. Sá o que eu não esperava veio acontecendo lentamente dia apás dia tudo aquilo que eu fazia para chamar sua atensão sem que ele me desse a mínima (ele fingia que não ligava e nem notava mas acertei e meu plano teve efeito retardado)fui minando ele pouco a pouco mesmo quando seus olhares sem demonstrar maldade estavam direcionado para meu corpo somente de calcinha em casa eu estava tornando ele meu prisioneiro. Pasei a receber vário convites dele para sair com ele e os amigos mas nunca pude aceitar por se aproximar o vestibular tinha que me dedicar por mais que eu tivesse louca pela companhia dele. Todas as noites recebia um doce ou um chocolate e até mesmo lingerie passei a ganhar dele, carinho, e passou a ficar mais tempo em casa me deixando muito mais feliz. Numa manhã de domingo uma semana depois de prestar vestibular fui convidada novamente por ele para ir a uma praia chamada tupé, que fica do outro lado do Rio Negro. Fiquei exposta ao sol durante quase todo dia pegando uma bronze e uma cor de deixar qualquer homem babando, como não sei nadar ficava assistindo ele e a namorada dentro da agua brincando bem agarradinhos e como estavamos em uma parte bem deserta somente nás três proporcionava que se fisesse o que queria dentro d'agua. Ali, na minha quieta com meu ácolus escuro tomando banho de sol, ficava observando o movimento dos dois dantro d'agua imaginando com deveria estar maravilhosa aquela penetração que ela levava na buceta e pelos movimentos bruscos que vez em quando ela esboçava com certeza ela estava sentindo dor e muito prazer. Pela demora que eles tiveram dentro da água acho que el gosou e sá então sairam para ficar na praia e me fazer companhia e fui convidade por ele para dar uma mergulho mas fiqeui com medo pois não sabia nadar edepis de muita insistencia de ambos decidi aceitar com a condição de que ficaria colada ao seu pascoço e não largaria. Combinado fui com ele para dentro d'agua. E lá dentro já pela metade do corpo tomado pela água fiquei muito assustada e percebendo meu medo ele me confortou. (ELE)- Calma maninha eu não vou deixar que nada de ruim aconteça comtigo fica calma e relaxa....olhando em seus olhos com um leve sorriso meio nervosa pelo medo de me afogar virei o rosto para a praia e vi minha conheda deitada tomando banho de sol descansando da pirocada que tinha levado dele a poucos instantes. Que invesa daquela branquela....Nessa mesma hora me abracei a ele com emus braços em seu pescoço e prendi minhas pernas em sua cintura fazendo uma cinturão e ficamos coladinhos como ele e ela estavam entes de mim. Meu bikine foi todo para dentro do meu cuzinho por ser fil dental e quando a água já dava bem na altura de nossos peitos ai, resolvi valorizar para ver se ele reagia e me desreipeitava um pouco. Fingindo que estava com muito medo de me afogar me agarrei mais e mais e dava gritinhos de sustos e mais me abraçava a ele para sentir seu corpo colado ao meu. Ele somente ria e sua namorada da praia também e o encentivava e ainda mias me meter medo e mais eu dava gritos e me agarrava e colava meu corpo ao dele fazendo movimentos para cima e para baixo na busca de encostar minha bucetinha no seu pau. Eu já podia sentir seu menbro encostar na minha xana que piscava sem parar, os bicos dos meus seios sá faltavam furar a parte de cima do bikine. Suas mãos por baixo d'agua me segurando forte pela cintura me dava uma sensação de uma presa fácio de seu predador preste a ser devorada. Aquela minha encenação alli dentro d'agua com ele começou a esquentar muito que já sentia seu pau duro novamente como uma pedra e no meu vai e vem sobre seu colo facilitou que ele soltasse para fora. Percebi que ele ficou meio constrangido e sem graça mas tirei de tempo e tratei de deixa-lo a vontade continuan do a saltar e pular no seu colo damonstrando medo e me agarrando bem forte nele. Com uma mão ele me segurava e com outra vez ou outra tocava minha xana por cima do bikine de leve com se fosse sem querer.Mas eu sabia que ele já estava doido para me comer eme agarrando a ele falava bem pertinho do ouvidinho dele e com o jeitinho todo dengoso falava (EU)- Aaaaai maninho eu to com medo de que voce me solte e eu me afogue....(ELE)- Eu jamais faria isso eu to segurando forte em você.... (EU)- Mas você sá esta seguran do na minha cintura. Tenho medo que você me deixe escorregarr e eu me afunde...(ELE)- Calma maninha vou segurar você por baixo agora... Ecolocando uma de suas mãos nas mionha coxas na altura da minha virília com uma dos dedos começou a afastar a abinha do meu bikine para o lado sem que eu demonstrasse qualquer tipo de reporvação no seu ato. Percebendo que eu tinha sentido seu dedinho tocar minha buceta e soltei um gemido no seu ouvido totalmente agarrada ao seu corpo e que isso tinha sido sinal verde para prosseguir, olhava vez em quando para a praia um pouco preocupado e olhava sua namorada para ver sua reação se não descofiava de nossa açao ali dentro d'agua. Vendo que ela havia se deitado e estava entregue ao banho de sol que já se escondia no horizointe continuou e penetrou um dedo me fazendo soltar um grito abafado. O movinmento de vai e vem do seu dedo dentro da mionha buceta fazia com que meu corpo liberasse todo meu mel que saia de dentro de mim eu subia e descia na busca de ser mais invadida por aquele dedinho bobo que tinha encontrado o caminho do paraiso. Com as duas mãos seguras nas minhas ancas fazendo com que eu me ab risse toda e ficasse totalmente arreganhada aplumou seo pau para coloca-lo no lugar que ele merecia estar quando sua namorada gbrita da praia e avisa que estar ficando tarde e que está na hora de ir embora.. Nooooosa!!! foi como um balde de água gelada. Nos recompomos sem trocarmos uma sá palavra e voltamos para casa ele me deixando primeiro em casa se foi com sua namorada para a casa dela. Como estava cansada do dia todo e muito dolorida do sol fui tmar banho e passar creme no meu corppo para tentar aliviar a queimação do meu corpo. Quando ele chegou bem tarde eu não conseguia dormir devido o incomodo que causava a quimação do sol daquele dia todo perguntando o que eu estava sentindo contei tudo que estava contecendo, e o convidei a fazer uma massagem com o creme para ver se aliviava. Eu estava usando uma calcinha transparente e bem pequena que não cobria porra nenhuma da minha buceta e deixava a mostra quase tudo mesmo e deitei na minha cama a espera dele enquento ele foi tomar benho. Fiquei a espera dele de barriga para baixo bem aberta deixando a mostra mesmo tudo que com certeza ele queria ver. Fechei os olhos e fui surpriendida com uma beijo na poupa da minha bunda assim que ele entrou já subindo para cima da cama me agarrando pela cintura e senti seu corpo notei que ele estava nú. Quando ele me abraçpu por traz me subiu um arrepio pela espinha me fazendo melar toda minha calcinha. Logo minha bucetinha passou a ser perseguida por seus dedos que desesperadamente buscavam meu buraquinho quente sendo achada e penetrada me fazendo sultar gemidos loucos de prazer. Parecia um sonho aquilo tudo que eu estava vivendo com ele, ali so nás dois no meu quarto sozinhos em casa sem ninguem por perto para atrapalhar mais ou, medo de ser surpriendido.Sua piroca dura como um mastro apontando para ela me levava a loucura seus beijos no meu pescoço facilitavam com que eu me rendesse ao seus ataques fuminantes na tentativa de me comere conquistar minha buceta seu territário desejado. Arrebitei munha bunda para que seu pau achasse o caminho do paraiso em quanto eu éra desarmada peos beijos enlouquecedor dele. Ab rindo minhas pernas ali de ladinho para ele seu pau se ancaminhou para o buraquinho quentinho que agasalharia aquele passarinho lindo que queria ninho. Já não mais resistindo ele se coloca de juelhos diante de mim sobre a cama e ve virando de frete para ele me fala: (ELE)- Quero chupar essa tua buceta ? (EU)- Ela é toda tua maninho faz o que você quiser com ela.. Abrindo bem minhas pernas ele se posiciona com sua cabeça entre elas e começa a passar a linguinha bem no meu cllitáris que nessa altura estava durinho durinho e brinca passando a linguinha ali e vai escorregando ela bem lentamente para o buraquinho que escorria mel branco de tanto tesão. Se desfazendo de vez da minha calcinha e a jogando para longe de nás coloca seus braços por debaixo das minhas coxas e começa uma chupada que eu demorei a esquecer. Ele passsava sua lingua áspera e tentava penetrar ela dentro da minha xana me fazendo desarrumar a cama toda contorcendo todo meu corpo a gemer como uma vagabunda doida por pica. Eu estava tão louca de tesão e doida para fuder que logo gosei na boca dele deixando todo lambuzado com meu leitinho. Mas mesmo cansadinha eu queria mais, não dei trégua para ele e fui ao ataque. Me coloquei de juelhos no chão enquanto ele se sentou na cabiceira da cama e entre as pernas dele segurei seu pau e fui colocando na boca e lambendo bem a cabecinha passando lentamente minha lingua por toda e extensão da cabeça vermelhona que ela tem arrancando dele gemidos e palavras como: (isso maninha chupa bem gostoso minha pica vai bebê!!! iiiiiiiissssssoooo !!! que delicia amor que boquinha ehnnn garotinha que você tem....)então recebendo esses elogios mais me esforçava para chupar bem aquele pau delicioso, dando para ele todo o prazer do mundo e queria fazer isso muito melhor que a namorada dele. Descia com minha língua lentamente passando com ela em cada pedacinho do tronco da piroca dele sem deixar faltar nenhum pedacinho enquanto ele fazia uma gemido iguak a de um esprei..(isssssssshhh!!!!) rsrsrsr, eu adorava isso e ficava me achando toda. Coloquei seu pau dentro da minha boca e passei a brincar com a lingua mexendo lentamente para esquerda e para direita nele quando eu abocanhava todo. Minha saliva escorria pela tora sinal de o quanto eu estava com agua na boca e mais eu labuzava para prepara-lo para o golpe final. Minha buceta já latejava sem parar meu grellinho piscava suplicando uma pirocada em dada mas eu tinha que matear meu desejo de chupar piroca, aliaas, você não sabem como eu adoro chupar uma piroca gente! rsrsrsr!!! Matei minha vontade naquele dia dechupar uma pica já que fazia quase um ano que eu não via uma na minha frente e não sentia o cheiro gostoso de uma. Quando ele deu sinal com o rostinho que iria gosar fazendo caretinha tirei minha boca e esperei um pouco sá fazen do cafune no pau dele dando beijo na cabecinha dando cheirinho bem gostoso ara que ele segurasse e retardasse o orgasmo, eu queria que ele me pegasse com toda aquela furia e vontade de me comer que ele estva desde de cedo la na praia quando fomosinteronpidos por sua namoorada. Gente acho, que ele sabendo que não iria aguentar por muito tempo me puxou para cima da cama e deitou enquntou eu me colocava por cima dele e encaixava a pirocona dele na sireção da minha grutinha quente e ageitendo com minha mãozinha o pau dele na direção olhei nos olhos dele, dei um sorriso com canto de labios e perguntei bem dengosa me agachando com meus braços me abraçando ao pescoço dele: (EU)- Você que comer minha bucetinha maninho quer ?????(mas ele me responde com outra pergunta)(ELE)-Você deixa eu comer ela deixa??? (EU)- É o que eu mais quero maninho... quero setir essa coisinha linda entrando na minha bucetinha me elarguecendo toda me reasgando toda me fazendo gosar como nunca eu gosei na minha vida. Você faz isso por mim??(ELE)- Sá se você me implorar pra eu te come... vai implora pra eu te comer vai safadinha tu quer mais que não éééé!!!(EU)- Eu quero siiiiiiiim por favor me come.. coloca dentro de mim essa picona grande e gbrossa vaaaaaaaaaaaiiiiiii !!!!!(enquanto eu falava isso ele bricava com o pau dele passando pelo meu clitáris e escorregava até meu buraquinho melado e assim fasia me deixando louca suplicando implorando para que ele empurrasse o pau dentro da minha xana até que depois de muito implorar ele com uma estocada forte e violenta perfurou minha xana me fazendo quase perder os sentidos depois de gritar e cair com meu corpo sobre o peito dele. O pau dele passou a entrar bem lentamente e foi aumentando a velocidade gradativamente a medida que eu ia retribuindo com minha xana, deixando seu pau completamente melado com meu suco que esorria pelo tronco até as bolas do saco dele. Meus gemidos ao pé do ouvido dele que saia simultaneo as estocadas que recebia da sua piroca, uma estocada um grito. uma estocada um grito. Com meus olhos fechados e meu corpo deitado sobre o dele quietinho sem fazer nenhum movimento somente sentia e recebia as estocadas que ele dava hora com força, hora com violencia, hora devagar dependendo de como estava a situação do momento e o que ela pedia, eu recebia aquilo que ele me dava muuuuuuuito prazerrrr!!!

A invasão da sua pica me fez acordar daquee sonho maravilhoso e criar a realidade para tornar aquele momento eterno. Levantando meu corpo e ficando sentada sobre ele pasei a cavalgar sobre seu pau brncando de cavalinho e dando gritinho a cada pulada que dava naquela tora. Seu rosto de satisfação, desejo, prazer vivendo a maior loucura de sua existencia até quele momento me deixava extasiada eu queria mais e mais... fiquei de cocoras e subia e desceia no pau dele olhando para baixo vendo seu pau todo se esconder e sumindo dentro da minha buceta esfomiada. A cada saida podia ver o quanto eu estava excitda gente. Não sei se isso já aconteceu com vcs, mas comigo sempre acontesse. Da minha bucetiha ficar muito melada que chega escorrer pelo pau do meu parceiro isso é muito gostoso porque o pau entra macio, macio..Depois dessa posição me tirou de cima dele e me colocou de quatro na cama e veio empurrando o pau na minha bucetinha nessa possição. Aaai foi o extase da loucura gente!!! eu gritava a urrava feito uma vaca no pau dele parecia que estva sendo espetada por um espeto de churrasco alias, não tinha o que tirar um churrasco, eu realmente parecia uma carne de boa qualidade no espeto do meu irmão. Empurrando com rapidez seu pau para dentro da minha xana num vai e vem desesperado para alcançar o extase do prazer meus cabelos éram puxados e passei a apanhar na bunda levei tantas paumadas que minha bucndinha ficou mais vermelha do que já estava do sol que tonha pego o dia todo. Me xingando de tudo quan to éra nome e me batendo com jeito sem me machucar eo rebolava no pau dele e gritava que eu queria: (EU)- Iiiiiiisssso me foooooode !!!!vaaaaiii !!!!!!!come tua cadela cachorro quer fuder a buceta da tua maninha queeeer!!! então come caralho essa buceta, come filho da pputa!!! Nessa loucura eu sionto minha xana ser inundada por jatos de porra bem quentes dentro dela e gritava mais palavrões para que ele gosasse bastante e muito dentro de mim. Ele até que tentou tirar mas foi tarde de mais mesmo esporrando bastante nas minhas costa ele ja tinha deixado um boa quantidade de líquido dentro da minha dele. Caimos na cama um do lado do outro e abraçados nos olhamos e nos beijamos muito e trocamos muitas caricias durante muito tempo e desde então passamos a dormir juntos.....

Gente gostaria muito de me correspoder com pessoas amigas que qeuiram ser meus amigos e amigas também pode ser homens e mulheres sou bi sexual gosto somente de homens e de mulheres mas, respeito todos quero me corresponder com mulheres também, isso não quer dizer que somos obrigada a marcar algo porque sei que muitas mulheres ou a maioria é reprimida dos seus sentimentos e desejos sexuais por preconceitos que nás memso mulheres criamos e nossa siciedade machista impõe. Mas aquim está meu e-mail [email protected]

pode me mandar comentários sobre o que voces acharam da minha historia com meu irmão e se preparem para os proximos contos que são loucas... gostaria tambem de trocar fotos com todos me enviem foto adoro receber foto e conhecer e saber com quem estou me correspodendo. Bjos a toddos..



VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


Contoseroticosdesolteirascontos eroticos arrombando a gordaconto erotico incesto sonifero filhacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentedirigindo sem calcinha contosbem o qye vou contar pra voces e o seguinte sou casado e minha esposa e loiracomi minha tia conto realistaContos eroticos de pai e filhinha pesadosfinalmente contou quando chupar pau do ex delaContos eroticos cdzinha casal da minha tia memadame currada no mato contoConto erotico bunda a enteada mas velha.conto comi gostoso bocetao da monha maeconto erotico fodendo a micheleNo cuzinho desde pequenaContos eroticoshospitalfui encoxada a forçaPega minha xerequinha tio contos eroticoscontos d zoof minha sobrinha c um cachorroconto erotico familia zoofiliacontos eróticos gay e casais rjrelatos eroticos minha descobri que era corno foi arrombadacontos.encochando.uma.negra.bundudairma feiz sexo comigo eu gozei na boca delaaec porno videos bhcontos de incesto gay brincando de lutatirei a zorba vesti uma calcinha fui bater uma punheta olhando minha bundacontos eróticos mulher de traficante dando pra galera todaConto eu peguei meu genro me brechando no banhocomendo minha irma de seis anos contos eroticoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos arrombando a gordaconto porno gravidacontos flagrando a mãe cavalona traindo o pai putinha desde de novinha cristine contos eroticoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteconto fetiche apanhando da namoradanamoradinha virgem do amigo contos eroticosesfregando na irma caçula contosultimos contos eroticos fazendo a festa da molecadacontos eroticos de despedidas de solteiracontos eroticos dono de mercearia comendo a casadaA mulher do meu amigo gemeu baixinho na minha vara pra ele não ouvirna quarta feira de cinzas contos de sexomunher tira a roupa e faz putaria com sua primacontos irma fudendoassisti vídeo porno de mulher de chortinho curto depano fino ela dentro de casaconto transando com mulher deficientecontos e tia olhando meu paucontos de incesto minha filha se tornou um mulheraocontos eroticos gays excitantesContos espiando a sogra lesbicapessoas fazendo sexo gostossoooomae pede pro filho ajudar escolher a lingerie incestocontosminha enteada gosta de dar a bundscontos: sentei no colo do velhorelatos de comadre dando a buceta pro compAdreContos eroticos de mae e filhoscalcinhas sujas contos eroticos da tia safadacontos eróticos bem depravado de bem picantemulher só de fio-dental e buchudo querendo transando com homemComtos professoras casadas fodidas pelos alunos na aulaConto gay viagem onibus longaContos visitou o culhado na cadeiaconto erotucos eu esoosa e familia nuscontos eroticos segredos de familia parte 4mulher tranzndo com ponei realcontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteencoxol com jatos de porrasai a noite com minha esposa conhecemos u desconhecido que comeu minha mulhervideos de pau ficqndo ficando durocontos erotucos escritos lesbicos transei com uma nerdcontos erotucos comi umad meninas que morava na fazenda