Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

A VIAGEM SUPER FINAL DE SEMANA

Olá, sempre li os contos e nunca tive coragem de contar minhas histárias, hoje decidi compartilhar com vocês o que me aconteceu.

Bem, eu sou negra, mas, não tenho um corpo assim escultural, tenho seios que chamam muito a atenção pernas e coxas grossas que me deixam assim, eu diria bastante sensual e gostosa. Eu trabalho num escritário que vende produtos de adubos tudo para plantação. No escritário tem um cara que se chama J. nás temos uma amizade maravilhosa os maldosos dizem que eu já ouvi que ele é louco pra me traçar, mas entendo que somos muitos amigos e compartilhamos segredos etc. Um dia J.me convidou para eu ir na casa de seus pais que moram numa fazenda do interior de SP, que haveria uma festa de charretes etc. A principio eu achei que seria um porre ver o povo fazendo corrida de charrete, mas ele disse que seria interessante, e para que eu largasse a mania de ser tão garota da capital. Fomos na, sexta a noite, no caminho falamos de tudo um pouco, comecei a notar que mesmo sendo magro ele tinha um corpo gostoso, coxas até que grossas. A viagem foi tranquila e a estrada boa de viajar. No caminho paramos para eu ir ao banheiro, mesmo não gostando de banheiro de posto de gasolina fui obrigada. Indo ao banheiro, escutei um caminhoneiro falando, “olha que nega gostoso veja que peitão dá pra fazer uma espanhola tranquilo”. Aquilo me deixou com ádio mortal, pois odeio estes comentários. Quando sai do banheiro J. estava na porta, levei até um susto pois eu o deixei no carro, perguntei o que houve, ele me disse que os caras estavam vindo em minha direção ele ficou preocupado, me abraçou e voltamos para o carro. Nossa senti algo diferente por ele naquele momento pois me abraçou forte e suas mãos na minha cintura com tanta firmeza que meus seios ficaram duros na hora e não deu nem pra disfarçar. Percebi que ele me apertou ainda mais ao ver que meus bicos ficaram duros. Quando cheguei no carro ele me deu uma encoxada de leve e percebi um volume diferente em sua calça. Meu coração disparou de ver aquela cena. Voltamos pra estrada sem falar nada apenas nossos olhos se cruzando de vez enquando. Derrepente o carro pegou uma estrada ele me disse que ia cortar caminho como sempre fazia pois achava aquela estrada muito linda e com o luar ficava mais bonita. Então fomos, na primeira desviada do carro parece que batemos em algo ele me disse que achava que o pneu havia furado. Eu assustada perguntei se lá não era perigoso, ele disse que não apenas teria que trocar o pneu. Saiu do carro e tirou a camisa ai eu pude ver aquele peito peludo começou a me deixar louca pois nunca havia visto J. sem camisa fiquei encantada. Depois ele disse olha vem ajudar a tirar as malas, eu fui na maior inocência quando me abaixei pra tirar a minha mala ele me encoxou e apertou meus seios, eu fiquei estática, pois não acreditei que aquilo estava acontecendo comigo e com J. Devagar fui me levantando e disse o seu pneu não furou. Ele disse não, é que eu quero comer vc aqui e agora. E sei que vc quer tb afinal vc não tirou os olhos da minha rola desde que saímos do posto. Ele nem me deu oportunidade de responder foi logo pegando nos meus seios mordendo pela blusa, aquilo me deixou louca, eu ia mordendo seu perdendo seu pescoço beijando seu corpo com desejo fugaz, quando ele tirou pra fora, e disse: olha era isto que vc queria ver, nossa quando eu vi aquele cacete maravilhoso me abaixei e chupei com gosto, ele não era grosso, porém, era enorme nunca poderia imaginar, cai de boca naquele cacete que chupei com desejo. Ele dizia eu sabia que vc chupava gostoso vai minha nega chupa a rola engole, nossa ele ia falando aquilo me deixou tão louca que chupava com tanta velocidade que ele gritava, vai chupa gulosa ele é todo seu.......

Nossa eu nunca chupei uma rola daquele jeito. Ele disse agora vou torturar vc, nossa fiquei mais com tesão, ele me jogou no banco de trás do carro arrancou minha calça jeans e disse agora vc vai gozar na minha cara, mas quando ele tirou minha calça ficou impressionado pois já estava molhada ele me chupou tanto que tive vários orgasmos, quando estava me desfalecendo de prazer ele decidiu me socar com aquele cacete maravilhoso e comprido, nossa nunca gritei e gemi tanto, a cada socada era mais vontade que me dava, de ser fudida daquele jeito. Ele dizia nossa minha neguinha vc tem o buceta mais quente e molhada que eu já comi, nossa derrepente ele disse, eu quero gozar na tua boca agora limpa este cacete.... eu fiquei assustada com a maneira que ele falava mas ao mesmo tempo excitada com tudo aquilo lambi aquele cacete com tanta vontade que nem me importei de engolir aquela porra que parecia um jato espirrando na minha garganta. Depois daquele sexo ao luar entramos no carro e percebi que estávamos transando já dentro da fazenda dos pais dele..



VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


minha mãe me ensinou a engolir porracontos eróticos minha mãe me ensinou putinhasera q meu marido ja ficou com travesti peguei ele vendo videovoyeur de esposa conto eroticoIrmã Seduz O Irmão (contos Eroticosandei com a cara gozada na ruaConto ertico. Minha adrasta. Bebiagozando vendo a tia lavando roupaContos eroticos menininhaContos ertico tia negracontos eróticos sou mulher casada e vou contar como tirei cabaço da minha sobrinha de oito anosconto erotico de sogro fudendo a noramarido fas esposa virar puta e comer bota contos eroticoscontos eroticos esposa manda no cornomeus peitinhos doíam...so masoquismo contos eroticos so com pais safados e filhas escravascontos eroticos casada infelizContos reais de esposas fodendo com marido eo sobrinho delecontoS lambida animal no rabocontos irma 45 anoscontos veridico uma maluquice com meu marido e um travesticontos veridico meu marido e eu pencava que era mulher mais tevimos a supresa era uma travesti bem dotadosexo contos mendiga estuproconto sou doida pra da pro meu sobrinhoconto nao queria mais dar mas o negaocomeumolhadinha de tesao com pica dos animaiscontos esposa bunduda so traz problemasSoquei muito nela e ela pediu mais contocontos eróticos eu provocava meu primo novinhorelato de corno que deu a esposa para o cunhadocontos eroticos .na pica do meu filhãocontos eroticos com a velha vizinha cabeludaeu meu marido e a ex noiva lesbica delecontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteconto erótico infânciarelatos eroticosde portuguesas de noVinhascomtus eroticu troca de esposa comvidamos um casal de amigu pra jantarcontos eroticos Gay de fui visitar meu tio e ele me comeupai da sonifero pra filha pra fazer sexo historia eroticacontos de cornos asumidostravesti Juliana de primo metendoContos eroticos tio belicao nos seios homem de pau duro pra outro no cfc contoconto de sexo com vizinha gostosaConto erótico namorada mestiçacontos eroticos gays no futebolcom fotosfotos de priguitinhas lindasjogando nas duas pontas trailer porno travestiscontos eroticos cu de menorContos eroticos minha mulher dormindo e eu louco pra fudelaGozaram na calcinha na cerca contocontos eroticos comendo o cachorro da ruano colo conto gayContos eroticos o professor de quimica me comeu varias vesses e tirou minha virgidadecaso eróticos meu sogro estrupava minha mulherconto minha tia de calcinha andandotravesti gozando no próprio sutiãminha tia olhando meu pauUm cao mais novo do q 9 meses ele pode ficar engatado em mulherconto erotico traindo marido com o patrao deleContos eróticos molekas virgensContos eroticos gay timido gatocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteMenina da pracinha, contomeninas piranhas de calcinha fio dentalcontos eróticos disneylandiasexo com as amigas e as filhas contosrelatos e contos de loira que trai na revista privatecontos eroticos arrombando a gordacontos eróticos de estrupocontos eroticos algemada e sentindo um tesao e eles ainda me torturava mexendo na minha buceta contos eroticos arrombando a gordaSsssssss aaaaaaaiiiiiiiii gostoso gay transando