Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

SAUDADES DA MINHA GERENTE

Olá! Podem me chamar de Martinha. Sou bi, mas meus maiores desejos e fantasias são com mulheres.... sou tarada por uma boa noite com outra mulher!

Vou falar sobre a minha primeira vez... com uma mulher.. quando esse fogo todo começou...

Eu trabalhava em uma loja de roupas femininas, tinha 19 anos, e um corpinho escultural.

Nessa loja havia uma gerente. O nome dela era Fernanda, e apesar de ter 40 anos, era muito linda, com tudo em cima. Ela parecia ser uma heterossexual normal, mas eu percebia que de vez em quando ela olhava para o meu decote, para as minhas pernas...

Algumas vezes ficava até tarde na loja com ela, para ajudar a arrumar o estoque. Ficávamos sá nás duas, trancadas na loja... Eu notava que ela sempre vinha com um olhar sedutor para cima de mim. às vezes chegava até a tocar meus seios, inventando desculpas do tipo "tinha uma sujeirinha...", ou então era a minha bunda o alvo daquelas mãos macias... Percebia que não eram simples toques, simples olhadas, e eu procurava fugir, pois era uma hetero... ou pensava que fosse...

Comecei a me excitar com esse tipo de comportamento dela. Algumas vezes chegava em casa e mal conseguia dormir, pois não conseguia parar de pensar nas mãos dela, o que me assustou no começo, mas apás um tempo fui me acostumando, e apás pensar muito, cheguei à conclusão de que eu estava louca de desejo por ela, e queria experimentá-la...

Esperei o dia certo. Nás ficamos até tarde na loja, como de costume. Ela me lançava olhares e mãos, e desta vez, comecei a retribuí-los...

Ela percebeu o meu desejo, eu percebi o dela, estava tudo perfeito. Fazendo um certo "charme" me virei e fui aos fundos da loja, e de repente, senti as mão de Fernanda me puxando minha cintura, ao mesmo tempo em que me dizia coisas no ouvido, o que me deixava tarada. Virei e começamos a nos beijar. Quando nossas línguas se encontraram eu explodi de tesão, sentia minha calcinha molhada.

Fomos para o fundo da loja. Estava tão excitada, que sá de andar, e roçar minhas pernas, umas nas outras, quase tive um orgasmo, logo de cara... Embaixo da escada havia um cobertor, deixado lá por Fernanda, para aquela ocasião (a safadinha pensou em tudo). Ela o estendeu no chão, enquanto eu tirava minha camisa. Estava com medo, mas o tesão era maior. Deitamos e nos beijamos ardentemente, como se fosse o nosso último beijo. Como toda "ninfeta" fiquei deitada, passiva, assistindo-a se despir, ao mesmo tempo em que rebolava para mim, me deixando completamente doida... Naquele momento eu precisava dela mais do que qualquer outra coisa no mundo.

Ela ficou toda nua .Era linda, com seios médios, bumbum arrebitado... um corpo perfeito. Se ajoelhou ao meu lado e começou a guiar minhas mãos por seu corpo. Acariciava aqueles seios deliciosos, e enquanto isso ela tirava minha roupa. Tirou meu sutiã, beijava, mordia meus mamilos duros de tesão. Tirou meus sapatos, minha saia, e começou a lamber minha xotinha virgem, por cima da calcinha mesmo. Enquanto beijava minha bucetinha, apertava minha bunda e eu passava as mãos em seus cabelos.

Ela tirou minha peça íntima, e passou a me chupar... minha nossa! Chupar era uma coisa que ela fazia muito bem. Ela me virou de quatro. Dava tapas na minha bunda e ao mesmo tempo enfiava a língua na minha buceta, às vezes no cu também. Nesse momento eu gozei, intensamente. Fernanda sabia como dar prazer a uma mulher...

Ao perceber que estava gozando, ela me deitou novamente. Trançamos nossas pernas, e passamos a roçar nossas vaginas. Ficamos um tempo assim, até que gozamos juntas. Desmaiei de tanto prazer.

Estávamos cansadas, e ficamos deitadas, conversando, nos beijando, e logo fomos embora. Ela me levou até em casa, e meu deu um beijo de despedida. Eu sabia que aquela relação não acabaria por ali.

Continuamos juntas (escondidas) por quase um ano. Nesse tempo aprendi muitas coisas com a Fernanda. Fui passiva, ativa, transamos com mais mulheres ao mesmo tempo, e muito mais.

Já tive muitas mulheres, muitos homens, mas ninguém nunca me satisfez como Fernanda... quem sabe um dia a reencontre?!

; )

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


Contos eróticos não queria gozou dentroA Família sacanagem na praiamamando na vara feita bezerrinhaComtos namorada fodida por varios machosengravidei no mato contocontos paguei pelo cuzinhocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteConto leite da tia pornhomem rasga cu de garotinho contoscontos de coroas casadas comendo as e amigas com pinto de borrchas cinta lesbicasconto erotico gay motoqueiro marrentiproctologista me comeu gaycontos eroticos arrombando a gordacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentemeutio metirou cabacocontos eroticos comendo o preciosocontos eróticos vendedor externocontos eróticos marido chega em casa e esposa ta dando pro cunhado e cunhada participandoconto erotico incesto sonifero filhavizinho tezudovoyeur de esposa conto eroticoContos Comendo A filha da amigaconto erotico minha prima malvadamãe puta, contochupou o pau no karatê ele gozar na cara delaColocou dentro contos eroticoscontos eroticos tesao na maecontos esposa bunduda so traz problemascontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos crechecontos punheta em calcinha da sobrinhaCONTOS EROTICOS DE CASADAS ABUSADAS DA CHANTAGEMxxx videos mulheris bem safadas que brinca com o pauzinho pequeno do marido tampinhaconto fui abusado pelo tio da van gayporn contos eroticos estuprada todos os diasconto trepou cornomulher chupando o pau do Felipe e as outras olhandocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteContos eróticos gay Comido pelo Amigo do meu paiminha filha fudendo com nosso impregados contoscontos eroticos meu cunhado me fez realmente gozarTenho 60 anos e minha bunda ta se mais contosWww.garotinhasafada.comcontos eróticos de enteadaConto erotivo estupro veridicocontos pornos comi sogra mamae tia irma onibus lotadocasa dos contos eroticos o cadeirantemão amiga trêm metrô onibus show contos eróticosswing porno mulheres vao sem calcinhacontos de coroas dá paraíba gaycontos eroticos arrombando a gordacontos eroticos mamãe apanhandotia gosta de ver pau enorme de sobrinanos 90ho classico palhia de calcia preta nuavídeo de pornô com as moletinho as mulatinha pornô vídeos sexohetero batendo punheta conto gayconto erótico eu tentei resistirtransei com minha filha contos eróticosmulheres nuas e cagando no cu da primaminha filha mamando no meu pau contos eróticosneguei e os garotos me comeram conto gaycontos eroticos de incesto de pai pasto e filhacontos quando eu era pequeno meu colega me comeuxvidio gay coroa 82contos eróticos meu padrasto meu 1 amorconto homem casado dei o cu para o instalador de interntcomi um a menina de 14 contocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos cachorro cebola zoofiliscontos estupradarola de meu pai conto gaycontos porno sou putinha pra minha mae no puteiro da familiaVelho picudo.conto eroticoConto ertico maridoCunhada dormindo com a bundinha descobertaMEU PRIMO SEMPRE ME COMIA 3comeu familia toda contos eroticosminha iniciacao na zoofiliadeixei meu amante come minha intiada a força pá ela não mim entrega incesto contos eróticoscontos de estupro pelo caseiro