Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

BRINCANDO DE BONECA, MAMANDO DE VERDADE!

Sempre fui muito ingênua nesses lances de sexo. Brinquei de boneca até aos 19 com a minha prima Luisa. Nás morávamos longe uma da outra e nas férias passávamos juntas. Por ser muito tímida, não tinha muitas amizades, nem na escola e nem onde morava, por isso era muito apegada a minha prima. Luisa era dois anos mais velha do que eu, tinha um corpo bem desenvolvido, um peito de fazer inveja! Eu na época não tinha muito corpo, magra e com cara de menina. Lembro-me que na nossa infância Luisa falava de namoradinhos que tinha e o que deixava os meninos fazer com ela, eu horrorizada, achava tudo muito nojento. Certa vez, já mocinha, Luisa veio passar as férias comigo e assim que chegou foi logo me puxando pelo braço para brincarmos de boneca. Ouvi minha mãe falar "tão grande e ainda brincando de boneca!" Minha tia defendeu-nos: "Deixa as meninas aproveitarem a infância". Até hoje me lembro dessas palavras da minha tia, coitada, nem imaginava que tipo de "brincadeiras" aconteciam naquele quarto! Assim que Luisa me puxou, entramos no quarto e sem a menor cerimônia trancou a porta. Fui logo pegando a minha boneca preferida, Luisa disse que não precisaríamos da boneca porque eu seria a sua boneca. Claro que havia más intenções nessa proposta, mas na época nem me liguei nisso. Deitou na cama, levantou a blusa, seus seios enormes saltaram empinados diante de mim. Fiquei impressionada com o tamanho deles. Luisa puxou minha cabeça para que eu mamasse nela como fazíamos com as nossas bonecas. Meio sem jeito meti a boca em seus mamilos duros, chupei com força, ela baixinho gemia. Afastou minha cabeça e disse que eu deveria passar a língua por cima dos seus biquinhos e depois sugar com força. Fiz isso e ela se contorceu toda. Perguntei se doía, já que ela gemia tanto. Luisa riu gostosamente, disse que a brincadeira agora ia ficar melhor. Levantou-se da cama, pegou sua mochila e tirou dela um embrulho de papel amassado. Disse que agora brincaríamos de bichinhos e eu seria sua cachorrinha. Desembrulhou uma caixinha de leite condensado já aberta, tirou o short e a calcinha, deitou na cama, abriu bem as pernas e lambuzou a xoxota com leite condensado. Eu era a cachorrinha e deveria lamber tudo. Meti a boca e quase de uma vez sá chupei todo leite, mas ela zangada disse que teria que ser devagar, lamber primeiro e depois chupar. Passei a língua sobre seu grelinho já inchado de tesão e fui chupando onde havia leite condensado. Ela pressionava minha cabeça contra sua xoxota, rebolava na minha cara e dizia que eu deveria enfiar a língua dentro do seu buraquinho. Enfiei e ela se tremeu toda, com mais força segurou minha cabeça e disse que eu deveria engolir um outro leitinho que sairia da sua xoxota. Eu com a cara quase toda enfiada dentro dela, senti algo mal cheiroso e de gosto horrível descendo pela minha boca. Quis tirar a boca, mas ela segurou firmemente minha cabeça e gozou na minha boca. Cuspi tudo e tentei limpar a boca com a mão. Não queria mais brincar daquilo. Ela carinhosamente me deu o restinho do leite condensado para beber, o que tiraria o gosto amargo na boca. Me fez tirar a roupa e disse que seríamos papai e mamãe. Deitou-me na cama e por cima de mim ficou se roçando, senti algo gostoso nesse roça-roça e meti a boca nos seus seios. Foi instintivo, ela ria e se esfregava ainda mais em mim. Meteu um dos dedos dentro da minha xoxota e eu é que passei a me contorcer. Chupou meus seios miúdos, ainda em desenvolvimento, desceu sua língua pelo meu corpo magro, chupou minha xoxota com uma agilidade que ainda hoje desconheço. Nesse momento tive meu primeiro orgasmo, uma sensação gostosa explodia em mim. Descobri as delícias do sexo e passamos a "brincar de boneca" mais vezes. Dois anos depois, eu já com 19 anos e Luisa com 19 já fazíamos loucuras dentro do quarto, sá que dessa vez com vibradores.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


Conto cm foto d esposa putinhacontos menino lizinhoSexo no aterro do flamengover rapasea novos grizalhos pelados de pau durocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos sou hetero fui sedusido dei a bunda e gosteifui arombada marido adoroucontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos arrombando a gordao marido da patroa contocontos eroticos arrombando a gordacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentevideo sexi coiada esticada de manhã cedobelas picas brancas rosinha gozando gaysConto titia e madrinhaminha mulher pegou eu dando para o piscineiroconto erotico novinho vizinhochupou tio i phonegoogleweblight língua no c* da gordacontos eroticos de estuprosno carnaval de ruacontos eroticos em ferias em casa de tia gostosa na piscina e marido nao vercontos eróticos ajudei traircomi um a menina de 14 contocontos eróticos cheirando a bunda de minha sograconto erotico o negro e a enteadacontos eróticos de lésbicas masoquistasas novinha gostosinha dando a b******** sendo engravidado tomando vinhocontoseroticosnobanheirobuceta esticada aberta gozandoContos erotico loira casada filho do jardineiro negrocontos eróticos me pegaram a força no meu trabalhosexo em okinawa casada flagacontos eróticos um casal transando na sala enquanto os pais tiram um cochiloContos eroticos pai comedo filhacontos eroticos arrombando a gordacontos/ morena com rabo fogosoContos erotico mim fantaziei de cachora para meu filhobanho com a tia velha contoconto erotico me vesti de mulherzinha e fui a piranha da festaEu já não era mas virgem quando meu pai me comeuContos homem fudendo a vizinha lesbicacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontoerotico safadaconto erótico na praia com a família da esposaempresaria casada safadas contos eróticos reaisConto de machos arregacando os buracos da putacontos gay sentou no colocontos mamando uma pirrocacontos de incestos quebrei a pernacontos eroticos com fotos de mulheres casadas que foi violentada por bem dotadoscontos de atiivo x passivo fodendogozei na buceta da maninha engravidouzoofilia negao comenorme pau deixando putia loucasou cadela pratico zoofiliacontos eróticos se esfregando em coisasfoi chantageada pelo meu colega de trabalhocontos eroticos aprendendo a fazer meu primeiro boquete com meu padrinho velhoconto erótico homem castradoContos eroticos homens estuprano gravidasconto chupei a coroaconto depravadaContos mamae é a puta da familia e dos vizinhoscheirei o fundinho da calcinha usada da minha tia safada contoscontos e relatos real de peitudasFodendo com mamae bunduda contosContos Eróticos Nega bebada de leguincontos eroticos incesto papai mim fez chupar sua rolacontos eroticos arrombando a gordacontos eroticos arrombando a gordacunhada casada de saia e calcinha branca contoscontos erotico dormindoconto erotico chupada pelos meninoscontos eróticos gays a primeira vez com 24 anosvidio porno um loko da cabeça cumeu a força uma gostosa na cademiacontos eroticos empregada pegando no pau do menino novinhoConto porno de meu avo me comeu e papai viuconto minha tia fica de calcinhacontos eroticos casadas traindo e tranzand cm 2homensCornos by contoscontoseroticoscommaridocantos eróticos d********* para o meu irmãocontos eróticos infância gay com gari heterocontos lesbico eu a mulher do traficantecontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentepesquisar saístes da putaria lésbicas como fazer sexo com uma menina virgem e quebrar seu cabassocontos eroticos com absorventeo filho da puta dormiu e me gastaram toda pornô contosconto erotico gay colo tiomeladas e nuas todas meladas de margarinas