Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

VIRGEM INICIADA PELO PRIMO

Eu sempre fui uma menina muito desenvolvida pra minha idade, todos sempre me deram mais idade do que eu tinha, mas não pela minha carinha, que era de criança, e sim pelo meu corpo que desde os 19 anos vinha se desenvolvendo.

Sá que eu era filha única e muito vigiada pela minha mãe. Não tinha nem como brincar com meus primos porque a vigilância era cerrada. Portanto, cresci uma virgem sem sequer suspeitar que o meu corpo me reservava prazeres tão espetaculares.

E embora eu lesse muito, desde pequena, sempre tive a minha leitura focada nos clássicos, na literatura. Nunca tive acesso a nada erático ou pelo menos informativo, como as garotas de hoje em dia têm. E pra completar morava em uma cidade do interior.

Nás tínhamos como vizinhos um tio, muito severo, minha tia e meus dois primos. Um deles foi quem me mostrou pra que um corpo feminino serve e eu vou passar a contar como foi isso.

Meu primo, um rapaz lindo de 19 anos, moreno, corpo definido, mas que eu nunca olhei com segundas intenções até o dia que fui a sua casa como de costume e pedi uns livros emprestados pois já havia lido todos os que eu tinha. Sá que nesse dia ele me mandou pegar os livros em uma caixa embaixo da sua cama, e quando me abaixei pra pegar, notei que ele olhava minha bunda. E eu juro que, nessa hora, não entendi nada, mas gostei e arrebitei mais ainda pra ele olhar bem. E ele vendo que eu fazia isso falou que era pra pegar a caixa com tampa que eu já era crescida e podia ler as revistas especiais. O que eu fiz já prevendo que vinha novidade.

Eu tinha acabado de fazer 19 anos, e podem não acreditar, mas até aquele dia nunca havia sequer me tocado. Nunca havia me masturbado e muito menos ser tocada por ninguém. E acho que por isso quando eu me sentei no chão pra ver a caixa, parecia uma criança que tinha descoberto um tesouro. Lá dentro tinha uma coleção enorme daquelas revistas de desenhos eráticos. Aquelas revistinhas pornôs da década de 60. Era uma coleção e tanto.

E eu, movida pela curiosidade, abri uma que falava a histária de uma cigana. A mulher em questão era observada tomando banho e o cigano a puxava e começava a acariciá-la e chupar os seus peitos e ela se debatia (na revista) e ele aparece com a boca na xota dela. Nem sei dizer o que eu senti naquela hora. Parecia que um raio tinha cortado meu corpo ao meio. E acho que ali tive meu primeiro gozo. Mas nem imaginei, tamanha minha inexperiência.

Mas não era o caso do primo. Ele muito experiente, aproveitou que eu estava excitada, visível pelos bicos dos meus peitinhos querendo furar a blusa, e falou: - Quer que eu te explique melhor o que vc está vendo?

E eu falei, com a voz fraca: - Quero, mas a gente pode fazer isso?

E ele: - Claro que pode. Nada demais. Mas preciso que vc vá em casa e vista uma saia. Fica com essa blusinha mesmo.

Aproveitei que minha mãe estava no banco e a casa dele vazia, corri em casa. O coração quase soltando pela boca.

Coloquei uma sainha pregueada, que tinha usado em uma exibição de balizas. Tinha a perna grossa, cintura fina, fiz muito sucesso com ela. Embora nem tivesse reconhecido na hora.

Quando voltei, meu primo estava sentado na cama dele. Calmo e eu toda tremendo por dentro, falei: - E agora? O que a gente faz?

E ele me falou: - Quer aprender tudo o que está aí nas revistas? Poso te explicar tudinho.

E eu, muito da assanhada, nem sabia que era, falei. - Claro. Quero aprender tudinho.

E então ele falou pra eu me abaixar e pegar a caixa de novo. E quando me abaixei, ele veio por trás de mim e segurou minha bunda e falou: -Fica assim procurando, que você vai achar uma sensação maravilhosa! E levantou minha saia, deixando minha calcinha à mostra e começou a passar a mão na minha bunda. Imagina que nunca tinha passado por isso antes e comecei a gemer baixinho. Uma delícia aquela mão nas minhas popinhas.. passando a mão suavemente. E ele enfiou a calcinha no meu rego e passou a mão em mais bunda. E de repente ele veio chegando a mão pela frente... e por cima da calcinha esfregou meu grelinho que nessa altura já estava inchadinho.

E ele perguntou: - Ta gostando? Ta aprendendo o que a Cigana sentiu?

E eu sá gemia e abria mais as pernas pra mão dele passar melhor. E ele então veio pros lados e foi descendo a minha calcinha, e foi tirando devagar e passando a mão na minha bunda. E disse: - Agora você vai gemer mesmo, vai entender pra que serve uma xota.

Se deitou entre minhas pernas (eu ainda estava de joelhos) e começou a lamber minha bucetinha. Ai, que delícia! Um sensação de cair no abismo e voltar quando senti aquela língua no meu grelo e enfiando no meu buraquinho, e lambendo meus lábios virgens de qualquer carícia! E ficou assim mamando meu grelinho e fazendo uma siririca com a língua, até sentir que eu estava gozando na boca dele. E eu sem aguentar mais, soltei um gemido mais forte e colei minha xota na cara dele, querendo mais.

Ele me levantou. Eu estava corada e ele excitadíssimo, dava pra ver pelo volume. E falou: -Agora vou te ensinar a mamar, mas é uma pica de homem. Igual à cigana. Vc olha o que ela está fazendo e faz igual. Dizendo isso ficou em pé na minha frente e tirou o pau duro pra fora. Eu levei um susto, pois nem imaginava que aquilo existia e que era daquele tamanho e forma.

Uma pica grande de cabeça rosada e pescoço (depois aprendi os nomes) todo cheio de veias. E eu olhei na revista e vi que ela enfiava tudo na boca e depois tirava até a ponta e enfiava novamente. Assim eu fiz. Segurei a pica com minha mão e fui colocando na boca e tirava. E colocava de novo e tirava. E ele segurou minha cabeça e me ensinou o tempo de fazer isso... E eu estava adorando e pelo visto ele também, pq estava gemendo. E então ele tirou a pica da minha boca e desceu pros meus peitos. Tirou minha blusinha e desceu as alças do meu sutian. Meus bicos pareciam que iam pular pra fora do meu peito. E ele passou a mão (uma em cada peito) e perguntou: - Jura que nunca ninguém tocou vc assim? E eu falei: - Juro. E ele: - Nem vc nunca se tocou? E eu falei: - Nunca!

E isso parece que despertou uma tara nele pq ele começou a mamar meus peitinhos e lambia, chupava os bicos, dava mordidinhas. E vendo que eu estava gemendo de novo, continuou nos meus peitos mas desceu a mão pra minha xota que já estava meladinha de novo, e começou a tocar uma siririca. E foi descendo com a boca e mamou de novo, e eu deitei na cama e ele colocou meus pés no ombro dele e me chupava, me lambia e perguntou: - Quer que eu pare? E eu, lá do fundo do prazer falei: - Não. Quero aprender tudinho. E ele falou: - Olha, daqui não tem volta! Tem certeza? E eu falei:- Tenho! E ele recomeçou a me chupar ., mas agora com mais força e penetrando a lingua na minha buceta que a essa altura estava toda aberta pra ele. E ele segurou meus peitos enquanto me chupava assim. E isso fez eu me contorcer mais ainda e gemer mais alto. E então ele pega a pica dura e passa a esfregar na minha rachinha e eu vou ao céu e volto de tanto tesão. E sinto aquela cabeça que eu tinha acabado de conhecer esfregando minha xota molhadinha e pergunto: - Vai enfiar aí? Vai caber? E ele responde com um sorriso satisfeito: - Vai priminha, vai caber tudinho e você vai adorar. E falando assim ele começa a meter a pica no meu buraquinho e vai metendo e sente que chega o meu cabacinho..e faz uma parada e eu recuo e ele segura minhas pernas e mete com tudo! Eu grito e ele começa a meter, enfia e tira. E o desconforto passa a ficar bom, e eu começo a sentir um calor que vai subindo, e ele metendo e falando : - Isso priminha, aproveita que agora vc é mulher e vai poder dar essa xota pra muito macho ficar feliz! Isso rebola na minha pica. Vai gostosa! E isso vai me excitando que nem lembro da dor de nada e sinto uma sensação que vai tomando conta de mim e começo a gemer mais alto e falando pra ele não parar e gozo, gozo, gozo muito e ele tira a pica de dentro e mete a boca na minha buceta pra lamber meu gozo misturado com o sangue do meu cabaço e volta com o pau pra minha barriga e toca uma punheta e goza espalhando porra na minha barriga nos meus peito e fala assim: - Isso é quando um homem tá satisfeito, ele te mela assim. Na práxima vez vou fazer vc beber tudo.

E fez., Homem de palavra meu primo. Na práxima me fez beber a porra dele todinha e com o tempo me ensinou tudinho. Até que eu casei e sá nos encontramos de vez em quando pra matar a saudade.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos de sexo anal bissexual com mulheres gordas comendo mar Contos Eróticos Caseiros: Menina perversa - 07conto obriguei minha esposa a da o cuzinho na boatecasalgozou muitodesfilado de calcinha por dinhero contos eroticoContos sou viadinho dos tios e amigos delescontos eroticos comi a irmazinhacontos eroticos sou bbw e meu sobrinho me comeuuma buceta enchada de ter cido estruprada samgrandocontos eróticos meu filhookinawa-ufa.rucontos eroticos arrombando a gordacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecache:FPfKk_mm7mAJ:okinawa-ufa.ru/conto-categoria-mais-lidos_9_9_zoofilia.html homem chupa b***** depois coloca rola dentro da b***** e Adelecontos eróticos picantes dando pro professor gostosocontos: puto dando ao ar livrefodendo gostosa e esporo contos eróticossexo com a inpregada ea esposa prechanoconvencimeu marido a ser cornoMadrinha putinha contosuma buceta enchada de ter cido estruprada samgrandoContoseroticosprimeiravezconto erotico fui no pagode e comi um travestimeu tio me comeu meu cupornô doido irmão f****** irmã fortemente com pau bem grandãocontos eroticos ônibusesposa e sogra metendo na praia contoscontos comi minha cunhadaconto porno transei com meu paicontos sou puta e insaciável por rolacontos eroticos pique esconde com tiacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos meu pai comeu o'cuzinho na marra eu adoreipelada em casa - contos eroticosenbreaguei minha irmã comi o cu delacunhada ariando a calçinha p mimContos eróticos fiquei desemprego e o nosso velho vizinho rico comprou minha mulher 3contos elas gostam de chupar e punhetabuceta gegadeconto gay fui abusado no alfanato pelo os fucionarioamiga inseparavel chupa a bucete uma da outrarelatos eroticos minha descobri que era corno foi arrombadaconto erotico chuva douradaeu quero ver eu quero ver o Chaves fazendo filmagem da Chiquinha do Chaves com a rola bem grossacontos eroticos filha e pai apaixonadoscoroa mulata conto eróticoContos eroticos menino meu amigo comeu minha esposa ela deu para o menino  tamanho do pau dele, grande, uma delicia.  contos eroticos fui comida pelo meu inimigofotos de priguitinhas lindasorgia com os nerdes casa dos contosContos eroticosInocentes de calcinhas conto erotico -comi minha namorada e sua irmã dcomparando pintos contoscontos erotico meu namorado me estrupou ai ai no cu naoenfiando a escova de lavar banheira todina na buvetacontos virei femea na republica gaycontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentemeu cunhado abusa de mimconto eroticos meu genrorelatos reais ciumento casado corno aconteceu na praiagostosa batendo puieta por 1realprimos q pegaram primas pela cinturaminha esposa faz questao que eu veja ela com outro em nossa cama e depois chupe ela toda esporrada videoscontoseroticos13www.conto gay meu primo jailsonmeninas piranhas de calcinha fio dentalconto erotico funkcontos.erostico.comendo.minha.cunhada.beba.esposa.dela.estava.viajandoeu estava louco pra chupar atravesti