Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

NO CONDOMINIO 2

Quinta feira, quinze pras duas, bato na porta da casa de Andréia, ninguém atende, bato outra vez, nada. Fiquei desesperado, pensei que teria uma tarde de muito sexo, mas não encontrei minha tesuda em casa. Bati mais uma vez e nada. Fui embora, desci para o playground, encontrei, com uns colegas e logo depois decidi ir pra casa. Entrei sem fazer muito barulho porque estava muito puto e não queria que minha mãe me visse, senão ia me pedir pra fazer alguma coisa, já que tinha avisado que ia estudar com o Renato. Quando ia para o meu quarto escutei uns gemidos abafados, fui nas pontas dos pés até a porta do quarto da minha mãe. Quando tive uma visão, fiquei de queixo caído, minha mãe de quatro levando rola na buceta de um dos meus amigos. Ele era mais velho que eu, e era um dos que falava que ela era gostosa, agora eu sabia o porquê. Depois de bombar muito por trás ele deitou e ela montou em cima cavalgando na sua rola. Vai Léo, fode gostoso minha buceta, não era isso que você queria? Ficou me azarando tanto, até conseguir me levar pra cama. Safado! Aposto que anda comendo outras mulheres casadas desse condominio, não?! Putinha casada sá você! Mas estou metendo com a Meire e com a Sandra. Qual Meire? Perguntou minha mãe! Aquela separada com um filhinho pequeno. Ahhh! Sei. E qual Sandra? A Sandra é aquela que tá fazendo cursinho pra tentar vestibular no fim do ano. Ah! Sei quem é, mas elas são mais gostosas do que eu. Nada, você é um tesão de mulher e sabe meter muito gostoso e deixa gozar dentro da buceta, além de que é legal falar com o Luis que ele tem uma mãe gostosa e comê-la sem ele saber, imagina se ele sabe que sua mãe é uma putona que mete com vários amigos dele, dá o cuzinho e engole a porra de todos eles. Mas não são tantos amigos assim, é sá você, o Carlos e o Tiago. Puta que pariu, os viados tava fodendo minha mãe na surdina, o Léo era sá um ano mais velho, o Carlos e o Tiago tinham a minha idade, minha mãe gostava então de rola nova. Afastei devagar, sem fazer barulho, por um momento até esqueci da minha potranca e sua bucetinha sedenta, saí de casa e tranquei a porta sem fazer barulho. Pensei um pouco, apesar da raiva, e falei pra mim mesmo: E se o Renato descobre que estou fazendo sacanagem com a mãe dele? Era a mesma situação minha com meus amigos. Falei: Foda-se se eles querem meter, não sou eu quem vai dar uma de certinho, pois também estou com a mãe do meu amigo. E sai andando pensando nisso, quando escuto vozes que me chamaram a atenção. Era Andréia e Cátia, A loirinha, que estavam chegando com umas sacolas de compras. Encarei Andréia que retribuiu o olhar, depois olhou para Cátia com um sorrisinho nos lábios, a amiga falou: Mais tarde a gente conversa e você me conta sobre receitas de frango. Cada uma dirigiu para sua casa. Dei um tempinho e fui até a casa de Andréia, já eram duas e meia. Bati e ela me atendeu, mandou entrar. Ela estava com um shortinho azul coladinho, mostrando cada detalhe de sua bucetinha inchada, uma camisetinha que tampava sá os bicos dos seios, deixando boa parte deles a mostra. E aí, gostou da roupinha que coloquei para você?! Maravilhosa, te deixa mais tesuda ainda. Vem cá, me dá um abraço gostoso. Fui ao seu encontro, nos abraçamos e meu mastro duro já encaixava na sua xoxota, ela me deu um beijo de língua molhado e falou no meu ouvido: Enfia a mão dentro do meu shortinho e sente seu presente. Enfiei a mão um pouco afoito e ela disse: Calma eu não vou fugir, não! Fui enfiando e senti que a safada estava sem calcinha, ela sorriu, senti seus pentelhos aparados, cheguei na sua bucetinha, que a essa altura já estava melada, quando fui enfiar um dedo, ela pediu para tirar, tentei protestar, mas ela falou: Já esqueceu nosso trato, meu taradinho. Senta, que vou tirar esse leite quente e gostoso do seu pau. Sentei e tirei minha roupa, a gulosa já caia de boca, mamando feito uma tarada, rapidinho enchi sua boca de porra, que ela engoliu tudo. Perguntei pra ela sobre o meu presente. Hoje vou deixar você chupar minha bucinha, por ter me dado tanto prazer ontem, por isso demorei um pouco, pois fui dar um capricho nos pentelhos, para deixar minha bucinha bem lisinha pra você chupar muito gostoso. Então depois de chupar vou poder meter em você?? Olha meu gatinho safado, ontem eu fiquei alucinada com o que aconteceu, mas depois pensei com a cabeça fria, se você enterrar esse cacetão na minha bucinha, vai deixar ela arregaçada e meu maridinho pode descobrir, daí pode acontecer de eu ter que mudar... seria muito ruim não? Foi maravilhoso ter sentido, mesmo que a metade, dentro de mim, me senti entalada, imagina se entrar tudo?! Vamos continuar no nossas brincadeiras tipo namoro, sem penetrar?! Namoro? Sim você não gostaria de estar namorando com uma mulher casada safada?!!! Sim, mas com namorada a gente mete gostoso. Mas eu não metia com meus namoradinhos, sá chupava, rsrsrsrs. Ela falou e colocou o dedo na boca, igual uma menina sapeca. Pensei, não queria perder aquela mulher por nada nesse mundo e meter com ela seria questão de tempo. Pedi para irmos para sua cama, ela sorriu e me chamou de safado. Ela foi na frente rebolando aquele bundão delicioso. Tirou sua roupa e veio comigo pra cama. Fizemos pela primeira vez um sessenta e nove. Eu meio sem jeito, ficava sá beijando e passando a língua por cima dos grandes lábios, ela orientou minha língua para dentro de sua bucetinha e me mostrou onde ficava seu grelinho. Ela delirou e gozou forte na minha boca, gozei na dela também e bebemos nossos sucos. Ficamos abraçados na sua cama como um casal de namorados trocando beijos e logo meu pau tava duro: Noosssaa! Você tem um tesão danado, hein!!! Você que é deliciosa, com esse corpão, essa bunda maravilhosa, seus peitos muito duros e depois que senti essa boquinha, sei que você é profissional na mamada. É a mais gostosa das quatro fantásticas. Hein!?! Não entendi, quem são as quatro fantásticas? Ah, isso é um negácio que inventei pra descrever as mais gostosas do condomínio. É você, a Cátia, a Elisa e a Beti. Seu safado, então fica secando eu e minhas amigas na piscina? E todas casadas, você hein, safado de primeira. Nesse momento ela começa a chupar meu pau. E o que você pensa em fazer com as quatro? Com as quatro não sei mas com você, quero encher sua bucetinha de porra todos os dias. Ela me olhou com a cabeça do meu mastro na sua boca e deu um sorriso sacana. Quer dizer que você insiste em meter na minha bucinha?? Mas ela é tão fechadinha que não sei se vou aguentar essa picona enterrada nela todo dia, imagina quando meu maridinho chegar e quiser meter?? O pau dele vai entrar muito fácil, daí ele vai saber que tem outro macho fudendo a bucinha da mulherzinha certinha dele!! E voltou a engolir o meu mastro, sá parando quando enchi mais uma vez sua boca de porra. Vem cá agora e chupa mais minha bucinha, me faz gozar na sua boca. Chupei como fosse arrancar sua buceta com a boca. Aaaaaaaaaahhhhhhhhhhh, hhhhhhhhuuuuuuuumm, aaaaaaaaiiiiiii, noooooosssssssaaaaaaaa, assim você acaba comigo meu taradinho. E gozou esfregando sua buceta na minha boca e cara. Fomos tomar banho, pois já era tarde e Renato poderia chegar. No chuveiro, começamos a nos esfregar e meu mastro levantou, ela sorriu encaixou-o no meio das suas pernas de frente pra mim, nessa posição, apesar de deliciosa, ela não deixava o mastro entrar na sua bucetinha. Sá que agora eu tinha liberdade para brincar nos seus seios e na sua bunda. Ela gozou comigo, eu chupando seus peitos, um dedo enfiado no cuzinho e o cacete esfregando na xota. Ela ficou molinha e eu a virei de costas para mim, direcionei meu cacete na sua xota, comecei a esfregar, ela tava muito melada, a cabeça foi entrando, ela pedia para parar, mas não fazia nada contra, entrei mais um pouco e ela gemia: aaaaaiiiiiii, faz isso não, hhhhhuuuuuuuummmmmm, que cacete gostoso, tira ele, não mete não, ooooooohhhhhhh, assim você faz eu gozar gostoso, aaaaaiiiiii mete sá mais um pouquinho, hhhuuummmmm seu cacete é tão grosso, ela levou a mão para sentir o que ainda estava pra fora e viu que sá a metade tinha entrado, oooohhhhhh ta tão gostoso, vou gozarrrrrrr!!! Aaaaaahhhhhh, noooosssssssaaaaaa que tesão, tô gozando de novo!!! Agora eu segurava em sua cintura e comecei a meter devagar, ela levantou mais sua bunda, entendi o recado e cravei fundo na sua buceta: Aaaaaaaaaiiiiii, tá me rasgando!!! Nooosssaa que cacetão gostoso!!! Aaaahhhhh. Huuummmm, gozei de novo seu filho da puta pistoludo!! Minha bucinha tá pegando fogo, mas tá delicioso, nunca gozei tanto!!! Olhando para aquela bunda com marquinha de sol, sentindo aquela buceta apertada mastigando meu pau, cravei fundo e gozei como nunca naquela buceta sedenta. Fui arriando a e trazendo Andréia, ainda espetada no meu mastro, sentei no chão com ela no meu colo, ela levou a mão e viu que estava tudo dentro, segurou no meu saco, virou a cabeça e me beijou a boca. Meu pau não queria amolecer e comecei a estocar devagar na sua xota, ela então virou de frente ajeitou o cacete na boquinha de sua xota e desceu: Aaaaaaiiiii meu macho! Você é gostoso demais!!! Meu corno vai ter que conformar em dividir sua esposinha com um muleque safado e pirocudo!!! Vou esfolar minha bucinha no teu pau!!! Nunca imaginei que poderia ser comida assim, ainda mais por um pirralho,amigo do meu filho!!! Vamos pra cama que quero cavalgar gostoso e o chão está machucando meu joelho. Fomos pra cama e Andréia cavalgou no meu mastro e gozamos muito quando enfiei um dedo no seu cuzinho, enquanto chupava seus peitos. Hhuuummm, meu machinho, agora como vou fazer pra dormir?? Vou lembrar do seu cacete e ficar sá na vontade?! Me fode hoje a noite pra eu conseguir dormir?? Adoraria fazer isso, mas minha mãe não deixa eu ficar até tarde fora de casa. Vou pensar uma maneira de você poder rechear minha bucinha à noite. Agora vamos por nossas roupas que já arriscamos demais. Despedi de Andréia com um delicioso beijo e fui para casa, parecia um sonho, mas era verdade, pois meu pau estava ardendo de tanto entrar naquela grutinha sedenta.

Mulheres que queiram entrar em contato: [email protected] Mulheres compromissadas serão muito bem vindas.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


mae e filha sendo arrombadas contocontos porno sou puta dos meus cachorrosConto erotico esposa com dogcontos de coroas casadas comendo as e amigas com pinto de borrchas cinta lesbicasO filho do meu chefe comeu minha jovem esposa bundida na marra na fazenda eu vi contosconto real casada gravida na surubacontos eróticos traição a amiga gostosa da minha mulher ela me deu a chave do apartamento delacontos casada fode com amigo do mundocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteisso viadinho engole essa rola vou estrupar sua gargantacontos fiz o cuzinho da mamãecontos chantagiei minha mae e mi dei bemdesabafo sou casada trai meu marido com eletricistaEliana: é meu vizinho que quer comer meu cucontos eroticos patricinha caminhoneiroszoofilia googleweblight.comvideos de porno sogro cardando a morapai da sonifero pra filha pra fazer sexo historia eroticaconto arumei um pauzudo pra minha esposa e ela vicioucontos eroticos arrombando a gordacontos bebe safadacontos eroticos minha mulher fode com um jogadorrolas grandesno cu e gritoscontos sexo minha esposa amigaIncesto com meu irmao casado eu confessopirulito do titio contos eroticoscontos eroticos eu minha mulher e um travestiscontos eroticos eu minha esposa e os flanelinhas safadosirmazihas safadas locas por sexquando eu estava com o meu namorado e ele estava chupando o mwu peito ele me chamou de safada o que sera que ele quis dizer com issodei a xoxota para meu sobrinho contominha primeira traiçãoContos eroticos gay funkeiroZoofilia com mais drenaCorno viadinho conto eroticocontos eróticos estupro de um cucontos sacudo e casal safadocontos eroticos incesto papai mim fez chupar sua rolacontos eroticos de tias fudendocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos arrombando a gordafudeu a priminha de olhos fechadocomtos eroticos realidadeaposta inversão contos eróticosporno marido da vizinha foi viajar e fui pozar na casa delavelho tarado contos eroticos de incestocontos eróticos estupradao homem abre a periquita da mulher e chupa e coloca um botijão dentro da vajinhaestorei o cu dela contoporno babalu pede pra não gozar antes do tempoesfreguei a minha pila na bunda da minha tiaContos sempre fui viadinho dos homens da familiaeu i a neguingo do pornoconto erotico travesti trabalhando e foi fodida no trabalhocontos eroticos arrombando a gordacontos minha netinha gostosacontos eroticos dormi e dei rola primacontos peguei maninha virgem dormindoContos eróticos não queria gozou dentromamae linda e brava/contoscontos eroticos gay no cinemaconto erotico com gordinhacontos eu minha namorada e mais dois garotoscontos eróticos novinha brincandoporno não queria mais o meu filho fodeo e gosa dento da cona conaconto erotico familiameti no cuzinho da minha filha novinha de seis anos contocontos erotico - a cunhadinhaNetinhas putas contoseroticoscontos nao tinha camisinhaConto troquei o oleo com meu patraocontos eróticos comendo as Vizinhas ciarececontos traição no bailecontos eroticos meu amigo comeu minha mae e minha namoradacontos eroticos arrombando a gordaDOU CU DESDE Novinha Gay Padrastome fez de puta e me estrupkcontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteTudo q uma puta deve fazer na camaestrupada na escola contos eroticoscontos eroticos arrombando a gordaConto herotico lesbica entre mãe e filhinhapirulito do titio contos eroticoscontos eroticos casada graviamei ser estupradacontos eroticos rasgandocontos gay dando para o cachorro