Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

SURPRESA COM UM SUBMISSO







Tudo começou num desses dias que o tesão está nas alturas e tudo que eu queria era alguém bacana para fuder legal, e dar uma boa relaxada. Fui para o lugar mais fácil de encontrar alguém disponível, a Internet e os chats. E no meio de tantas conversas inúteis, acabei conhecendo um cara legal, maduro de seus 40 anos. Branco, de corpo normal, e muito sedento por uma vara, pois segundo ele, haviam 2 mesees sem dar para ninguém. Foi a minha chance, me descrevi, 1,70 altura, magro, moreno claro, alguns pêlos, e um cacete faminto de 19cm envergado para cima e babão e saco peludo. O cara se interessou, nos encontramos no local combinado, ele me pegou de carro, e fomos a um motel. Dentro do carro, já coloquei meu pau à mostra fazendo o puto suspirar de vontade... passando a mão e apertando ele como se não quisesse mais largar. Enquanto eu falava putarias para ele, com uma mão dirigindo e a outra sempre que possível pegando no meu caralho. “Hoje eu vou usar esse seu cu ao meu bel prazer, putão”, eu falei para ele, com cara de safado... “Que delícia macho, hoje eu sou somente teu e você pode fazer o que quiser comigo”, foi a deixa, percebi ali que o putão coroa era um verdadeiro passivo submisso. Falei para ele, você vai provar o gosto de um macho... vai sentir o gosto de um homem de verdade. Chegamos ao motel, ele pediu uma suíte e entramos, ao entrar eu já fui deitando na cama, e falei para o puto ligar a Tv... colocar num filme de putaria qualquer, e depois tirar meus sapatos, meia, abrir o zíper da minha calça e começar a curtir o macho dele. Sem demora ele obedeceu... cada vez mais eu percebia que o puto era submisso dos bons. Falei: Vai putinha, beija o pés de seu macho... e vai pegar uma bebida para mim. Ele me trouxe uma latinha de cerveja, mandei que abrisse, e assim comecei a tomar, e ordenei que começasse a me mamar devagar e com jeito... pois eu queria sentir a boca do putão enquanto eu me refrescava com a cerva e via um pornozão. Ele assiim ficou de 4 em cima da cama e mamando muito o macho dele e gemia baixinho. Depois de um tempo apás terminar a cerveja faltava um último teste para saber se o puto era mesmo um completo submisso. Então falei: “Viado, seu macho ta afim de dar um mijão”. E de imediato ele responde: “Para isso eu estou aqui macho, para servi-lo como bem quiser, basta ordenar e eu obedeço de pronto”. Eu já não tinha mais dúvidas, era um escravinho na minha frente, então falei, “Vou mijar na sua boca, não quero deixe nenhuma gota cair hein”, “Sim, senhor”. Comecei a mijar “vai viado engole o mijão quente de seu macho, vai puto, isso assim mesmo... não deixa nada cair hein...” Apás ter tomado tudo e mostrado a boca aberta para comprovar, ele disse: “e agora mestre, o que eu posso fazer para satisfazer seus desejos?”. Eu falei, tira a minha roupa, depois toda a sua, viado, e fica de 4, com o rabo bem empinado, e no chão, que escravo deve ficar no chão mesmo. Ele atendeu sem questionar. Esse viado estava me saindo melhor que encomenda. Coloquei uma camisinha, cuspi no rabo do viado submisso e falei agora aguenta, que você vai levar o que estava procurando, pica no cu, vou deixar esse rabo arrombado mesmo.



Sem dá, eu enterrei meu caralho naquele rabo quase virgem, até sentir tudo dentro e comecei a socar de imediato. O puto so gemia, mas não reclamava, sempre dizia: “Obrigado meu macho, por me escolher para seu prazer. Esse rabo é seu, faça o que quiser”

Soquei fundo... por um tempo...

Falei para ele: “sorte sua que estou com pressa, se não você ia ver o que era bom...

Eu realmente não tinha muito tempo, então tratei de meter mais nesse puto, até chegar ao gozo... qdo estava por vir, falei: “Chegou a hora viado, quero gozar”. Tirei o meu pau do cuzão do puto, quando olhei o cuzão dele, vi so o rombo, que tesão que me deu. “Abre a boca, quero ver você tomando o leite do seu macho. “sim, senhor, aqui está minha, boca pode usar como quiser”... mandei o puto colocar a língua para fora e comecei a gozar... “Ahhh tesão seu puto, não deixa nada cair no chão. Cada jato e gota de porra que saia o viado sugava... se escorresse pela boca ele limpava com o dedo e colocava de volta na boca. “Isso putão, vc me saiu melhor que encomenda... um verdadeiro submisso.



Pronto agora estou satisfeito, precisamos marcar um outro dia com mais tempo, pois vou querer usar mais esse viado.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


Conto dei o cu no cine repúblicasuco de uma magrela trepando em pornô famíliacontos eroticos:engravidei do meu filho buceta de cajarapirulito do titio contos inocentezoofilia custou cara e mulher nao aguentou estocada do cavprovoquei meu pai e levei no cuzinho contorelatos sexo eu e minha filha novinhaDeusa mulata levando pica branca na bucetaContos er meacordei com o pinto na bucetacontos muito grosso e grande sofricriola no cuinho nao e nao guentovideos porno ti estrubus ti mininas novinhadtreinando para ser puta contos eroticosconto gay sendo estupradosexo com maior tesao com a negona de vestidoporno boquete linguada no pau eno saco orgiascontos eroticos minha baba gostosa perdendo minha virgindadeComi minhas afilhadas parte 2contos etoticoscarlão socando ate as bolas no cu da vadiae bom de maismete na minha vizinha gordinhaengravidei minha irmã contoscontos eróticos peguei minha mãe no flagrantem insinuei e fui estrupada e gostei muito contos eroticosconto gay fiquei bebado e dei o cusexo aos14 pornodoidocontos ela gozou no meu dedo no metrôcontos eroticos de pastores cadetudocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentevendo a cunhada depilando a buceta contosConto de vadia de quatro no bar metendo com muitos machosMaicon tá doida ela me pediu pra comer sua esposa na frente deleesposa fode com doze homenscontos perdi minha virgindade com casadoContos eroticos orgia forçadacontos eróticos de mae e filha usando vibradorainda havia dor mamilo grande e pontudo vídeo pornôler contos de jovens heteros iniciados por outro jovem no sexo gayContos eronticos vendo novela tietamama direito vadia csralhoSexo contos visinhos virgindadeContos nossas filhasfui estuprado pelo mendigodei pro meu genrocontos eroticos empregadanovinha andando so de calcinha pensando que estava sozinhaputa que mora no bairro portãocontos enquanto dormia comi minha irma e suacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteenrabada pelo chefe contostem homem on line dar telefne pra foda com mulher casada chupa seu pau deixa chup bucetaNegao pausudo botando corno chupar cu da mulher enquato fodecontos eroticos porno de pirralhas inocentescontos de homem que comeu a sogra e a esposacontos eroticos castigo da filhacontos eroticoscomi minha irma apertadinha  Marilia e Juliana estavam mais uma vez fr ente a frente para uma dolorosa batalha. Ambas traziam nos corpos as marcas feitas pela outra em combates violentos e sangrentos. Marilia vestia tão somente uma minúscula tanga branca fio dental. Juliana uma  Aluna colegial Fernanda dando a buceta pro diretorcontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteconto erotico pivetecontos eroticos bucetinhacontos eróticos chantagiei estrupei minha irmazinharelatos eroticos cdzinha lindacontos eróticos meu marido eu e meu alazãoContos sou alegria dos coroasSonifero contoscontos mamando uma pirrocacontos eroticos primeiro empregotesao em apanhar de havaianas contoscontos mulher da na frente dos filhosoai fudendi a noiva