Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

PRIMAS CEARENSES

Eu tinha vinte anos e estava no auge da testosterona. Resolvi que tinha que ir ao Ceará, comer as minhas primas. Fui com um casal de amigos e  com a Jana e a Graça de outro conto meu aqui.  Elas tinha parentes lá.  

Combinado tudo lá chegamos, numa quinta. O casal ficou no quarto dele e eu fiquei junto com Jana e graça.

Fomos pra o hotel, comemos, tomamos um banho e arrumamos tudo. E fui atras dos meus tios.

Cada um se separou. E imagine aquela festa, reencontro, felicidades, ... E nada de primas. Sá as vi no fds. Vi que era muita prima, eu teria que escolher e escolhi as gêmeas. Que além de morar mais perto do hotel, tinham um corpo de mulherão. Marquei com todos de irmos a uma discoteca legal da região. Combinações feitas esperamos o sábado chegar. Na sexta a noite peguei as gêmeas em casa e fui pra noite. Perguntei se elas sabiam algum lugar de swing. Como elas nao sabiam o que era deixei pra lá, mas perguntei se eram virgens, disseram que nao, disse que nao acreditava. Elas disseram na lata. A gente te mostra.  Onde, perguntei. No seu hotel! Mas eu tenho horario pra devolve-las. Nos devolva depois de nos comer. E aí eu falei que nao estava sozinho no quarto que nao podia, ... Vc que sabe. Nao sabe o que esta perdendo. Eu já estava dono da situação mas me preocupei com os tios, muito tradicionais, problemáticos... Eu prometi da um jeito e ficamos em um bar. Conversamos sobre tudo. Elas ainda não tinha transado com mulheres.  Perguntei porque elas nao se comiam. Elas disseram que viam videos mas que nao sabia como comecar. Perguntei se elas ja tinham se beijado. Ainda nao. Eu falei pra elas comecarem se beijando.  Aqui!? Agora!? Nao! Fomos mas pro escurinho do bar.  Pronto aqui. Elas davam pra tras. As levei para ambiente da boate e nada. Pedi entao pra elas se tocarem.  Nenhuma iniciativa. Peguei o dedo de uma e levei ate a gruta da outra. Elas tremiam. Mas nao resistiram. Isso, bulina devagar. A outra ficou ofegante. As pessoas passavam e notavam o que rolava e saiam rindo. Quando notaram se inibiram denovo. Nos queremos voce! Pagamos e fomos pra o carro. Eu ia deixa-las em casa. Mas fui a praia antes. Achei um local legal e parei. Virei e falei. Se toquem. Arredias tive que guiar as suas maos. Elas estavam de sainha então tava fácil. Abaixei a calcinha de uma e meti o dedo da outra dentro dela. Faz o que vc estava fazendo. A outra soltou um gemido, arfou o corpo pra traz, jogou as maos para o teto do carro e jogou a cabeca.  Eu abaixei o seu tomara que caia, que seios, fartos, fiquei massageando petrificado, hipnotizado... Eram convidativos, naquele momento desejei muito aquelas garotas. Mas me lembrei o que estava fazendo. Pedi a Lia que os lambesse. Lea estava nas alturas, pernas abertas, gemia e as maos no teto do carro. A prápria  lia pegou os dedos de Lea e os guiou a sua gruta. As duas estavam masturbando uma a outra. Fui pra traz pra o meio delas. Cara nos tira daqui, leva a gente pra o teu hotel, nos fode, nos arromba.  Eu quero vê vc arrombar e fuder a sua irmã e aproximei seus lábios. Sabe o beijo dela era melado, molhado. Tirei uma casquinha daquele peito, enquanto meus dedinhos encontrava o buraquinho da outra. Quando eu vi que elas se esqueciam uma da outra pra me da atenção eu a fiz se tocarem, se lamberem. Pronto nesse momento Lea e lia se desabrochavam amantes. Deixei elas em casa que fizeram aquilo a noite toda. E fui atras de Jana, eu precisava de uma chupeta. Jana já estava no hotel. Contei pra ela das gêmeas. E que elas estariam de manha no hotel. Perguntei de Graça ela disse que estava no quarto vizinho, comendo o casal. E que ela tinha um encontro com algumas primas. Fui com ela e voltamos passando em um motel. Ela queria comer aquelas primas. Fui ajudar. 

No outro dia peguei as gêmeas, que disseram nao ter dormido de tanto que transaram.

Fui pra o hotel finalmente e pra come-las. Daqui a pouco o casal batia na porta procurando Graça. Fui atender e viram as gêmeas na minha cama. Quando os vi queria que eles participassem. E assim foi, as gêmeas faziam pela primeira vez dp.

Fomos almoçar e a Jana e Graça se juntaram a gente com duas primas.

Passamos o almoço pensando em arrumar homens para as garotas.

Perguntei as gêmeas, nao tem ninguém que vcs nao queiram chupar.

E assim ela arranjou 3 caras para serem divididos por elas.

Faltava o espaço: achamos uma casa de um deles. 

Pronto. O resto vc sabe. Lá ainda tinha o caseiro e o segurança que foram surpreendidos.

O ponto alto foi a vizinha que via tudo escondida batendo uma. Quando a vi a surpreendi com dois caras, e na casa dela, a comemos.

Fiquei duas semanas lá com o objetivo de levar pra cama algumas primas, e em alguns momentos deu em dp, suruba, ...

As gêmeas as trouxe de volta comigo pra passar um tempo. 

Enquanto eu ia trabalhar, amigos, vizinhos ia lá as pegavam e levavam pra suas festas. Foi uma época que elas gostaram muito.

A coisa mais legal foi da-las ao um chefe na época e seu filho. As gêmeas ficou doida pelo jovem. E foram morar juntos. Em uma casa que pai e filho tinha elas a disposição.

[email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


conto erotico viado casadocontos de mulheres ninfomaniaca por sexoFábio chupou o pau de Sávioa rola dele era muito grossa e veiuda eu implorei pra ele paracontos sobrinho moreno loiracontos Minha esposa rabuda provocando de shortinho contos swingcontos eróticos excursaocontos eroticos iniciação/lesbicapeguei meu sobrinho mexendo nas minhas calcinhacontos minha mulher olhando o volume do caragayzinho passou rebolando na minha frente contorapazes peladoes se exercitando na academiaContos so gosta das grossas no cuinfância;contos eróticos;enrabadocontos eroticos garotas na escolaelena senta na pica duracontos eroticos de padrinhos com afilhadas que engravidamMeu ex primo viuvo conto eroticoconto erotico carona com o sobrinhocunhada no cio contoscontos casadas malandraszoofilia co caxorros das rolas mas grosas muduEu e minha Mãe Cabaço contosLóira safada narra conto metendo na coberturaconto gay era pequenomostrei os meus seios webcamcontos eroticos espertinhachama Laura para ir comigo lá no a f*** com gaycontos eróticos sequestrada por um velhono onibus de excursao sem calcinhacontos eroticos arrombando a gordacontos gay encoxado na baladaconto eroticos comi minha vizinha de 7aninhoscontos gay cu arrombadovisão dos sonhos dos cornossexo gemidosssconto erotico sou empregada e viuvamulher dominando casalprimeira vez que comi meu amigover pica bonira gozandoconto erotico trasnformei minha mulher minha escrava sexoalpegando hetero casado conto gaycontos erotico molestano amenina na crecheemtiada fas sexo e masseje em padratocomo erotico dei para ocavalomeladas de margarinas em todo corpomeu viadinho querido gostoso novinho doze anos contos eroticosestuprada por quatro cachorros conto eroticocurra gordinha contonovinha de shortinho curto mostrando os pelinhos das nádegascontos eroticos hospital a tiacontos eróticos vovó transando com jumentoproposta indecente de colega porno de trabalho a casadaconto de irma querendo dar o cu pela primeira vezContos erotico cuzinho d m cunhadinha Putinha do papai negro contos eróticoscontos meu primeiro crossdressingcontos flagrei minha irmã e seu filhocontos eróticos traindo com meu sobrinhoTransei com meu sogro contocontos eroticos garotinhaconto real levei minha mae para ficar com um travesticontos de vizinhascontos eroticos transformado em putafumei maconha e entrei na rola contosmae short filho conto incestoConto erótico namorada mestiçaconto eonico de sexo analcontos delícia de cacetaoContos fudendo a coroa gravida casadaContos eroticos fudendo um cuzinho