Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

TUDO EM FAMILIA - PARTE II.

Este conto é continuação do “TUDO EM FAMILIA – PARTE I”. Um dia minha mãe saiu dizendo que ia até a casa de uma nossa tia, Vera tomou um banho e saiu enrolada na toalha e indo até a sala onde eu estava assistindo TV, ela provocante tirou a toalha e esfregou a bunda na minha cara dizendo que estava com vontade de tomar do cú, eu sentindo o perfume de sabonete exalando naquele corpo fui ficando louco de tesão. Mas quando Vera sentada no sofá e eu com a cara enfiada no meio de suas pernas chupando sua buceta, sem que percebêssemos minha mãe entrou pela porta pegando-nos naquela situação. Foi um Deus nos acuda... ficamos como baratas tontas tentando pegar qualquer coisa que pudesse cobrir nossa nudes... Vocês não podem imaginar o constrangimento de nás três. Quando minha mãe se recuperou do susto veio uma enxurrada de esporro quase chegando ao ponto de nos agredir fisicamente. Ela com muita raiva disse que sabia que Vera já andava transando com o namorado, mas que nunca ia imaginar que eu tivesse coragem de praticar aquela libidinagem com a prápria irmã.... e que sá não me expulsava de casa por eu ter somente 19 anos... Nossa mãe ficou chateada e aborrecida por vários dias, mas não contou nada pro nosso pai.... eu e Vera passamos a evitar de até ficar um perto do outro. Não sei se minha mãe chegou a conversar com Vera sobre o ocorrido... mas certo dia ela me encostou na parede dizendo que queria saber o porque de chegarmos a cometer aquele incesto, me perguntou se tinha sido seduzido por Vera. Então pra isentar Vera resolvi contar que tinha sido eu a seduzi-la e não ela; escondendo a parte das fotos no motel contei a minha fase desde que descobri a masturbação...do período em casa quando via partes do corpo de Vera e ficava excitado... e talvez pra tentar sair pela tangente, acabei dizendo que também ficava excitado quando eu via ela prápria de shortinho apertado dentro de casa mostrando toda sua beleza e tinha que correr pro banheiro pra me aliviar. Minha mãe a princípio ficou chocada em saber que eu tocava punheta por vê-la em trajes sumários... encerrando nossa conversa disse que eu devia ser um doente. Mas estranhei um dia ela sentada no sofá vestindo uma blusa com um decote bem generoso me pedindo pra lhe fazer uma massagem no seu pescoço, eu por trás do sofá pude ver seus peitos quase por completo... ela sabia da visão que eu estava tendo e parecia satisfeita, inclusive procurou olhar se eu estava excitado.... despistei me afastando o máximo possível. Até que sozinhos em casa, ela foi tomar banho e de repente escutei ela me chamando de dentro de banheiro pedindo pra pegar a toalha dela na área... quando cheguei perto da porta ela pediu pra eu entrar... entrei e ela abriu a porta do box.... quando vi minha mãe totalmente nua na minha frente tive a impressão de levar um forte soco no peito... entreguei a toalha e me virei pra sair... foi quando ela me pediu pra ficar e conversarmos um pouco... lentamente foi passando a toalha no corpo... meu coração batia descompassado.... bateu mais forte quando ela colocando um pé sobre o murinho do box pude ver parte daquela buceta carnuda.... então ela foi dizendo.: - Você disse que já se masturbou por minha causa.... e agora vendo sua mãe assim????... ta sentindo vontade de se masturbar????.... Eu sem voz apenas balancei a cabeça dizendo que não....: - Que isso filho, eu não tenho o corpo que você imaginava??.... Novamente balancei a cabeça dizendo que sim... : - Então filho, pode chegar mais perto!.... vem aqui e ajude a me secar.... aqui oh!... passe nas minhas costas.... ela me entregando a toalha se virou.... tremendo foi passando a toalha... comecei pelos ombros e fui descendo... parei na sua cintura.... : - Pode passar na minha bunda.... o que você acha da bunda da sua mãe???.... Consegui balbuciar.: - É muito linda!.... Ela virando novamente. : - Agora deixa eu ver como o piruzinho do meu filhinho tá!... Quando ela abaixou meu short, meu pau deu um pulo pra frente ficando totalmente ereto. Ela segurou firme no meu pau e mandou eu chupar seus peitos.... eu com a respiração ofegante coloquei a boca naquele bico pontudo e duro.... enquanto eu chupava ela foi movimentando a mão no meu cacete numa punheta bem lenta, parecia que ela queria aproveitar bastante aquele momento.... quando ela sentiu que eu estava quase gozando passou a tocar mais rápido.: - Isso filhinho!... goza.... goza da mão da mamãe.... E eu gozei.... gozei muito. Me levou até meu quarto e deitando pediu: - Agora quero que você chupe aqui oh!.... do jeito que vi você fazendo com sua irmã.... Quando ela abriu as pernas e vi aquela bucetona pensei comigo... “todos os meus sonhos estão se realizando”.... com todos os nervos do meu corpo tenso, aproximei enfiando meu rosto entre aquelas coxas lisas e roliças.... já tinha bastante experiência em chupar uma xoxota... quando comecei a passar a língua minha mãe sacolejou suas ancas apertando minha cabeça com as pernas... sua buceta já babava de tesão... lambi aquele líquido e chupei aquela carne vermelha fazendo minha mãe soltar vários gemidos, até que ela pediu. – Vem filho!, quero ver se você sabe meter de verdade.... enfia seu pinto na minha xoxota!.... Ela abriu e levantou as pernas segurando-as com as mãos... reclinando sobre seu corpo coloquei o pau no buraco e enterrei... – Isso meu filhote!, faz o que seu pai já não quer mais... soca nessa buceta necessitada de uma vara... ai que delicia meu Deus... me perdoa!, mas ando com muito tesão.... mete filho!.... mete.... hummmm.... uuii!.... uuiii!.... goza da buceta da mamãe... Minha mãe parecia que tinha uma boca dentro da perereca, sentia sua carne apertando a cabeça do meu pau quando socava fundo, sentindo o canal da minha ureta sendo preenchida, gritei. – Mãaae!... vou gozar mãe!... vou gozar!.... – Goza filho!... goza que a mamãe já ta go-go-gozaannnnnnndo!... Deitei sobre seu corpo e deixei meu pau cuspir minha porra dentro da vagina da minha mãe. Ela segurou minha cabeça com as mãos e me dando vários beijos na boca, falou.- Obrigado filho!.... obrigado por fazer sua mãe voltar a sentir o prazer de gozar, eu já andava desesperada, se não fosse você acabaria traindo seu pai com outro homem.... Depois minha mãe conversou comigo e com Vera dizendo tudo o que estava se passando entre ela e meu pai... ele já não mais se interessava por ela, e que já fazia praticamente 1 ano sem sexo entre os dois. O mais impressionante foi ela ter contado pra minha irmã sobre o que tinha acontecido entre ela e eu... Minha irmã custou assimilar que eu e minha mãe também tínhamos praticado um incesto, e que ela já não ia mais se incomodar se nás continuássemos a praticar também entre nás, sá tínhamos que tomar cuidado pro velho não desconfiar. Passamos a dar umas trepadas mesmo com nossa mãe em casa.... era muito mais excitante. Passados mais ou menos um mês, eu tomando banho minha mãe bateu na porta pedindo pra deixá-la entrar. Enquanto me banhava ela foi tirando a roupa... cada peça que ela tirava meu pau dava pulos de alegria... ela entrou no box e encaixando meu cacete no meio das suas pernas me abraçou forte espremendo suas mamas no meu peito. Botei minhas mãos nas suas nádegas e apertei, então ela disse ia fazer uma coisa que sempre teve vontade mas tinha medo do pai taxá-la de puta. Ajoelhou e segurando delicadamente meu pau enfiou-o na boca... senti um tesão maior do que quando minha irmã me chupou pela primeira vez... que língua deliciosa... nem nos meus sonhos poderia imaginar minha prápria mãe mamando no meu cacete.... Sem querer, apertei sua cabeça com as mãos com meu pau enfiado até sua garganta e dei a primeira ejaculada fazendo-a engasgar e soltar minha pica que espirrou o resto direto no seu rosto. Carinhosamente levantei-a e lavei seu rosto... ela com os olhos fechados não resisti aqueles lábios e lasquei um beijo de língua apaixonado... Nem parecíamos mãe e filho... parecíamos dois adolescentes sedentos de sexo. Beijei, mamei seus peitos, enfiei o dedo na sua xoxota, passei com as práprias mãos sabão em todo seu corpo... mas quando agachei e com aquela bunda na minha cara, alisei e abri suas nádegas expondo seu rego e seu ânus.... comecei a beijar e mordiscar sua bunda... meu pau foi novamente subindo... então foi a minha vez de dizer que ia fazer uma coisa que sempre imaginava quando me masturbava no banheiro, pedi pra ela reclinar um pouco o corpo e abri bem as pernas. Segurei firme meu cacete e encostei no cú da minha mãe.... ela percebendo o que ia fazer, falou. – Júlio pelo amor de Deus!!!!!... eu nunca transei por trás... Eu já doido e com o pau duro que nem ferro, disse. – Deixa mãe!... deixa que daqui a pouco você vai tá pedindo mais.... Como ela não tirou da reta enfiei somente a cabeça e esperei sua reação... como ela sá soltou um “uuuiiii” e ficou quieta, segurei suas ancas e fui empurrando lentamente.... – Aaaaiiii filho!.... assim você ta me rasgando.... uuuuiiiii.... ta ardendo..... Fui lhe pedindo pra ter calma e empurrei até encostar meu saco.... iniciei um movimento lento e gradativamente ia aumentando, cada estocada minha mãe dava um gritinho. - Hummmm... que cuzinho gostoso que você tem mãe!.... e eu sou o primeiro a meter nele.... hummm... hummmm... issssooo mãaaae, aperta seu cu no meu pau que já estou quase gozando.... vai mãe, rebola.... rebola mais.... hummm..... hhhhhmmmmm... Parei com o pau enterrado até o cabo e senti meu cacete derramando meu líquido nas suas entranhas. Hoje já sou homem formado, solteiro e tenho minha prápria casa... minha irmã se casou com seu segundo namorado, de vez em quando vem sozinha me visitar... minha mãe mesmo com seus 48 anos também me procura. Sou o amante de minha irmã e de minha mãe.... comigo elas se transformam em putas e fazem tudo o que não fazem com os maridos.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


conto agarrada no onibuscontos eroticos arrombando a gordaFuderan meu cu e minha esposa ajudou os carasrelato erotico meu cachorro comia meu cuzinho quando meninacontos eroticos papai dormindo bebado eu aproveiteicontos de coroa com novinhocontos titiocontos eróticos mas que porra de meio irmãocontos eroticos vi minha esposa me traindocontos meu tio pauzudo fodeu minha mulher e filhaconto erótico irmão vomitou roupahttp://okinawa-ufa.ru/conto_22456_ajudei-meu-amigo-comer-o-rabinho-da-minha-mulher.htmlpapai me comeu contocontos eroticos minha filha de fio dentalconto erotico meu compadre me comeuprofessor de artes marciais me fudeu contos gaycontos eroticos droguei minha priminha ninfeta e comicontos sado marido violentoszueiras mais gostosas e fogosas da bunda grande e pernas grossasmoreninha linda gostosa quatorze anos dandocontos eroticosdeserto conto heteroconto comendo a coroa gostosaconto gay fodi o namorado da minha irmasegurou a filha para tirar cabaçominha filha com calcinha fio dental ve contosbunda enorme calcinha rendinha vai cuzudavendo a cunhada depilando a buceta contoscontos vizinha feiaConto erotico fudendo a esposa sem sabercontos eroticos gay meu vizinho negro de dezesseis anos me enrabou quando eu tinha oito anoscontos o comedor falou o cu da sua mulher é muito gostoso.castigo boquete contosgostosinha bonitinha bundinha nova doze anos dando contos eroticosconto.erotico.tia.sogra.cunhadavoyeur de esposa conto eroticocontos sexo meu filho meu homem contos casada engana marido e faz boqueteconto. a sugadora de. porrachupando coroa empinadinha boa de f***mãe puta, contoContos erotico desvirginei as filhas do meu amigocomvidando e comendo amiga de sua mãecontos eróticos minha namorada e amigo no banheiro juntosfotos derabudas na academia roupa brancamulher no carnaval gozando muito no camarote ela ea amigacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentePai transarno com as filhaslésbicas chupando sopinhasconto eu meu filho e meu pai cumemos minha esposa rabudahistorias eroticas de primas e primocontos fudedo mãe do meu chefe30cm conto erótico doeucontos eroticos meu amigo comeu minha mulher e minha filhaursao tio roludo conto gayvídeo de bocado de mulher dançando de fio dentalcontos eroticos gay meu vizinho de dezenove anos me comeu quando eu tinha dez anoscamionista fudeu minha filha e eucontos eróticos afim do papai contos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentenovinha do Recife masturbando assim tão pequeninafui encoxada no tremTrav.goza.duaz.veszezsem cadastro zoofilia sai mijando leitecontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentedormindo ao lado conto eróticocontos minha enteada minha amantecontos incesto minha filha fazendo fisting em mimContos eroticos9aninhosContos crossdresserContos eroticos minhas tetas roxas de tanto chuparem