Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

O PEDREIRO DA VIZINHA

Como já disse nos outros contos, inicei minha vida sexual muito prematuramente, e a maior consequência disso foi ficar viciada em sexo, desde pequena tudo me excita, faz minha imaginação fevilhar, e aí ninguém me segura...

Devia ter por volta de uns dez anos, tinha os peitinhos despertando e alguns pentelhinhos tímidos crescendo, bundinha bem arrebitada e pernas bem grossas para minha idade...nessa época ficava sozinha em casa no período da tarde, e como sempre fui muito gostosinha, e sabia que despertava desejos mesmo sendo um garotinha ainda, abusava dos shortinhos bem cutos e colados...

Minha vizinha iniciou uma reforma, cheguei da escola almocei, tirei o uniforme e coloquei um top com um shortinho e fui brincar no quintal, escutei um barulho grande e quando olhei vi o muro vindo ao chão, logo o pedreiro passou para o lado da minha casa e começou a recolher a sujeira, qdo ele me olhou imediatamente deu uma bela coçada no saco, e isso me deixou muito ligada...

entrei para dentro da casa e fiquei pensando, será que ele pegou o pau por minha causa ou fora coincidência?

Resolvi testar, peguei a borracha e fui dar banho na minha cachorra, olhei para o pedreiro disse um "oi" e dei uma risadinha, enquanto lavava a cachorra empinava a bunda para o lado dele, e olhava disfarçadamente, ele mexia no pinto sem parar, eu a essa altura já estava meladinha...

Quando terminei com a cachorra comecei a me molhar na borracha, meu top brnco colou ao corpo e ficou transparente, ele chegou a parar de trabalhar para ficar me olhando, e eu esfregava a mangueira entre as pernas sá para provocá-lo...fiquei ali um bom tempo

Quando cheguei perto dele ele disfarçou e começou a recolher o entulho e eu comecei a puxar converça e fiz questão de dizer que passava as tardes sozinhas, e que seria átimo ter ele para conversar, vi seus olhos brilharem com essa informação...

No outro dia, qdo cheguei da escola ele já estva lá, e não usava calça jeans como no dia anterior, estava com uma calça bem fininha e mais larga, e eu mal intencionada corri e coloquei um short bem curtinho com as pernas bem largas, disse boa tarde e perguntei se poderia ficar ali olhando ele trabalhar, mais do que depressa ele disse que sim, sentei com a pernas abertas e flexonadas, como minha calcinha estava toda enfiada na bunda ele tinha uma prefeita visão da minha virilha e parte dos grandes lábios, imediatamente vi seu pinto crescer, e ele a toda hora dava uma apertada, aquilo me enlouquecia...

No terceiro dia de obra o companheiro de trabalho dele disse que iria buscar um matreial que estava faltando e ele ficou sozinho na obra, e eu claro perguntei se poderia pergar algumas pedrinhas para brincar, claro que ele deixou, aí botei minha putinha para fora, estava com um shortinho largo e sem calcinha, abaixava na frete dele e ficava "escolhendo as pedrinhas" depois sentei de pernas abertas para selecioná-las e ele claro viu toda minha bucetinha de fora, com o pau extremamente duro chegou mais perto e me disse que assim: olha minha linda ai onde você sentou está muito sujo, deixa o tio ver se não entrou nenhuma sujeirinha dentro de você... era tudo o que eu queria ouvir....

Ele me pegou e me cologou sobre o tanque, puxou meu short para o lado e começou a passar a mão de leve na minha xaninha, eu me fazendo de inocente e adorando aquilo tudo, Aí ele disse: Como você não tem muitos pelinhos ainda, grudou uma sujeirinha aqui que tá difícil de sair... e eu doida de vontade que ele chupasse minha xaninha pedi: por favor limpa para mim, quem sabe se molhar não sai? Ele adorou e disse boa id´´eia vou usar minha saliva e caiu de boca na minha xaninha, aaaiiiiiiii que delicia, lambeu ninha bucetinha lisa demoradamente, minha perninhas pulavam de prazer, uuuuiiii que tesão chupava meu grelinho como se quiesesse arrancá-lo dali depois de um bom tempo me chupando e ele falou que ia precisar de uma ferramenta, por que a mão dele estava suja, pegou seu pinto que babava sem parar e falou: olha o tio já amoleceu a sujeirinha, agora vou esfregar minha ferramenta aqui para deixá-la bem limpinha, começou a pincelar meu grelinho, quase morri de tesão, falava para ele assim, tá gostoso tio, acho que vai dar certo não para não, e ele me ouvindo dizer isso quase enlouqueceu, gemia demasiadamente, tentou forçar a enteada da minha xana, mas era muito pequena para aquele cacete todo, então continuou me pincelando e se masturbando, eu me contorcia de tesão sobre o tanque, depois começou a chupar os botõeszinhos dos meu peitos e gozou muito entre minhas pernas, aí me disse: Tá vendo como minha ferramenta é boa, soltou até um leitinho´para judar a limpar, agora você pode ir bincar com suas pedrinhas que sua bucetinha já está bem limpinha, eu passei para o lado de casa toda melada de porra, mas com muito tesão ainda, então fui para o banheiro dos fundos e deixei a porta entre aberta, claro para ele poder me ver, e comecei a bater uma siricica, estava com muito tesão, ele rapidamente foi lá para me ajudar, lambeu minha xana mais um pouco e depois alisou meu grelo com os dedos até eu gozar...

a essa altura seu pinto já estava durríssimo novamente, aí ele falou : minha ferramente já está preparando mais leitinho, agora você precisa me ajudar a tirar, e levou seu cacete até minha boca, a cabeça daquela jeba nem entrava toda na minha boca, mas fui chupando como dava, aproveitando a experiência que já tinha, não demorou até que ele gozasse novamente, mas tirei a boca rápido e dexei que ele gozasse em meu peito, depois ele limpou delicadamente meus peitinhos e voltou para o tabalho...

A obra ainda não terminou, mas nossa práxima brincadeira eu conto em outra hora....

Se gostaram dos meus contos e quiserem falar comigo: [email protected]



















VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentemoreninha linda gostosa quatorze anos dandocontos eroticosContos eroticos corno panacade conchinha sem calcinha (contos)contos eroticos de casadas d rio grande do nortecontos eroticos.os velhos meterao gostoso em mimesfrega conto heroticoConto de vadia explorada por muitos machoscontos erotico fui concertar s torneira da vizinhacontos eroticos mae desnaturada 2Contos erodicos comi o cu de meu sogro corno vestido de mulhero militar tirou minha virgidade contoscache:5Hgss0gp0hgJ:okinawa-ufa.ru/conto_6845_infancia-bem-feliz-com-papai-e-irmaos.html Histórias contos e relatos reais e atuais de incestos com mulheres gordinhas e com fotos delas peladasconto acampando com a vizinharapas casado efiamdo a banana no vucontos vizinha dona de casa tetuda caidacontos gay favelacontos eroticos arrombando a gordacotos heroticos gay neguinho me comeucontos eróticos comendo avógozada dentroamandameu pai fez minha mae mim dar a buceta na sua frente quando eu tinha dez anos contos veridicossó um pouquinho contos video porno brasileiro caseiro dei a minha buceta para o meu sogro fome gostosocontos de coroa com novinhoConto erótico meu nome é Lucinda preucupada com a saúde do meu filho contos erotico minha mae me ensinou a se putacontos erotico de jornalista sendo errabada na academiameu patrao me comeu na base da chantagemvídeo de mulher conto dar o cu ele micha de dorcontos eróticos gays a primeira vez com 24 anosporm mamamramamiguinha da minha filha me chupouContos erotecos de estrupo dentro do baile funkpunheta na infancia com amigoconto casal bicontos eroticos de meninas que ja perdram a virgindadecomendo a irmãzinha e a amiguinha dela contos eróticospraia de nudismo contosconto do tarado que se fazia de bonzinho para comer as meninascontos fudi minha cunhada emplena lua de melcontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos dinheirorelatos deliciosos de sexorola de meu pai conto gaycontos anal tio totado tirou avirconto erótico comendo o passivo de calcinhacontos ninha cachorra chupou minha bucetaconto incesto minha linda maezihapincelar no cucontos de gordinhas casada com roludoconto erotico comendo minha vizinha carminha mulher dando pra piazada contos erpticodcontos eroticos arrombando a gordaconto cutuquei pau na bundia delaescondido da mae conto eroticocontos eróticos esposa amanheci toda meladaconto erotico minha namorada cuidado de mimconto eu e a minha mulher fomos a um praia e uns muleques nos deram ums bebidas e fuderam a minha esposaQuero transa com minha prima que estar gravidacontos eróticos estupradaconto er seios quadril glandeContos eroticoshospitalcontos incesto com a mae rabuda eu e meu pai na praia de nudismoContos incesto novinha calcinhacontos erotico fis boauetes nos amigs de meu marido e ele nem sabeporm mamamramcontos eróticos vendedor externocontos escola sexocontos eroticos cuspe punhetaGozou dentro contos eroticoscontos de sonhos eroticos de casaisvideo de sexo c langerriconto porno come o cu da minha cunhada e a amante e sua amigacomparando paus contoszoofilia dssassenpatia para tansa com cuinhadaporno fetiche dar mendigossacanaje no exercito policias cuzudascontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos bebadaconto contando ao cornocontos eroticos arrombando a gordacunhada jogando o charme video pornocontos eroticos cu de esposa vermelho cheio de porra com fotoapostou a filha conto eroticocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteFilinha chupa pau do papaiameu pai fez minha mae mim dar a buceta na sua frente quando eu tinha dez anos contos veridicosbundonas de30anos no cuContos eroticos marido convence esposa com pintudocontos veridico uma maluquice com meu marido e um travestimeladas de margarinas em todo corpoconto dono da minha mulher